Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E depois da Crimeia?

por Luís Menezes Leitão, em 16.03.14

 

Seguramente que, no final do dia de hoje, Putin dirá que a Crimeia já cá canta e agora seguir-se-á o resto, ou seja, o leste da Ucrânia, a Transnístria, e se calhar até territórios dos estados bálticos que lhe permitam o acesso terrestre a Kaliningrad, a antiga Königsberg. Já alguém disse que o mal da Europa era ter demasiada história para tão pouca geografia. Eu digo que neste momento o mal da Europa é ter-se transformado numa plutocracia, em que os mercados são reis e senhores e os governos estão nas mãos do poder financeiro. Foi por isso que a resposta pífia da Europa ao avanço russo passou apenas por ameaçar a Rússia com sanções económicas. Putin ri-se das sanções económicas. Não só é a maior parte da Europa que está dependente do gás russo como, ao contrário do que sucede no ocidente, Putin não se deixa influenciar pelo poder financeiro. Pelo contrário, os milionários russos sabem que só serão milionários enquanto Putin quiser. Basta ele não querer para que surja qualquer acusação criminal que lhes tirará a fortuna toda, se não forem mesmo atirados para a prisão. É por isso que a Europa nada pode contra Putin. Quanto aos Estados Unidos, desde a presidência de Obama que voltaram a um cíclico isolacionismo, o qual já pagaram muito caro em ocasiões anteriores. Já a ONU, será naturalmente paralisada pelo veto russo. Putin tem assim o caminho livre para reconstituir o império russo. Resta saber se será o único. Depois da vitória russa, será que a China não encarará isto como um precedente que lhe permita avançar também para Taiwan? Quando se começa a ceder, nunca se sabe onde as cedências param.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Vento a 16.03.2014 às 13:32

Temos sempre tendência para dizer qualquer coisa. Mas estou consciente que tudo quanto eu pudesse comentar só tiraria o impacto deste brilhante pensamento que acaba de postar.
Parabéns!
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 16.03.2014 às 14:24

Excelente post, Luis!
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 16.03.2014 às 16:48

Muito obrigado, cara Helena.
Sem imagem de perfil

De João a 16.03.2014 às 16:44

E a China seguir-lhe-á os passos. Assim vai ficando o mundo, nas mãos de ditadores. Não creio, é que esta paz aparente, vá durar eternamente.......
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 16.03.2014 às 17:00

Eu sou mais pessimista. Acho que 2014 está a reproduzir 1914.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 16.03.2014 às 17:38

"...em que os mercados são reis e senhores e os governos estão nas mãos do poder financeiro..."

Haha!

Os Governos estão nas mãos do Estado Social e da ideologia do conforto tão defendida pelo autor.

Logo não há vontade alguma de resistir, pois isso implica a guerra e o fim da ideologia do conforto, o que implica perder as próximas eleições.

Retirar dinheiro ao Estado Social para colocá-lo em tanques, aviões, navios e soldados.
E vontade de os usar com necessidade de provocar mortos.
Tudo contra a ideologia em vigor.

Os soldados ainda se podem importar de zonas bárbaras pois os cidadãos romanos passaram a abominar o serviço militar, já os tanques, aviões e navios têm de ser pagos...
Sem imagem de perfil

De da Maia a 16.03.2014 às 21:22

Muito bem.
Quanto à afirmação
Basta ele não querer para que surja qualquer acusação criminal que lhes tirará a fortuna toda, se não forem mesmo atirados para a prisão.
... há o link
http://en.wikipedia.org/wiki/Mikhail_Khodorkovsky

o que afinal leva mais à designação Gas Putin e não tanto Ras Putin:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/as-cancoes-do-seculo-1536-6126822
Sem imagem de perfil

De João Pedro a 17.03.2014 às 13:32

Não acredito que Putin avance para oeste, porque aí sim, teria de se confrontar com a NATO. E falando em impérios a reconstituir-se, lembro-me da Turquia, com o seu neo-otomanismo, que colide com a expansão russa. não por acaso, foram adversários ferozes em muitos episódios ao longo da história, da Crimeia (por duas vezes) à 1ª Grande Guerra, passando pela Grécia.
Sem imagem de perfil

De anuncios classificados a 17.03.2014 às 16:10

vai ser giro, as pessoas trocarem um regime que tende para a democracia e para aceitar os valores europeus por uma pseudo ditadira semi-comunista.
quero ver daqui a 5 anos quando os da crimeira virem o nivel de vida e liberdades do outro lado se vão continuar a achar que é boa ideia pertenser á russia. o que eu acho é que a crimeia deve ter misseis nuclears ou algo do estilo para os russos estarem com tanto afinco naquilo

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D