Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delito de Opinião

DELITO há dez anos

Pedro Correia, 11.05.21

21523202_SMAuI.jpeg

 

João Carvalho: «Julgavam ter-se livrado de mim? Desenganem-se. Tirando uma-coisita-aqui-e-uma-coisita-ali, não me é possível ir mais longe, mas hei-de voltar em força logo que conseguir. Podem esperar sentados, os impacientes. Os outros, merecem o meu agradecimento pela pachorra.»

 

Massano Cardoso: «Gosto de ensinar porque aprendo. Aprender é o meu modo de estar na vida. Refugio-me no conhecimento, na reflexão e tento interpretar o que me cerca, procurando muitas coisas, coisas que nem eu sei o que são, só sei que existem. De quando em vez tropeço nalgumas, que, gentilmente, me abraçam para logo de seguida fugirem rindo-se da minha ingenuidade. Olho e sinto que fico mais rico e mais pobre. Rico de conhecimento e pobre de esperança. Uma estranha associação, quando aumenta um diminui a outra.»

 

Sérgio de Almeida Correia: «Depois de percorrer uma longa estrada entre montanhas, vales e falésias fui dar a uma pequena baía onde durante a II Guerra Mundial se abrigavam submarinos alemães. Coberta por uma água transparente, com uma temperatura da ordem dos 23º Célsius, existe uma cidade submersa, tão silenciosa e tão calma quanto as ilhas que permanecem à superfície. Os restos de tumbas lícias multiplicam-se. Fragmentos de estátuas, ruínas de igrejas e de muralhas, vestígios do que foram casas de gente como eu. Ao longe, uma fortaleza bizantina domina a paisagem. Por uma vez mergulhei na História. Literalmente. E dei graças a Deus.»