Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cristiano Ronaldo

por jpt, em 17.06.18

 

CR7.jpeg

[Cristiano Ronaldo agradecendo os aplausos dos adeptos da Juventus após o (2º) golo marcado em Turim]

 

(Após a nervoseira deste Portugal-Espanha lembrei-me deste postal que meti em Abril no És a Nossa Fé)

 

À saída de Nelspruit não paro nos semáforos desligados, que quando assim funcionam como sinal de "stop", pois nenhum carro se avistava no cruzamento. E logo dois policias saltam à estrada, mandando-me parar. "Estou tramado!", resmungo, antevendo os rands da multa e o atraso na viagem. Desculpo-me, explico-me, eles impávidos. Claro que viram a matrícula moçambicana, e tão habituados estão ao tráfego inter-fronteira, mas perguntam-me para onde vamos ("Maputo", respondo), de onde somos ("portugueses", digo-lhes), se viemos às compras. Que não, esmiúço, em busca de hipotética solidariedade, que ali vim para trazer a miúda ao (orto)dentista, a Carolina a comprová-lo no banco traseiro, com o aparelho dentário tão brilhante, acabado de calibrar na visita mensal. Um deles (suazi? tsonga? sotho?, não lhes consigo destrinçar a origem), inclina-se sobre a minha janela, quase enfiando a cabeça no carro e pergunta "how are you, sissi (maninha)?" e assim percebo que não pagarei multa. Depois diz-me "se você é português vou-lhe fazer uma pergunta" e eu logo que sim, dando-lhe um sorriso prestável, antevendo uma qualquer dúvida sobre ares ou gentes de Moçambique. Mas afinal "Qual é o melhor, Ronaldo ou Messi?". Eu rio-me, num "Ah, meu amigo, são ambos excepcionais, diferentes mas excepcionais", enfatizo, mas ele insiste, "mas qual é o melhor?". "Ok", e enceno-me, olhando à volta, "só vocês é que me ouvem, assim posso falar, sou português mas o maior é Messi", e estou a idolatrar o jongleur, o driblador dono da bola, alegria do povo, nós-todos miúdos de rua. "Não, você está errado" riposta ele (ndebele? zulu? khosa?, não lhe consigo destrinçar a origem), "Ronaldo é o melhor. Messi nasceu assim, Ronaldo é trabalho, muito trabalho!". Ri-se, riem-se, rimo-nos, e conclui num "podem ir". Avanço pela N4 e sorrio a este afinal meu espelho, apatetado europeu (armado em) intelectual com prosápias desenvolvimentistas, a levar uma lição de ética de trabalho de uma pequena autoridade (formal) africana.
 
 
(Fica a historieta para os patrícios - os ditos "hatters" - que, continuadamente, apoucam o labor do maior atleta em actividade. Talvez nisso ombreando com Federer, mas muito mais célebre).


15 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 17.06.2018 às 11:46

Não é patrício - é um alien que por cá medrou.

O Pedro Correia contou a história no português que nasceu no Bangladesh. Trabalha cá há um ano e diz "nossa Selecção".

Em comum têm o serem trabalhadores e sentirem-se portugueses.

Ao CR7 só não lhe perdoo não ter tido aulas de ballet. Desde que lhe vi o primeiro pas-de-deux com a bola fiquei rendida, e nem me chateei com a cor da camisola.
Ganhou o futebol, perdeu o Ballet. Nureyev e Barishnikov saíram sem beliscão.

E isto é coisa que, se dita em alguns meios, pode ser muito mas mesmo muito mal entendida.
Estou de boa-fé, e tenho ali uns papéis assinados por uma tal Margot Fontaine D'Arias que o atestam.
Imagem de perfil

De jpt a 17.06.2018 às 12:00

Ele é patrício (literalmente falando). Mas existem outros, e muitos, que desde há anos o apoucam, bem como a outros portugueses que obtêm sucesso (em particular se no estrangeiro). É um tique cultural tramado.
Imagem de perfil

De Sarin a 17.06.2018 às 12:24

Desculpe mas CR não é patrício!
Ainda anteontem Neymar dizia ser o melhor do Mundo porque CR e Messi eram de outro planeta!!!

https://www.google.pt/amp/www.dn.pt/desporto/interior/amp/neymar-eu-e-que-sou-o-melhor-do-mundo-9471861.html


O Patrício é que é nosso patrício mas mais meu porque daqui.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 17.06.2018 às 11:58

Preferir o resultado de muito trabalho para atigir um objectivo ao da habilidade natural para o realizar seja em que matéria for, é uma interpretação muito inteligente do mundo que nos rodeia.
Eu cá , se fosse o polícia, tinha-o multado... só pela blasfêmia
Sem imagem de perfil

