Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Chico

por jpt, em 21.05.19

Conheci Chico Buarque no gira-discos da minha irmã - eu menino, 8 ou 9 anos (mana terei eu dito, confessado, já nestes meus tantos 54s, que tu és "o meu amor"?). Deram-lhe agora o Camões - e o meu querido magnífico Nataniel Ngomane participou nisso, e é assim ainda mais belo. Não sei da justificação do júri, nem verdadeiramente importa, tantas as imensas canções que me (nos) fizeram a vida. Terá sido, creio, até certo disso, ao "escritor de canções", libertados os jurados das algemas dos "estilos" por via do rumo do nobel.

E é também lindo por ser Chico um alvo dos polícias da mente da agora. E, ainda por cima, rio-me, por ser ele, enquanto ficcionista, tão .... reaccionário. Tão ... Buarque de Holanda.

Vénia, poeta-cantor. Bebamos do teu cálice.

E

é uma obra vida vasta Deixo (mais para os mais novos) uma hora e meia excepcional. Entre tantas outras ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


39 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.05.2019 às 15:24

Caro JPT, deixei aí para cima,a referência "geracional".
Este seu leitor é da "colheita" de 40, primeira metade...
Daí que Nobel , no meu estreito, e básico, entendimento/gosto, seja Faulkner, Bellow e Camus, eternamente Camus.
Junto-lhe o picaresco trágico de Cela - mas aqui reconheço a influência, geográfica e cultural, do "planeta de los toros" "marañoniano"...
Cpmts.
Imagem de perfil

De jpt a 23.05.2019 às 04:14

Se assim vai um bocadinho à minha frente, mas olhe que eu estou quase a apanhá-lo .... Sobre o prémio? Eu respondi-a relativamente ao que dizia, que o Nobel está comercializado e politizado. Estará, como tudo está, nesta era de "capitalismo globalizado" (assim a la BE) e de omnipresença do agit-prop. Mas quis lembrar que se calhar também exageramos isso. Quanto aos premiados concedo logo que se o Le Clezio não é o Camus, e se ninguém é Faulkner e se não há Bellows todas as décadas, tem havido premiados de grande qualidade - cada um tem o seu gosto mas penso que o Coetzee é um gigante ("genial" é um termo que está gasto por sobreuso) e Naipaul ficcionista é isso. Ou seja, as coisas não vão tão mal como isso.
Mais, se andarmos para os tempos que refere (eu fui dos anos 1960s, nos quais nasci para trás) também vemos o peso da política (e do comércio geoestratégico): um Nobel a Cholokov? Eu li-lhe o Don Tranquilo e mais uma ou outra pequena obra, francamente ....E há gente que desconheço - a dupla israelita (terá sido um prémio político, um duplo nobel no mesmo ano, 1966?), até Sartre (há sempre quem resmungue com o prémio da literatura dado a Churchill e conviria saber se a obra literária de Sartre lhes diz algo), Mauriac - só conheço (pilhas de) livros plácidos de historietas e crónicas, agradáveis mas nobelizáveis?

E há Bertrand Russell - as pessoas protestam com o prémio da literatura dado a um cantor mas a abrangência do prémio é bem explícita, não é para quem "conta histórias" ....

Agora, repito, e nisso dando-lhe alguma razão nisso do By appointment to... aplicado ao prémio: a quantidade de poetas premiados muito baixou. Poesia vende pouco (é engraçado, gostaria de ler algo consistente sobre isso, da relação entre o advento do cinema e a redução do impacto comercial da poesia) e a atribuição do nobel é uma oportunidade de "marketing" tão grande que não pode ser desperdiçada num poeta ....

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D