Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delito de Opinião

DELITO há dez anos

Pedro Correia, 02.12.23

21523202_SMAuI.jpeg

 

João André: «Não vou mudar a forma de escrever por causa de um acordo. Habituei-me a escrever de uma determinada forma e não será o AO que irá mudar isso. Com o tempo, e à medida que vá lendo textos, artigos e livros escritos "ao abrigo do AO", poderei começar a absorver essa forma de escrever. Não creio que retirarei todas as consoantes mudas porque a palavra me parece "coxa" sem ela, porque a consoante não é muda (pelo menos para mim, que leio o "p" em Egipto") e porque de facto a consoante pode ser muda, mas altera a palavra. Não fecho no entanto, as portas a tal possibilidade.»

 

Luís Menezes Leitão: «Depois de ter feito uma prova ridícula, a encher de vergonha qualquer ministro de Educação que se preze, Nuno Crato faz um acordo com a UGT, onde exclui da prova no próprio dia do fim do prazo todos os docentes com mais de cinco anos de experiência. O acordo é uma vergonha, quer para o Governo, que recua em toda a linha, quer para a UGT, que aceita uma prova que é ridícula para quaisquer docentes, tenham eles cinco anos ou cinco dias de experiência.»