De kika a 17.06.2018 às 12:36

.
Imagem de perfil

De jpt a 17.06.2018 às 19:08

Já um homem não pode ter opinião própria .... nem tentar agradar a um polícia para evitar uma quase-certa multa.
Imagem de perfil

De Sarin a 17.06.2018 às 20:34

Não me diga que foi caso de ganhar o coxo... Nada como seguir o próprio norte, está visto!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2018 às 12:49

Muito oportuna a comparação com Federer. Este também não para de nos surpreender.
Imagem de perfil

De jpt a 17.06.2018 às 16:00

São fenómenos similares. Muito da "ciência" do treino justificará este cada vez maior prolongamento dos apogeus das carreiras. Mas não chegará para explicar tudo.
Sem imagem de perfil

De a 17.06.2018 às 13:35

jpt, duvido que aquele golaço fosse marcado pelo Messi - aquele, que nos levou ao empate a três bolas com uma equipa fortíssima, e candidata ao título, que é Espanha [aquele jogo de abertura de tão bom/empolgante e enervante que foi, mais parecia uma final] - dizia; aquele golaço do CR7 tem com toda a certeza muitas horas de dedicação, de trabalho - e naqueles segundos que antecederam, ele concentrou-se e visualizou milimetricamente o caminho, o efeito necessário para o esférico entrar como entrou. UAU! "aquilo" só o melhor do mundo!!!
Mas, também sou apreciadora de Messi - o 2º melhor do mundo!
[estou em crer que a rivalidade é mais ao nível dos adeptos...entre eles, CR7 e Messi, existe competição saudável e sobretudo muito respeito mútuo. além disso, o filho mais velho de Ronaldo é fã nº1 de Messi - ironia do destino :)]

Imagem de perfil

De jpt a 17.06.2018 às 15:59

A rivalidade, como se vê pela pateta comentário que se segue a este, está nos adeptos - bem potenciada pela "indústria" da bola, que convém ter este "confronto" para animar as "marcas" (dos prémios e patrocinadores). E ainda por cima, para cúmulo da patetice dos portugueses que andam nisto, é eco do Barça-Real, que leva os espanhóis à maluquice. Claro, há razões internas: fosse Cristiano Ronaldo antecessor de Renato Sanches (o "novo Eusébio", diziam) nas escolas do Benfica e muitos dos "messiófilos" seriam adoradores do culto cristiânico. A patetice humana é um "bem" infinito. E Portugal acumula os excedentes oriundos dos países vizinhos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2018 às 15:14

Eu tenho uma opinião diferente ( e se há modalidade que albergar opiniões diferentes sobre os melhores do mundo, o futebol é a maior ), logo sou um hater, é isso ?...obrigadinho pela parte que me toca. E que tal um banho de água fria. O 1º golo é resultante de um penalty bem cavado. O 2º golo é resultado de um frango de todo o tamanho. O 3º golo resulta de uma falta bem teatralizada, mas nem por isso deixa de ser um golaço só ao alcance de um predestinado. Que continue o Ronaldo a marcar neste campeonato do mundo e que ajude Portugal a chegar longe. Já é altura de ser o melhor marcador de uma fase final.
Imagem de perfil

De jpt a 17.06.2018 às 15:54

Não anónimo não "é isso?". Pelo que aqui diz você ou é iletrado, não aprendeu a interpretar o que lê, ou é uma besta, interpreta tudo ao contrário. Está escarrapachado no texto, que ainda por cima tem o conteúdo da minha opinião, que o texto se dedica aos portugueses "que, continuadamente, apoucam o labor do maior atleta em actividade": a mole de frustrados que desde há anos continuamente apupam o Ronaldo (e outros, como Mourinho) - eu lembro sempre um jogo particular em Guimarães (ou Braga) pouco antes do Suécia-Portugal para a fase final de apuramento, em que os espectadores do treino gritavam .... "Messi, Messi" para espanto do jogador (e dos outros).

Como é óbvio a quem consegue ler este postal, com o que lá está escrito, e vir daí, com a mão na anca e o escarro na garganta, como resposta abrasiva botar a pobre opinião sobre o último jogo só me ocorre dizer "e eu com isso?" "vá chatear outro".
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 17.06.2018 às 17:41

Ronaldo é o melhor. Messi nasceu assim, Ronaldo é trabalho, muito trabalho!

Não estou certo de que isto seja assim, por ambos os lados. Ou seja: por um lado, Ronaldo também é bom por ter nascido assim, e não somente por trabalhar muito; e por outro, Messi (provavelmente) também é bom por trabalhar muito, e não somente por ter nascido assim.

Já ouvi muita gente a dizer que Ronaldo trabalha imenso, e acredito, mas tenho poucas dúvidas de que Messi também trabalha imenso.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D