Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Chove sem parar

por Pedro Correia, em 18.12.19

01-heavy-rain-data[1].jpg

 

Raio de chuva, raio de frio: ela e ele não desgrudam. Andamos há dois meses nisto. Só vejo uma vantagem: por estes dias continuamos sem ouvir alarmantes prédicas sobre o «risco de seca extrema» nem inflamados pregões de alerta contra o «aquecimento global».

Os pregadores devem estar à lareira, de mantinha nos joelhos. Zeus os conserve assim. Para sossego deles - e nosso.


82 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 11:36

Que se queixe dos exageros dos "pregadores", compreendo.
Já que se queixe do tempo que tem feito, indicia que perdeu a memória doutros tempos, talvez acomodado ao bem estar urbano e afastado das raízes que, muito a custo, nos vão sustentando.
Que chova, que vente, que neve, que geie...até que, abundantemente, brotem as fontes e floresçam os montes.
Amen!

João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 11:44

Concordo consigo.
Eu posso resmungar, porque me atrapalha o quotidiano citadino e faz multiplicar acidentes e engarrafamentos.
Mas precisamos muito da chuva. Para os solos, para as barragens e para moderar as ladainhas dos pregoeiros climáticos.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 18.12.2019 às 11:44

Chuva sim, mas não (dizem) em todo o País.
Quanto ao frio, não acho. Está ameno, ainda mais para a altura do ano.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:32

Temos concepções muito diferentes de tempo ameno, está visto.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 18.12.2019 às 14:27

Acho este Inverno (tal como foi o anterior) ameno em termos de temperatura.
Lembro-me a acordar todos os dias de Inverno com 0º ou menos, com um griso que nem os pés conseguia pôr fora da cama.
Ou isso ou um tipo habitua-se.
(aquela malta lá do Marão, quando aparece um jornaleiro de Lisboa a perguntar-lhes pelo frio, também perguntam qual frio)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 14:46

A gente vai-se habituando, estou certo disso.
Quando mudei para o actual apartamento onde moro, há 12 anos, passei dois invernos muito penosos. Tinha mudado dum prédio dos anos 90 para outro dos anos 50, na mesma cidade - o que faz muita diferença atendendo aos materiais de construção. Mas no terceiro ano já passei muito melhor.
A nossa adaptação ao meio ambiente é muito maior do que imaginamos. O que fica bem patente quando somos postos à prova.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 16:47

Mudou para melhor, Pedro. Para os lados da av. de Roma, Alvalade? Campolide? Bem bonito, descer essas avenidas até, mesmo, lá abaixo, à Praça da Figueira...Chiado...c´um catano, o tempo voa…

Por vezes saía do Campo Grande, só parando no Terreiro do Paço. Doutras, de madrugada, com malta amiga do ISA,, subíamos a Almirante Reis, até ao Campo Grande….era andar, falar, fumar, beber, e o diabo a quatro...ainda me lembro de subir, correndo, uma dessas ruas, em cuecas...Intendente? Não me parece, sei-a próxima a uma praça, de táxis, um jardim, ao lado, e o Técnico adiante...manchando uns sapatos de vela, "benzocas", acostado, mais tarde, ou cedo, depende, num sofá amigo, bebendo, de uma terrina, Compal pêssego…

Lisboa deve continuar fantástica em ebriedade.

Sem imagem de perfil

De Miguel a 18.12.2019 às 23:07

Para os lados da Av. Roma, com ou sem subida das águas, restam-nos sempre os pastéis de massa tenra.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 23:54

Já fui cliente regular, lá na Frutalmeidas.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 19.12.2019 às 00:01

Os Pastéis de Chaves?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.12.2019 às 09:57

Agora marchava um.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 18.12.2019 às 17:58

"Lembro-me a acordar todos os dias de Inverno com 0º ou menos".
Todos os dias? Que exagero.
Mas repare que o Inverno, com letra grande,ainda não chegou. Aguardemos para depois falarmos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 20:00

O Inverno começa a 22 de Dezembro, ainda faltam 4 dias.



lucklucky
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 21:25

Este ano começou mais cedo. Excepto para os negacionistas climáticos, que negam o frio e dizem que isto parece Verão.
Sem imagem de perfil

De jo a 18.12.2019 às 11:48

Deve viver num sítio diferente do meu. As temperaturas têm estado dentro das médias para estes meses e a pluviosidade muito abaixo.

