Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E agora as presidenciais

por Sérgio de Almeida Correia, em 05.10.15

republica3.jpg

O resultado foi mau se olhado para as legislativas. Mudando a perspectiva, isto é, com a mira nas presidenciais, este resultado até foi um alívio. Por várias razões.

Uma coligação PSD/CDS-PP com 38,6%, em Outubro, terá mais facilidade em enfiar os seus dois líderes pelo buraco de uma agulha do que em fazer eleger Marcelo Rebelo de Sousa, dentro de três meses, para Belém. Mesmo com três voltas. O professor devia pensar nisto.

Na banda do PS fica-se com a segurança de que Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém vão ter de voltar a ponderar as suas candidaturas. O ideal seria, para já, manifestarem disponibilidade para retirá-las. Depois logo se verá.

A terceira razão é que se o PS quiser colocar um presidente em Belém vai ter de pedir a António Guterres para convencer Guilherme d'Oliveira Martins, ou alguém com idêntico perfil, a avançar. Os independentes nem sempre são fáceis de convencer mas o país precisa, como de pão para a boca, de alguém com prestígio, que não precise de desembarcar nas Desertas, levantar a voz ou fazer números de circo para ser ouvido.

É tempo de se voltar a ter um Presidente da República. E hoje, sem governo, é o dia ideal para se pensar nisso.  


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 05.10.2015 às 20:13

Caro Sérgio,

Não percebi a parte em relação ao Marcelo Rebelo de Sousa. Mais, se este se candidatar, só perde por acidente ou muito má fé (por parte do PSD). O PS (ou a Esquerda em geral) não tem, de facto, candidato e MRS é alguém com uma imagem simpática, mesmo para alguma esquerda - não há-de comer comunistas ou bloquistas ao pequeno-almoço.

O problema do PSD (e de PPC) é outro: MRS não morre de amores, desde a moção de estratégia ao congresso. O que quer dizer que tem um incentivo para jogar em campo neutro - e não o estou a ver a coibir-se de mandar o Governo às urtigas daqui a 12 meses se for caso disso.
Sem imagem de perfil

De Miguel R a 05.10.2015 às 20:38

Como? Marcelo perder? Oh Sérgio isso são vontades que dependem de factores que não controla. Desde que não me saia Sampaio da Nóvoa pode ganhar qualquer um desses. Não viste a sondagem da intercampus, pois não? Pessoalmente adorava que Guilherme d' Oliveira Martins avançasse, mas ganhar? (...)
Sem imagem de perfil

De FF a 05.10.2015 às 21:35

Caro Sérgio,
Seria melhor para todos que começasse a pensar que uma Chefia de Estado hereditária tem uma supremacia absoluta sobre qualquer chefia de estado electiva, seja ela de quem quer que seja.
Hoje, 5 de Outubro, deveríamos estar a comemorar a dia da batalha de S. Mamede, perto de Guimarães, quando Afonso Henriques, neste dia de 1128, deu o primeiro passo para a independência desta nação que é uma das mais antigas do mundo com fronteiras definidas e estáveis.
Vou reproduzir as suas últimas palavras com uma pequena (ou muito grande) alteração: É tempo de se voltar a ter um REI. E hoje, sem governo, é o dia ideal para se pensar nisso.
Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 05.10.2015 às 23:37

"Uma coligação PSD/CDS-PP com 38,6%, em Outubro, terá mais facilidade em enfiar os seus dois líderes pelo buraco de uma agulha do que em fazer eleger Marcelo Rebelo de Sousa, dentro de três meses, para Belém."

Deus o ouça.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 06.10.2015 às 02:54

Embora eu seja monárquico, estou 100% de acordo: desde o Marechal Craveiro Lopes que este país não tem um presidente da República em condições.
Nota: sou monárquico, mas não tenho nada a ver com um grupo falclórico que dá pelo nome de PPM.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 06.10.2015 às 05:38

O PR é um cargo honorifico sem história ou relevância e que custa muito mais dinheiro que a Monarquia Britânica sem os predicados desta.
A termos que continuar a viver neste sistema espero que apareça alguém realmente independente e com pouco currículo partidário, assumindo ao que vem, sem fraquezas e emancipando-se do poder tentacular dos partidos ligados á governação de Portugal nos últimos 30 anos.
Espero que Marcelo continue na TVI e perceba que não é tão popular como lhe dizem e depois dos fretes de Cavaco Silva e Jorge Sampaio á governação mais ninguém quererá apoiar um candidato que fará o mesmo se tiver oportunidade para isso.
Sem imagem de perfil

De Zé a 06.10.2015 às 13:15

Ainda não se candidatou e já tem o meu voto.
Sem imagem de perfil

De am a 06.10.2015 às 17:43

Gaita...

Ainda não fizeram a digestão da "cabazada" do Costa....
Já estão a agoirar o MRS... Os Psistas são mesmo masoquistas!
Sais de Frutos!

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D