Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dá vontade de vomitar

por Pedro Correia, em 14.07.14

Foi caricato o troféu entregue pela FIFA a Lionel Messi, como melhor jogador de campo do Mundial de 2014. Logo ele, que na final contra a Alemanha se revelou um dos mais apagados intervenientes.

Em termos individuais, não tenho a menor dúvida: o holandês Robben foi o melhor jogador deste Campeonato do Mundo (acabou por ficar em terceiro na escolha da FIFA, após Messi e Müller). Mas na própria Argentina não era nada difícil encontrar quem mais merecesse ser distinguido do que o capitão alvicesleste. O excelente médio defensivo Javier Mascherano, por exemplo.

Decisões destas só desvalorizam futuros prémios e desacreditam ainda mais o organismo presidido pelo senhor Blatter. Por uma vez Maradona acertou em cheio ao protestar: "Querem que Messi ganhe algo que não ganhou."

No decisivo confronto contra a selecção germânica, Messi voltou a vomitar. Como se já previsse que lhe dariam o mais imerecido troféu da sua carreira. Apetece seguir-lhe o exemplo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 14.07.2014 às 13:41

Costuma dizer-se que o futebol se joga no campo... mas ao que parece, nem sempre.
Uma boa semana
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.07.2014 às 14:26

Em alta competição, Dulce, o futebol tem pouco a ver com desporto. É indústria, é comércio, é turismo, é finança.
Que um organismo como a FIFA, que tem como objectivo, entre outros desígnios, promover a equidade como valor cimeiro do desporto seja o primeiro a violar esse nobre propósito já não surpreende ninguém.
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 14.07.2014 às 14:05

De acordo, Pedro. Creio que o próprio Messi teve consciência disso. Deve ter pensado que estavam a gozar com ele.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.07.2014 às 14:27

Deu a ideia que sim olhando para ele, Sérgio. Messi tinha perfeita consciência de não merecer este galardão. Cheirava quase a prémio de fim de carreira, o que é manifestamente injusto para o próprio jogador.
Sem imagem de perfil

De da Maia a 14.07.2014 às 18:43

Também estou de acordo.
Do que vi, Robben destacou-se dos restantes.

Parece-me de mau gosto colocarem essas imagens de Messi... deveria assinalar-se o problema - que, no mínimo, é muito estranho!
Mas uma coisa é assinalar o problema, outra coisa é destacar as imagens... para a compreensão da sociedade actual, é despudorado, e viola o conceito de privacidade subjacente.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.07.2014 às 23:59

Meu caro, não me parece que viole a privacidade do jogador porque não há local mais público que aquele: mais de mil milhões de pessoas acompanharam em directo a final.
Eu jamais publicaria aquelas imagens, mas apenas por uma questão de bom gosto. Nada mais.
Isso deve significar apenas que o sistema nervoso de Messi é muito mais frágil do que o argentino procura aparentar. Os grandes ídolos, em larga medida, são iguais a qualquer de nós.
Sem imagem de perfil

De da Maia a 15.07.2014 às 12:08

Não estou de acordo, Pedro.
Uma coisa são as imagens a que se tem acesso, como qualquer espectador no estádio, à distância.
Outra coisa são estes grandes zooms, que as televisões insistem em ir buscar.

O avanço técnico levanta problemas éticos relativamente aos eventos vistos.
Por exemplo, antigamente uma multidão era um conjunto de rostos anónimos.
Hoje um câmara pode ir buscar qualquer um e destacá-lo.
Isso é uma invasão ao anonimato natural.
O espectador pode estar a tirar um macaco do nariz... a câmara tem direito de ir buscá-lo a meio do estádio e fazer um largo plano público disso?
Enquanto a sociedade for sarcástica e incompreensiva com atitudes privadas, essas atitudes devem manter-se no foro privado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.07.2014 às 12:16

Meu caro, toca num ponto fundamental: todo o avanço técnico coloca novos problemas éticos.
Em pausas do jogo é natural que a câmara procure Messi, um jogador que se destaca pela sua notoriedade ao nível planetário. Não é possível adivinhar, no entanto, que o jogador quando se afasta pela linha lateral vai vomitar (neste caso julgo que ele nem se deu ao incómodo de abandonar o campo).
O exemplo que escolhe - do dedo no nariz - é ainda mais relevante. Acontece que o seleccionador alemão tem esse mau hábito. Várias vezes a câmara, indiscreta, o captou nisso em grandes planos; como é óbvio, o realizador não podia adivinhar que aquilo iria suceder.
Várias vezes tenho visto também a câmara afastar-se pudicamente do homem nesse contexto. O problema, essencialmente, é dele - não da realização televisiva.
Sem imagem de perfil

De Blondewithaphd a 14.07.2014 às 20:53

É o efeito Blatter...
Um nojo, realmente. Com o Robben, o Müller, até o van Persie, caramba, e vai para o Messi?!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.07.2014 às 23:59

What a Messi, Blonde!
Imagem de perfil

De João André a 15.07.2014 às 08:39

Fora quaisquer considerações sobre quem foi o melhor, pareceu-me de extremo mau gosto atribuir os troféus logo a seguir à final. Mesmo que Messi tivesse sido de longe o melhor ao longo do mundial, dar-lhe um prémio quando acabou de perder aquele que mais queria só pode ser de mau gosto. ou se tivesse sido ao contrário, darem o prémio de melhor guarda-redes a Neuer caso a Argentina tivesse ganho a final. Ainda pior porque o melhor marcador nem sequer por ali andava (provavelmente estava numa praia qualquer a gozar um merecido descanso).

Uma vergonha autêntica.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.07.2014 às 17:34

Foi de um mau gosto inacreditável. Ainda por cima - ficámos agora a saber - esse prémio resultou de um patrocínio directo de uma marca de sapatilhas. Nada a ver com critérios desportivos. Pura manobra comercial.
Imagem de perfil

De João André a 16.07.2014 às 08:07

Como tudo o que a FIFA faz.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 16.07.2014 às 15:52

Sim, é verdade. E hoje com mais despudor que nunca.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D