Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Contra as novas censuras

por Pedro Correia, em 18.01.18

austria-vienna-female-nude-lying-on-her-stomach-eg

 Mulher nua deitada de bruços (1917), de Egon Schiele

 

«Vamos queimar os livros de Sade? Vamos qualificar Leonardo da Vinci como artista pedófilo e apagar os seus quadros? Retirar Gauguin dos museus? Destruir os desenhos de Egon Schiele? Proibir os discos de Phil Spector? Este clima de censura deixa-me sem voz e inquieta-me perante o futuro das nossas sociedades.»

 

Catherine Deneuve, em carta publicada no Libération


13 comentários

Sem imagem de perfil

De amendes a 18.01.2018 às 16:21

Eu não estou nada preocupado:

Há-de chegar a altura em que as meninas... irão pedir emprego em cuecas... e queixar-se-ão de não terem sido assedias...!
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 18.01.2018 às 16:55

Falsa questão!

Falamos de crimes de exploração sexual, associados a uma relação, desigual, de poder, e não de gostos artísticos.

Ce n’est point ma façon de penser qui a fait mon malheur, c’est celle des autres




Sem imagem de perfil

De V. a 18.01.2018 às 17:09

É o peso das culturas medíocres sobre a cultura ocidental. Habituem-se, a seguir são vocês.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 18.01.2018 às 17:28

É absolutamente verdade.
As sufragistas que penaram e sofreram ignomínias para que a igualdade fosse um facto, ficariam seguramente horrorizadas com todo o arianismo que envolve "a causa".
Que há infindáveis casos de abuso, ninguém desmente ou põe em causa a veracidade de muitas acusações. Muitas, não são todas, por isso tudo o que é levado ao exagero, tem que ser esmiuçado com olho clínico e não apenas soçobrar ao apontar de um dedo. Não é admissível que os tais "danos colaterais" destruam pessoas, famílias e vidas, porque todo este fundamentalismo apenas
fará com que os supostos abusadores se tornem nos abusados. O assédio moral e psicológico também é crime punível por lei. As mulheres mães de filhos homens que gritam justiça sem sequer terem sido injustificadas, mulheres esclarecidas que apenas vão na onda, que apoiam autos de fé e não sabem, como aliás ninguém sabe, o dia de amanhã, deviam respirar fundo e parar para reflectir.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.01.2018 às 17:31

Senhor Pedro Correia:
Tenha cuidado, se as nossas feministas o apanham na rua dão-lhe uma surra.
Já viu se numa esquina lhe aparece a Fernanda Câncio ou a Alza Amaral? Nem a alma se lhe aproveita.
Se calhar o senhor também gosta da Brigitte Bardot e outras descaradas sem vergonha!!
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 18.01.2018 às 22:25

Gostava de ser violentado pela Câncio. Cheira-me que tem jeito para bater.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.01.2018 às 23:59

"Cheira-me que tem jeito para bater." Não tenha dúvida. Ela é perita em violência não doméstica.
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 18.01.2018 às 19:39

Parece um volta atrás de má memória. Convenço-me que será mais uma moda e das que passam depressa. Sempre pensei que a mentalidade dos USA é um bocado bacoca no falso moralismo que exige, quando por lá grassam escandaleiras de todo o feitio e que não lhes fazem mossa. Que os europeus estejam a seguir-lhes as pisadas já é um tanto estranho. Sou levada a pensar que seja mania de imitação; quando surgiram aqueles bolos às cores e com coberturas diversas logo criaram adeptos como se fossem a coisa boa que não são. Só que a vida das pessoas não é um bolo.
Pode que passe a época dos exageros. Mas que há homens que precisam uma lição, isso há. Se bem que, tal como em toda a educação, punir passado muito tempo está meio fora de prazo e não gera propriamente o comportamento que se deseja obter.
Julgo que as malhas desta onda pode enrolar alguns inocentes.
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 19.01.2018 às 08:20

"podem enrolar alguns inocentes".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2018 às 12:17

O Vlad, acima, já explicou de forma clara: são temas diferentes.

No entanto, aqui ficam pontos curtos:
- quantas mulheres artistas serão os leitores capazes de elencar em áreas como a pintura ou escultura? Eu lembrei-me de duas (O'Keefe e Kahlo) e fiquei-me por ali até ir procurar à net e ser relembrado d emais meia dúzia de nomes. E mesmo para quem não sofra da minha ignorância, quantos homens seriam capazes de nomear por cada mulher? 10? 20? 50? 100?
- quantos nus masculinos existem nas artes em comparação com os nus femininos? Claro que existem nus masculinos (David de Michelangelo, por exemplo) mas quantos são em relação aos femininos?

Em relação à censura:
- as mulheres passaram e passam a vida a serem exploradas, abusadas, acusadas, agredidas, violentadas, ignoradas, castigadas, etc.
- as mulheres que no passado tentaram apontar crimes (ou sequer comportamentos) foram frequentemente silenciadas, ameaçadas, despedidas.
- estas mulheres que saem a público apontando o dedo a figuras do entretenimento são das poucas que têm poder, porque os seus alvos são pessoas que têm uma imagem a defender. Quantos homens não são acusados por medo?

A verdade é que apontar o falso problema da censura não serve para clarificar nada. Antes serve para empurrar as mulheres para o buraco onde estiveram e dizer-lhes: está mas é caladinha!

Dizer que o #metoo e o Time's Up estão a censurar é a melhor forma de os ignorar e os atacar antes que cresçam. Independentemente de onde surjam as acusações.
Imagem de perfil

De João André a 19.01.2018 às 13:19

Comentário meu. Por alguma razão o Sapo anda a ignorar logins...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2018 às 13:58

Adoro os homens que defendem as mulheres. Nós bem precisamos, se não forem eles a defenderem-nos, quem nos defende? Gostaria de marcar um encontro consigo para conversarmos e não só.
Joana
Imagem de perfil

De João André a 19.01.2018 às 19:23

cheira a troll

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D