Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dias difíceis para a esquerda portuguesa

por Rui Rocha, em 20.07.15

Com Varoufakis a banhos, Tsipras convertido ao neo-liberalismo, Krugman a revelar decepção com os novos heróis atenienses e o ainda recentemente recuperado Hollande a propor um governo europeu de acesso restrito, foi-se em poucos dias o entusiasmo com algumas das mais extraordinárias referências da esquerda portuguesa. Preparemo-nos, portanto, para citações maciças  de Manuela Ferreira Leite e de Pacheco Pereira. E de um ou outro arroubo de Sampaio da Nóvoa.


20 comentários

Imagem de perfil

De senhora da quintalx a 20.07.2015 às 21:36

foi-se o entusiasmo, ficou a preocupação'
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 21.07.2015 às 22:54

Foram-se os anéis e alguns dedos.
Imagem de perfil

De senhora da quintalx a 21.07.2015 às 22:55

Fiquei com os 2 do meio ;)
Sem imagem de perfil

De am a 20.07.2015 às 22:10

Foi-se o Vorafo***... perdeu-se a tusa!

Já nem os galambinos e galmbinas falam dele!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 21.07.2015 às 22:55

"Quem é o Varoufakis"
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.07.2015 às 23:07

É alguém que conseguiu dizer não. Muitos invejam e nunca lhe chegarão aos calcanhares. Foram apenas seis meses, mas foi suficiente para ficar na história.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 20.07.2015 às 23:08

Tem razão, uma certa esquerda já está novamente de rastos, até deixou de passar a ter 3 líderes e agora só tem um(a) para ver se não desaparece, já outra tem-se tornado cada vez mais coesa e progressista (felizmente) por incrível que possa parecer.

Por um lado fico feliz pelo maior entalado depois de os Portugueses ser o PS onde se contínua a bajular muita da malta que levou Portugal ao desastre isto além de não apresentar nenhuma ideia credível ou que não dependa de situações que não controla.

Se o PS perder estas eleições (e acredito que possa acontecer) irá decerto fragmentar-se a não ser que apareça alguém disposto a sangrá-lo para o salvar o que não acredito que aconteça, não existe ninguém do sistema lá montado com capacidade, mesmo Seguro embora incompetente para isso, nem sequer o tentou.

P.S. - Quando me puder dizer em que previsões se têm enganado Pacheco Pereira, Manuela Ferreira Leite ou Adriano Moreira que o faz num patamar mais abrangente de raciocinios e que são perigosos esquerdistas eu ficarei contente.
Sem imagem de perfil

De É Mesmo a 21.07.2015 às 14:55

A senhora Leite nunca se enganou, tanto que foi elogiada pelo líder da bancada do PS, Exmo. Sr. Dr. Ferro Rodrigues...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 21.07.2015 às 22:56

O PS tem pela frente encruzilhadas decisivas. Se forem mal geridas, pode apodrecer.
Sem imagem de perfil

De Só mais um a 20.07.2015 às 23:20

Que seria de nós sem eles dois?Tinha ideia de os ouvir a pregar o oposto,há anos,a dizer que o país ia pelo caminho do empobrecimento...,deve ser o Schauble a confundir os neurónios do povo. Espere,bagónias também,desde que lhe foram à reforma.O novo Sampaio é um caso à parte,politicolirico,emulando um Alegre que não sei se estará pelos ajustes,pode voltar a terreiro e então sim, a esquerda terá
o seu lídimo vate.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 21.07.2015 às 22:57

O Alegre sempre tem a vantagem de declamar poesia de que é autor.
Sem imagem de perfil

De Ele a vê-la passar... a 21.07.2015 às 08:46

Quanto ao da Nóvoa, está a ver a Maria de Belém passar...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 21.07.2015 às 23:02

Nóvoa perdido na névoa.
Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 21.07.2015 às 11:19

"Krugman a revelar decepção com os novos heróis atenienses"

Que palermice.
E o que ele diz dos seus Heróis do Centro da Europa? Não lhe passa pelos olhos?

"How did things go so wrong? The answer is that this is what happens when self-indulgent politicians ignore arithmetic and the lessons of history. And no, I’m not talking about leftists in Greece or elsewhere; I’m talking about ultra-respectable men in Berlin, Paris, and Brussels, who have spent a quarter-century trying to run Europe on the basis of fantasy economics.

To someone who didn’t know much economics, or chose to ignore awkward questions, establishing a unified European currency sounded like a great idea. It would make doing business across national borders easier, while serving as a powerful symbol of unity. Who could have foreseen the huge problems the euro would eventually cause?

Actually, lots of people.(...) "
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 21.07.2015 às 13:01

Mais um economista obcecado pela moeda, quelle surprise!

O Euro não tem nada que ver com os problemas da Grécia. A cultura tem.

Sem imagem de perfil

De l.rodrigues a 21.07.2015 às 14:07

Então se calhar deviam chamar a UNESCO para tentar ajudar, em vez do FMI.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 21.07.2015 às 21:20

Duvido que a Unesco dissesse a verdade. Não é multi-cultural dizer que a aritmética é igual para todos os povos :)

Ainda pior fica dizer que os problemas tanto podem ocorrer com Euro ou Dracma ou Escudo.
E é bom lembrar que as "republicas das bananas" têm moeda própria.
Sem imagem de perfil

De Ignorância militante é triste a 21.07.2015 às 14:49

Quero tanto saber desse tal de Krugman como do Emplastro, mas ignorância militante é triste.

http://observador.pt/2015/07/20/krugman-diz-que-sobrestimou-competencia-do-governo-grego/
Sem imagem de perfil

De l. rodrigues a 21.07.2015 às 20:22

Eu para saber o que Krugman diz, não vou perguntar ao Observador...

Tem a noção da incongruência do que escreveu?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D