Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




HAL9000.jfif

Douglas Rain faleceu ontem, aos 90 anos. É possível que o nome diga muito pouco à maioria dos leitores; a sua fotografia, se aqui fosse publicada, pouco mais diria. Mas este círculo vermelho e a sua voz grave tornaram-se inesquecíveis quando, há cinquenta anos, construíram a mais famosa inteligência artificial da ficção científica: HAL 9000, o tripulante incorpóreo da Discovery na sua expedição à órbita de Júpiter para confirmar o elusivo primeiro contacto feito com o monólito lunar. Falo de 2001: A Space Odyssey, claro; todo o segundo acto do filme pertence à expressividade impossível que Rain confere ao olho inescrutável que vigia cada recanto da nave espacial, um feito notável quando pensamos que, num filme com tão pouco diálogo, praticamente todas as palavras relevantes são proferidas pela personagem tornada presente pela sua voz. Do orgulho inicial ao impulso homicida, da determinação pela continuidade de uma missão que não consegue compreender até ao desespero dos momentos finais, quando Dave Bowman, suspenso em gravidade zero, lhe desliga os circuitos de memória um por um - o tom enganadoramente monocórdico de Rain transmite todas as emoções da personagem com subtileza, sem esforço aparente. Voltei a confirmar isto mesmo nos últimos meses, nas duas oportunidades que tive de rever a obra-prima de Stanley Kubrick no grande ecrã: inúmeras visualizações depois, o HAL 9000 continua tão fascinante e ameaçador como da primeira vez que o ouvi. Douglas Rain, o actor, talvez tenha tido uma passagem discreta pela Terra; mas a sua voz, essa, perdurará entre as estrelas. 


8 comentários

Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 13.11.2018 às 08:04

João, faltou referir o óbito desse génio que é Stan Lee
Imagem de perfil

De João Campos a 13.11.2018 às 10:09

Não, não faltou. Este post era sobre o Douglas Rain e o seu HAL 9000, e não sobre o Stan Lee.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.11.2018 às 10:41

Passei uma vida inteira a lamentar duas coisas - uma, não ter jeito nenhum para desenhar; outra, não ter uma boa voz, daquelas ditas mais ou menos radiofónicas.
João de Brito
Imagem de perfil

De João Campos a 13.11.2018 às 20:32

Desde a adolescência que me dizem ter uma boa voz para rádio (não o saberia dizer; a minha voz sempre me soou horrível em gravações. Felizmente não tenho de me ouvir com frequência...), e isso não me serviu de muito quando estudei jornalismo.

Jeito para desenhar também não abunda. Ainda me esforcei durante uns anos, mas era um exercício de frustração. Enfim, já que não faço desenhos, vou lendo banda desenhada. Já é qualquer coisa.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 13.11.2018 às 11:45

Descreves o Hal com uma precisão lexical notável. Belo texto, João.
Imagem de perfil

De João Campos a 13.11.2018 às 20:46

Obrigado, Teresa. Anda a fazer-me falta a prática; a minha escrita está enferrujadíssima.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.11.2018 às 00:11

Inesquecível HAL 9000!
Felizmente as duas primeiras vezes que vi o 2001 (2 dias seguidos) foi num écran decente - no CinemaTivoli, que parece que agora já só é Teatro.
Depois vi-o inúmeras vezes: em Betamax, VHS e DVD, respectivamente.
E nunca me canso de o ver...
Maria

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D