É cómica a atitude de negar tudo com o nosso incómodo. Se molhei os sapatos então choveu muitíssimo, se tive de ir buscar o casaco mais grosso ao armário, então estamos na idade do gelo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:34

Até já nevou na Madeira - algo que ocorre com raridade. Estes negacionistas climáticos enfrentam há dois meses um Inverno antecipado e imaginam-se a dançar o hula-hula numa ilha tropical.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 16:51

Tente sair de "casa"...vá lá dar uma volta, pelo mundo...Cataratas de Vitória, que tal? Arranjo-lhe bilhete de ida...dê-me uns dias, talvez.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 21:27


As cataratas estão quase secas nesta época.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 21:48

Cirurgia e Liposic
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.12.2019 às 13:57

Isso é para as dondocas do BE.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.12.2019 às 11:49

A chuva é bem necessária, e até tem sido bem pouca quando comparada com o que era usual há umas décadas. Ainda me recordo das grandes chuvadas que ocasionalmente caíam sobre Lisboa, e que nos úlimos anos deixaram, pura e simplesmente, de existir.

Mas, além de a chuva andar a escassear, o frio também tem escasseado; ainda não houve na minha terra qualquer geada, e elas bem necessárias são para matar as pragas e para desencadear a floração de algumas plantas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:34

Lavoura pede chuva. Compreendo.
Sem imagem de perfil

De Alex.soares a 18.12.2019 às 14:46

Se as geadas matassem as pragas com células cinzentas, quem sobreviveria?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 15:12

Há geadas homicidas? Ó diabo, a "emergência climática" está pior do que eu pensava.
Sem imagem de perfil

De V. a 19.12.2019 às 23:23

Bem.. há a geada islâmica — tem dado na tv
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.12.2019 às 23:55

Mau tempo no pantanal.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 21.12.2019 às 00:06



Geada islâmica, genial
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 20:05

Geadas já aconteceram fracas, o que nasceu e muito este Outono foram os cogumelos. Talvez explicado por existirem muito mais períodos de humidade mesmo com pouca chuva que no ano passado.

lucklucky


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 21:28

Sim, há cogumelos com muita abundância.
Sem imagem de perfil

De Júpiter dos Santos a 18.12.2019 às 11:56

"Zeus os conserve assim. Para sossego deles - e nosso."
Goze, goze. Não sei a sua idade nem se esta lhe permite chegar ao ano 2050. Nesse ano acaba o mundo. Já esteve para acabar no ano 1000, mas desta vez é a sério. Tome cuidado. Os que têm a noção da proximidade do fim do mundo não acendem lareiras porque isso anteciparia o fim em cerca de 5 anos devido à produção de não sei quê carbónico. Com coisas sérias não se deve brincar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:35

Quem sou eu para duvidar da palavra de Júpiter?
Sem imagem de perfil

De Peregrino a Meca a 18.12.2019 às 12:30

Sempre me estranha que gente razoável seja tao pouco razoável quanto às mudanças climáticas. Se posso perceber o desagrado em relação aos aproveitamentos económicos, políticos ou sociais da mudança climática, perceber a incomodidade de ter "meninos pimpolhos" a dar lições de moral ou ainda perceber a falta de vontade de mudar hábitos que no fundo não são mais que uma gota no oceano, o que não posso perceber é a negação pura e rotunda dos factos (deveria escrever "fatos" que seriam mais próximo de "fatum").
Talvez um dia perceba. Até lá acho uma pena ter pessoas inteligentes no mesmo saco que energúmenos (que não são) pelas razões erradas.
Enfim, um desabafo...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:36

Você já tem 16 anos para arrotar tantas postas de pescada?
Sem imagem de perfil

De Peregrino a Meca a 18.12.2019 às 14:51

???????

