Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dois países dentro do País

por Pedro Correia, em 16.08.19

Cheguei a Coimbra a hora já tardia para o almoço, cheio de apetite. Ia com vontade de matar saudades do Zé Manel dos Ossos, mas deparei com a porta fechada: está encerrado para férias.

Virei logo ali, à Rua da Sota. Eram quase 15 horas, entrei num restaurante ainda operacional que me pareceu com bom aspecto.

- O que há? - pergunto.

- Agora já só temos o menu do dia: sopa e frango.

- Venha isso.

E veio, sem demora. Comidinha caseira, como gosto. Sopa de legumes, frango na púcara (muito bem servido). Talhada de melão à sobremesa. Um jarrinho de vinho. Mais pão (que não comi) e café (que não bebi).

Tudo incluído: sete euros e meio.

Isto na baixa de Coimbra, onde por estes dias circulam muitos turistas estrangeiros. Comprovando que, a norte de Lisboa, os preços nos restaurantes caem - por vezes vertiginosamente. Enquanto a qualidade tantas vezes aumenta.

Dois países dentro do País.

Autoria e outros dados (tags, etc)


40 comentários

Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 16.08.2019 às 19:41

Acima do Douro idem aspas
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 16.08.2019 às 21:51

Easy, ou, não tarda, estarão também na corrida para a "aquisição" da Gronelândia.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.08.2019 às 21:59

Eheheh. Essa tem mesmo de ser 'fake news'. Não dá para acreditar.

(Saudações coimbrãs aqui do Terreiro da Erva.)
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 16.08.2019 às 22:01

:)

já pescaste (ou tinhas pescado) as espinhas da antiga igreja?

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.08.2019 às 22:18

Já pesquei. Segui a tua dica.
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 16.08.2019 às 22:21

wann'another dica?
(observa os azulejos da Sé Velha e os de Santa Clara-a-Velha... :)

_________
there are strong reasons to
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 16.08.2019 às 22:51

E, ah!, Pedro, por detrás do Paço das Escolas existe um vestígio Visigodo :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.08.2019 às 23:08

Grazia tanta, Alessandra!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2019 às 12:03

Que maravilha. Mas não deve ter sido fácil, essa subida.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 17.08.2019 às 17:16

Obrigado, Pedro . Fácil não foi. Mas fantásticas são também as noites, dormidas sob as estrelas.
Sem imagem de perfil

De V. a 18.08.2019 às 09:21

Logo vi que andavas atrás da pinguça de Foz Coa
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.08.2019 às 12:58

Tenho sido muito regrado. Não ando muito bem do estômago desde que comi uns peixes do rio
Sem imagem de perfil

De V. a 18.08.2019 às 20:27

Ah, as melhoras então... Como não encontrei chá e torradas, toma lá uma coxa
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.08.2019 às 21:42

Obrigado. Estou todo picado. Só de calções, no meio do mato. Vamos lá a ver se não apanhei nada de muito f....

Fiquei a saber que o Padre da terra lixou a Santa Casa em 2 milhões de euros. Todos sabem. Hoje foi a sua última missa, a abarrotar de fiéis. Um excelente homem, dizem, que nunca fez mal a ninguém. Bolsei, ligeiramente. Merda de gente. São bons apenas por não terem a coragem para serem piores. Cobardes.

Sem imagem de perfil

De V. a 19.08.2019 às 11:40

Se há coisa onde o Marques de Pombal tinha razão era no seu ódiozinho de estimação à padralhada. O resto já não sei mas essa evidência nunca lhe escapou.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.08.2019 às 07:15

V. só pode gostar de Coimbra. Que ergueu estátua ao Mata-Frades no largo que lhe serve de frontaria.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 16.08.2019 às 23:22

Os locais mais virados para o turismo subiram os preços. Deve ser das tretas da Coruja e yelps e tal.
No périplo por Coimbra não pode falhar aquele magnífico empreendimento em frente ao Parque da Cidade. Aí não há Coutinhos para mandar abaixo. É tirar fotos.
Come-se bem na Rua dos Gatos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.08.2019 às 23:51

