Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Conselho Urgente do Costa

por Rui Rocha, em 12.02.16

conselhos.png.jpg.png

 


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Costa a 12.02.2016 às 13:52

"Actualizar", deveria ser. Mas enfim, num país onde os loucos retomaram o poder, e se mesmo antes disso já era assim, a ortografia definitivamente de nada vale.

Arruinados, ainda mais arruinados e cada vez mais cavernícolas.

Costa (nada a ver com esse outro)

Nota: "loucos" será bondoso eufemismo. Não há loucura - factor de exclusão de responsabilidade, por doença -, mas sim dolo, calculado, a tudo disposto e desprezando tudo e todos, em nome de agendas de mera e descarada sobrevivência.

A culpa foi dos eleitores. O povo erra.
Sem imagem de perfil

De OTAN a 12.02.2016 às 14:17

Encham os depósitos para aliviar quem foi penalizado durante quatro anos. Não se preocupem que já pagámos os combustíveis tão caros que isto não é nada, é apenas dar mais dignidade, àqueles que foram altamente penalizados, pelo o anterior governo e que ninguém se preocupou e só diziam, aguentam, aguentam. Agora se aguentarem um pouquinho é um acto que nos elevará porque com isso aliviaremos os mais pobres, os sem emprego, os sem automóvel... que aqui estarão livres.
Sem imagem de perfil

De Costa a 12.02.2016 às 15:54

A "escola Tarik Aziz" no seu melhor...

Costa (nada a ver com esse outro)
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 12.02.2016 às 14:44

Mesmo que uma pessoa tenha um carrão com depósito para 70 litros de carburante, e que por mero acaso aconteça esse depósito estar neste preciso momento vazio, a poupança total que se obterá com tanta pressa será apenas de 4 euros e vinte cêntimos.
A pressa não vale a pena.
Sem imagem de perfil

De sampy a 12.02.2016 às 17:48

Ó Lavoura, tu não tens a mínima noção do país em que vives.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 12.02.2016 às 17:54

A conta que eu fiz é verdadeira independentemente do país em que se viva...
Sem imagem de perfil

De sampy a 12.02.2016 às 23:15

Quatro euros e vinte cêntimos não valem a pena?! És um néscio.
Sem imagem de perfil

De T a 13.02.2016 às 01:30

Ouvi um tipo na ETV a dizer algo nos mesmos moldes, "7 euro e tal, o que é isso?"
Os socialistas que tanto falam em nome do povo são os que pelos vistos menos os conhecem. Basta dar um exemplo, qual é o português que mete o carro num parque de estacionamento quando pode dar 10 voltas e se não tiver paciência estacionar mal e sujeitar-se a uma multa. O mesmo que acha que 7 euro é muito dinheiro. Não interessa a lógica estar falhada à partida, é a mentalidade. Quem não entende isto não entende nada.
Sem imagem de perfil

De sampy a 13.02.2016 às 10:57

O que não se entende é a lógica do teu comentário.
Vê lá se consegues clarificar a coisa.
Sem imagem de perfil

De T a 13.02.2016 às 11:39

O português não gosta que lhes digam que são ninharias, mesmo que aparentemente o sejam, ele é que decide se é ou não é e sente-se ofendido nessa ousadia alheia. Tal como se sente ofendido pelo preço dos parques, olha para eles e diz "não", preferindo em alternativa dar 20 voltas e gastar o mesmo em combustível ou sujeitar-se a uma multa. É só isso.
Sem imagem de perfil

De sampy a 13.02.2016 às 21:51

O português não prefere dar 20 voltas. Prefere dar uma. E se tiver azar, dá outra. E por aí fora. É diferente. O português prefere o certo ao incerto. Vai ter de dar 20 voltas? Ele acredita que não vai ser preciso (e mesmo se der, não lhe é fácil traduzir em números o gasto de combustível e de carro). Será multado? Ele calcula que não. Prefere arriscar para poupar os tais 7 euros que era certo que ia ter de gastar. É uma espécie de jogo de probabilidades. E costuma dar-se razoavelmente bem. Quando se dá mal, prefere atirar culpas do que fazer contas.
O português só muda de ideias quando vai viver para o estrangeiro. Porque aí as multas tornam-se certas. O objectivo passa então a ser poupar os 40 euros da multa. E os 7 euros começam a parecer uma ninharia.

Regressando aos 4 euros e 20 cêntimos: na minha zona, para muita gente representa um mês de pão. Dá para tomar café durante uma semana. Dá para pagar uma diária, ou a refeição em casa para toda a família. Se o português médio da minha zona tiver oportunidade de poupar essa quantia, é garantido que vai tentá-lo. Mesmo que o esforço acabe por não compensar.

Claro que também há aqueles que, ao mesmo tempo que se afligem com os tais 4 euros, gastam sem quaisquer remorsos 800 no último modelo de iphone. Mas isso já é outra cantiga...
Sem imagem de perfil

De T a 13.02.2016 às 23:16

Afinal não havia grandes dúvidas. Ainda bem!
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 14.02.2016 às 01:37

Essa outra cantiga é que tem muito que se lhe diga...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D