Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Costa e a "diletância"

Pedro Correia, 18.02.19

825531[1].jpg

 

António Costa falou há pouco no Palácio de Belém, onde assistiu à posse dos novos ministros e secretários de Estado, na quarta remodelação governamental ocorrida nesta legislatura. Aproveitando o local e a ocasião para fazer propaganda política, já a pensar na eleição de 26 de Maio, que permitirá aos portugueses escolher os nossos próximos eurodeputados. No dia em que, segundo uma sondagem da Aximage, a sua avaliação é a mais negativa, aos olhos dos portugueses, desde que assumiu o cargo de chefe do Executivo.

Confrontado pelos jornalistas, acabou por dizer aquilo que talvez não pensasse inicialmente, omitindo o respeito institucional que lhe deve merecer o Parlamento Europeu. Pronunciando-se, ainda por cima, na sede do representante máximo do poder político português - que não é ele, como sabemos.

«É saudável que haja membros do Governo que estejam disponíveis a servir o País no Parlamento Europeu. O Parlamento Europeu não pode ser só um local de diletância política e de sound bites», declarou o primeiro-ministro. Pouco lhe faltou para apelar, ali mesmo, ao voto em Pedro Marques e Maria Manuel Leitão Marques, os ministros que acabam de sair para concorrerem ao órgão legislativo que tem sede em Bruxelas e Estrasburgo.

Vão substituir, no elenco de candidatos do PS, os eurodeputados Francisco Assis (que foi o cabeça-de-lista em 2014) e Ana Gomes. Ambos "diletantes", presume-se. E especialistas em sound bites. Terá sido por isso que Costa lhes passou guia de marcha? Devem estar ambos satisfeitíssimos por receberem estes doces qualificativos, da parte de quem por cá manda, na hora do regresso à pátria.

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.02.2019


    O facto de um (euro)deputado deixar de estar nas listas não significa que foi corrido delas. Significa simplesmente que as listas vão ser renovadas, como periodicamente devem ser. Para que ser (euro)deputado não se torne numa profissão vitalícia.

    Não seja ingénuo. O Francisco Assis foi corrido porque todos sabem porquê. É o nepotismo no seu melhor.

    Carlos Cunha
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 18.02.2019

    Adoro que aludam ao "rejuvenescimento das listas" do PS enquanto preparam a inclusão nelas de uma senhora ex-ministra com 66 anos (signo Leão).
  • Sem imagem de perfil

    Luís Lavoura 19.02.2019

    Ninguém aqui falou em rejuvenescimento das listas, pelo que, colocar essas palavras entre aspas é desonesto da sua parte.
    Eu falei de as listas serem "renovadas", o que é diferente de serem rejuvenescidas.
  • Imagem de perfil

    Pedro Correia 19.02.2019

    Há diferença entre "renovação" e "rejuvenescimento"?
    Qual é?
    Renovar é envelhecer?

    Talvez.
    Segundo a lógica do Orwell na sua obra-prima '1984'.
    «Verdade é mentira.»
    «Liberdade é escravidão.»
    «Ignorância é força.»
    «Guerra é paz.»
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.