Come-se bem, sim: bom e barato.
O que mais estranho é o divórcio entre a cidade e o rio. Ontem, passeando ao longo do Mondego, não vi um só barco - num dia quente de Verão. Eis uma potencialidade turística totalmente desaproveitada. Tal como a frente ribeirinha: o parque Manuel Braga, mal a noite cai, mergulha na solidão. Pensei que houvesse por ali animação, bares, música ao vivo: não vi nada.
Só mais duas estátuas desde a minha anterior visita: a de António Arnaut (inaugurada com ele ainda vivo) e a de Manuel Alegre.
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 17.08.2019 às 00:32

tu e as estátuas...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2019 às 12:07

Elas é que proliferam como cogumelos. Coimbra parece ter especial tendência para erguer estátuas e bustos já não só a mortos mas também a vivos.
Nenhuma ensombra, no entanto, a do Mata-Frades, no Largo da Portagem. Cheia de pombos, que lá vão cumprindo a sua função.
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 17.08.2019 às 14:38

ok, elas proliferam como cogumelos mas eu sei que tu andas de óculos especiais, daqueles very SciFi, e que as catas a todas, todinhas...

aliás, desconfio que fazes férias para descobrir mais para a colecção! Esta, ou outra,

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2019 às 16:12

Estas quase tropeçaram em mim ontem à noite. Num parque da cidade quase deserto em noite de Verão - a dois passos do centro, à beira do curso do Mondego, mas com uma espécie de taipais de obras a separá-lo do rio. Acentuando o divórcio entre a cidade e o Mondego. Isto em pleno Verão, caramba.
E se até fará sentido o busto a Arnaut, que era natural de Penela, concelho pertencente ao mesmo distrito, já não me parece tão natural a estátua de corpo inteiro a Alegre, natural de Águeda (portanto, do distrito de Aveiro).
Por ter vivido e estudado em Coimbra? Tantos poetas aqui viveram - a começar por Camões. E Sá de Miranda, Garrett, Castilho, João de Deus, Antero, Junqueiro, Pessanha, Nobre, Pascoaes, Régio, Nemésio, Torga, Ruy Belo e Assis Pacheco, entre muitos outros.
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 17.08.2019 às 16:23

Pedro,
Sabes tão bem quanto eu a resposta: o Arnaut criou, com uma equipa (ainda persiste aquela ideia do super-herói, que das equipas não reza a História), o SNS, e era maçon. Tratar-se de um busto talvez tenha maior relevância que uma estátua de corpo inteiro (simbolicamente, revelará até mais força, por se aproximar com maior verosimilhança do indivíduo que representa...). O corpo, também simbolicamente, estará sempre mais associado às "fraquezas" (...).

