Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delito de Opinião

DELITO há dez anos

Pedro Correia, 27.11.22

21523202_SMAuI.jpeg

 

Gui Abreu de Lima: «Não chore menina, não chore. Seus olhos se enxugarão, assim que ele torne a vir. Torna a vir menina, tudo torna a vir. Desde que não chame por nada, enquanto se distrai das coisas, nos dias em que é seu ser. Deixe menina, deixe assim. A vida tem seu sentido. Ainda que se interrogue, ainda que se pergunte. Há-de vir sua resposta.»

 

José António Abreu: «Os benefícios de "imagem", a criação de "hábitos", o desenvolvimento de uma "indústria cultural" e mais uma catrefada de chavões vencem sempre o cepticismo. No fundo, tudo não passa de um afinal provinciano desejo de parecer culto e inteligente; tão provinciano que acaba invariavelmente misturado com a satisfação de interesses particulares – pois se artistas "menores" e colaboradores diversos correm o risco de não serem pagos, as "mentes" organizadoras, os seus amigos e os artistas consagrados nunca têm razões de queixa.»

 

Luís Menezes Leitão: «O orçamento para 2013 foi aprovado pelo Parlamento. O Presidente utilizou a ironia para anunciar não querer saber das "pressões de vinte corporações e mais de cem individualidades" para que o enviasse ao Tribunal Constitucional. O país está irremediavelmente condenado a cair no abismo. Até ao fim.»