Desculpe o meu comentário e pode apagar. Não estava consciente de que a secção de comentários do DdO fosse uma peixaria, muito menos da sua parte. Evidentemente, este trata-se do meu último comentário a um post seu com pena minha.
Se se ofendeu pela palavra "energúmeno" posso precisar, como o fiz no comentário inicial, que o epiteto não lhe é destinado. Ou melhor, não era, visto o nível da resposta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 15:14

Já percebi que hoje está com alguma dificuldade em detectar ironia. É um mal em doses galopantes nos dias que vão correndo.
Internet e ironia não rimam, de forma alguma.
Sem imagem de perfil

De Júpiter dos Santos a 18.12.2019 às 12:38

Caro Peregrino:
Não divide, isto vai mesmo acabar nos ano 2050. Só não sei é se o Pedro Correia aguentará até lá para assistir ao estoiro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:46

Só acredito quando Saturno se pronunciar.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 12:41

Meu caro, no Alentejo, nem pinga de água (só pinga, da boa)

Veja para lá do reposteiro da salinha de estar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 12:46

Ainda agora estive no Alentejo. Apanhei chuva a semana inteira. Mas não o vi por lá.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 13:14

Já viu a nossa sorte! Aquilo é grande.

Aos da "Capital", o Alentejo, e o Algarve, estão em seca. As relvas clamam, ainda, a Jahbulon.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 13:34

Atravessei meio Alentejo e vi pasto verdejante em todo o lado. Ovinos e bovinos em abundância, um regalo para os amantes da boa carne. Mas também não faltam bolotas para os restantes.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 14:07

E caprinos, Pedro, por todo o lado, de palatos exigentes.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 14:34

Já dizia a minha avó: "em todo o rebanho de ovelhas há sempre pelo menos uma cabra."
E é bem verdade. Em sentido literal e metafórico.
Sem imagem de perfil

De b'Illy a 18.12.2019 às 13:31

Todos os anos se repete o ritual. Mortinhos que estão para aumentar o preço da água, duas semanas antes da chuva começar lá vem um sub secretário de estado alertar: as pessoas são umas irresponsáveis por não fecharem a torneira enquanto tratam da higiene bucal, Espanha conspira contra nós, a culpa é de todos.

Transvases em Portugal só se for por camião cisterna.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 13:36

Há subsecretários de Estado vocacionados para isso mesmo: meter água.
Faz sempre falta.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 13:43

Muita chuva e muito frio são também manifestações do desarranjo climático.
A única solução,antes da final,é lutar,lutar muito contra todo o carbono a mais.
Devíamos até começar a legislar, ameaçar quem carbonizar, a pensar em
reduzir os carbonos a pontos de haver um défice deles , a modos de poupança para os tempos de negaças liberais globais.
Abaixo o carbono , viva o oxigénio eco-orgânico.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 14:04

Chuva no Outono e no Inverno é "desarranjo climático"? Não falta seguramente quem pense assim.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 14:27

No mês de Novembro estava a almoçar em Pias por motivos profissionais e chovia a bom chover. Comentário de um dos comensais da terra "Estão a cair notas de 50€". Nós os citadinos estamos, de um modo geral, longe desta realidade.
Cumprimentos
Jorge Delgado Nunes
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 14:37

Percebo muito bem essa sábia gente. Cheia de razão.
Daí já ter contestado no DELITO, mais de uma vez, a equiparação da chuva a "mau tempo" nos noticiários televisivos.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 21:51

O Pedro, no texto-desabafo, tenta desmontar a teoria das alterações climáticas, montado na Elsa. Mas pronto, confesso, é técnica ardilosa. Não tarda serão 40, 5 meus.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 21:55

Consta que a Elsa vai bufar com mais força aí para as suas bandas. Cuidado com a moçoila, que parece ser endiabrada.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.12.2019 às 22:29

Não me importo, desde que não morda. Bufe, sopre, o que a Elsa quiser
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 19.12.2019 às 13:59

Outras só prometem, mas esta cumpre: chuva, vento e frio no preciso momento em que escrevo.
Para os negacionistas, estamos numa soalheira e sufocante tarde de Verão.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D