Another dica: existe um livrinho com o percurso maçónico à Coimbra (assez intéressant!): basicamente, todas as ruas levam a/à (_________________ / _________________ )*



~~~~~~~
(preencher de acordo com o pensamento mais imediato :)
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 17.08.2019 às 15:18

by the way, esse divórcio cidade-rio sempre existiu, até para a separação das margens, a cidade imponente de um lado e os 'arrabaldes de segunda' do outro, ainda hoje com resquícios de uma separação que coloca o rio ao nível de um oceano, as margens, a milhas transatlânticas (trust me!)

o rio é, basicamente, lugar líquido para a fruição dos desportos d'augas, durante o resto do ano (adeptos da canoagem, do remo, as voltinhas até Penacova, o Basófias - a barca, i mean - para turismo; acredita que consegue andar cheio, mas no Verão esta malta pira-se para outras bandas, daí o aparente "esvaziamento" a que estás a assistir :)

na incrivelmente estúpida época da Queima também atiram com carrinhos de supermercado lá para dentro - diz que se tornou desporto quase olímpico! - isto, quando não estão ainda em coma alcoólico e se atiram eles/elas.

foi sempre assim...
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 17.08.2019 às 12:57

A zona de bares e restauração está fechada há anos. Cheias, má construção, seguros, essas coisas. Enquanto esteve aberta estendeu a vida nocturna àquele local.
Pessoal no rio é na margem esquerda, caiaques, padle(?), vela, malta a banhos.

E rotundas pá? Tantas, de diversas formas. Ex-libris.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2019 às 13:23

Mas em rotundas Viseu ganha o campeonato. A última vez que lá estive teimei em conta-las. Mas desisti por cansaço à rotunda 57.
Sem imagem de perfil

De xico a 18.08.2019 às 13:50

O Manuel Alegre tem uma estátua? E há foto?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.08.2019 às 14:26

Só tiro fotos a reis.
Ainda não inaugurei a série de estátuas dos poetas.
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 18.08.2019 às 20:24

"Ainda não inaugurei a série de estátuas dos poetas."


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.08.2019 às 08:44

Alguma objecção?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2019 às 08:52

Da minha parte? Não, de todo, antes pelo contrário, a ansiedade para que lhe dês início - à série de estátuas dos poetas - é de tal ordem imensa que não sei como aguardar sentada de modo elegante: cruzando as pernas, colocando-as de lado, como as altezas, seguindo o protocolo. Estou nesta fadiga de indecisões, Pedro, mas talvez opte por pular e saltar de alegria, até que a série chegue
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.08.2019 às 07:13

Vê-se logo que não és pomba, com tamanha aversão a estátuas.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 19.08.2019 às 12:04

Sim, se há terra que se perdeu no tempo foi Coimbra (pronto, carreguem em cima do Robinson) :-)

Os preços descem, a qualidade sobe... Fica uma questão: e porque não aumentar um pouco os valores e oferecer melhores condições (a qualidade já lá está) a produtores, fornecedores e colaboradores? ;-)

Boas férias,

P.S.: por acaso em Coimbra nem sou grande adepto da restauração, mas de Poiares para cima...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.08.2019 às 07:12

Há três restaurantes de que gosto muito em Coimbra. Mas, de facto, não se compara com a gastronomia de outras cidades - desde logo Braga e Évora, por exemplo.

Há uns tempos que não vinha cá. Acho enfim a cidade mais dinâmica, mais rejuvenescida - mesmo sendo tempo de férias escolares. Pena os grafitos por toda a parte, a sujidade ainda em excesso e a péssima relação com o rio - tanto de dia como de noite.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.08.2019 às 08:39

"e a péssima relação com o rio - tanto de dia como de noite."

Tantas vezes tive essa discussão, mas para os conimbricenses esse parece um problema que não se coloca.

Braga é Braga mas Guimarães... Guimarães não fica para trás, mesmo em restauração. Aliás, todo o Minho e Trás-os-Montes. Évora tem-me dado boas e más experiências, mais más que boas. Ou me fico por um junto à estação ou vou mesmo até Estremoz e arredores.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.08.2019 às 10:27

Sim, em todo o Minho. Barcelos não fica atrás. Nem Viana.

Em Évora comi a melhor sopa de cação (no Medieval), os melhores pezinhos de coentrada (no Luar de Janeiro) e o melhor javali estufado com castanhas (no Dom Joaquim) que até hoje tive o privilégio de provar.

Em Coimbra, fico-me pelo leitão e pela chanfana - petiscos que sou incapaz de comer em Lisboa ou no Porto. Com incursões à lampreia em Penacova (na época dela) ou às enguias em Montemor.

Sou exigente na perspectiva de Churchill: contento-me simplesmente com o melhor.


P. S. - Verifico que outras pessoas têm a mesma perplexidade que eu quanto ao rio. Os lisboetas reconciliaram-se com o Tejo, os portuenses já acorrem ao Douro. Falta aos coimbrinhas "descobrirem" o Mondego.
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 22.08.2019 às 17:43

Já que vai a Barcelos, não deixe Esponsende para trás: "Foz do Cávado" ou a "Lareira" em Fão.

Viana, nada como a boa comida e animação no "Maria de Perre". Já se comeu melhor na Pousada.

O "Dom Joaquim" gosto, experimente "A Cadeia" em Estremoz. E olhe que no Convento do Espinheiro também não se come mal... O "Vinho e Noz" também é óptimo e a simpatia acompanha. Pequeno, distante do centro (faz-se a pé) e agradável.

Lampreia só mais para norte e enguias, Ribatejo com elas ou em casa :-)

Churchill é que a sabia, e pelos vistos o Pedro também...

P.S.: não tenha dúvidas, até porque, está mesmo em cima da cidade. Cidades que falámos aproveitaram o rio como ninguém, Viana, Esposende e até Barcelos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.08.2019 às 15:09

Obrigado pelas dicas. Já tomei nota.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D