Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delito de Opinião

DELITO há dez anos

Pedro Correia, 02.07.19

39b608e95118d5d9c8efc36c2a387b46--hourglass-top.jp

 

Ana Margarida Craveiro: «Parece que o ministro toureiro já foi demitido. Já vai tarde, tanto pela incompetência política no cargo como pela manifesta incompetência pessoal para o cargo.»

 

André Couto: «António Costa promove amanhã, a partir das 18 horas, no Arquivo dos Paços do Concelho, um encontro com as pessoas que participam nas redes sociais para apresentar o balanço do mandato autárquico. É o reconhecimento do crescente papel destes meios e da sua importância na dinâmica que quer imprimir em Lisboa.»

 

Cristina Ferreira de Almeida: «Claro que, à hora a que saio de casa, já as meninas dos clubes dormem a sono solto e o meu Z3 amarelo fará uma triste figura abandonado no meio da avenida, mas sempre tiro a limpo a que horas é que a lei muda em Portugal.»

 

José Gomes André: «Quando se pensa que os debates no Parlamento já não podem descer mais, Manuel Pinho presenteia-nos com um gesto inenarrável, grotesco, fazendo uns "corninhos" com os dedos, na direcção de um deputado.»

 

Sérgio de Almeida Correia: «Será que Macário Correia se revê nos métodos desconcertantes de Alberto João Jardim, nas adjudicações às empresas dos companheiros do partido, no discurso boçal, nos ataques delirantes ao poder central, no insulto gratuito às instituições da República?»

 

Eu: «Vejo alguns minutos do debate do Estado da Nação. É quanto basta. José Sócrates, em vez de argumentos políticos, recorre ao insulto, como habitualmente, vergastando Paulo Portas e Francisco Louçã com as frases mais rasteiras: "aldrabice", "desonestidade", "mentira". Não há marketing que resista. Este homem não muda mesmo.»