Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Delito à mesa (10)

por Pedro Correia, em 02.03.19

20180922_123941.jpg

 

Há restaurantes que nos conquistam à primeira. É o caso deste, situado num espaço rural, a escassos quilómetros de Alcobaça, na saída para norte.

 

Estamos num cenário de quinta. Real, não encenada. Há cavalos, cabras, cães, muitas flores. No topo de um cabeço, para fazer jus ao nome do restaurante. Com um panorama deslumbrante sobre a cidade que alberga o mais célebre mosteiro cisterciense português.

Conjugar a envolvência rústica com um inesperado requinte de cozinha de autor é o segredo deste restaurante, inaugurado em 2011 por um casal, Evelina e Pedro João. Viviam-se tempos de crise, a clientela escasseava, estiveram quase a fechar portas. Mas o esforço e a persistência recompensaram: hoje é raro o dia em que não têm as duas salas cheias. Convém fazer reservas, de terça a sábado. O Cabeço encerra aos domingos e segundas: este é o único defeito que lhe encontro.

 

20180922_125630-1.jpg

Folhado de queijo de cabra e croquetes de farinheira

 

Também se recomenda muito apetite. Desde logo para as entradinhas – folhado de queijo de cabra, croquetes de farinheira, patês variados. Fuja aos lugares-comuns: se quer frango na púcara, prato típico da região de Alcobaça, tem alternativas na própria cidade. Opte pela originalidade, este é o sítio certo. Sem fugir às raízes portuguesas.

 

20180922_131458-1.jpg

Bife de atum braseado com escabeche de maracujá

20180922_131538-1.jpgStrudel de pato com cogumelos

 

Algumas sugestões: cataplana de polvo, camarão frito à Cabeço, risoto de polvo, camarão e cogumelos, coxa de pato confitada com cogumelos salteados. Para mim, elejo bife de atum braseado, com escabeche de maracujá, juliana de legumes e esmagado de batata doce (peixe) ou strudel de pato com cogumelos (carne). Há menu infantil e opções vegetarianas. Vinho? Um Dorna Velha, da Quinta do Silva (Douro), branco, passou com distinção.

O atendimento é cordial: sentimo-nos em casa. Enquanto comemos, espraiamos o olhar pela magnífica paisagem circundante: um cenário relaxante, apaziguador. E apetece voltar, uma vez e outra.

 

20180922_124001.jpg

 

 

Restaurante O Cabeço

Rua D. Elvina Machado, 65, Bemposta, Alcobaça.

Telefone 914  500 202.

Horário: 12.30-14.00, 19.30-22.00. Encerra aos domingos e segundas.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.03.2019 às 11:58

iiiiiiii…! cum caneco...
Sem imagem de perfil

De Bea a 02.03.2019 às 15:13

MQuito boa esta sua sugestão de falar de um restaurante, apontar os pratos e deixar endereço e forma de contacto. É caso para dizer, serviço completo! Que mais pedir?!
Sem imagem de perfil

De Bea a 05.03.2019 às 01:43

:)
Sem imagem de perfil

De Antonio a 02.03.2019 às 22:13

Muito bom, mesmo. Também sou testemunha do saber receber e dos pitéus que disponibilizam. Ótimo para levar crianças ao almoço. Distraem-se facilmente com os animais.
António Vaz Tomé
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.03.2019 às 18:57

Sem dúvida. É um dos aspectos mais interessantes deste restaurante que também é quinta.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.03.2019 às 13:00

Eu sou suspeito. Sou amigo dos donos. Mas frequento muitos restaurantes pelo país fora. Não conheço nenhum com esta relação, preço/qualidade. Quem mora aqui, pode lá it todos os dias e pagar 12€ de almoço. Comida gourmet e em quantidade. Se calhar não devia fazer publicidade, que cada vez mais, à medida que vai sendo descoberto, as mesas ficam difíceis de marcar...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.03.2019 às 14:25

Se é amigo dos donos, transmitia-lhes por favor os meus parabéns. Quando lá estive, tive ocasião de conversar um pedaço com a proprietária, muito simpática, que me falou das dificuldades que tiveram de enfrentar e felizmente foram ultrapassadas. Como aliás está à vista.

Quanto à observação que faz, compreendo-a. Durante muito tempo hesitei em escrever nesta rubrica do DELITO, que nem foi lançada por mim. Mas, ponderando bem, considero que não devemos ser egoístas. Pelo contrário, temos a estrita obrigação de divulgar o que é bom.
E assim farei. Sem ocultar críticas e reparos pontuais, naturalmente.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D