Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Charlie à água

por João Campos, em 22.06.16

Contaram-me o episódio cedo, mas só há pouco vi as imagens de Cristiano Ronaldo a tirar o microfone da mão do jornalista da Correio da Manhã TV e a atirá-lo para um lago (ao microfone, não ao jornalista). Ligo o computador e, nas poucas redes sociais que frequento, vejo gente a delirar com o acto do capitão da selecção portuguesa. Que foi bem feito (perante tão atrevida pergunta: Ronaldo, preparado para este jogo hoje?). Que a CMTV merece isso e pior. Que mesmo bom seria ver Ronaldo a atirar todos os microfones da CMTV para a água. Que o Correio da Manhã "comete crimes todos os dias" (a sério). E o meu facebook é muito restrito; nem faço ideia do que se andará a dizer nos twitters, nos comentários do youtube ou das notícias dos jornais online. 

 

Lembra-me aquela ocasião em que tanta gente aplaudiu de pé Marinho e Pinto pela "repreensão" a Manuela Moura Guedes há uns anos na TVI. Porque a emissora de Queluz praticava um mau jornalismo, porque Moura Guedes era agressiva, porque - pecado capital! - tinha "opiniões" (só os mais distraídos terão ficado surpreendidos quando o herói de tanta gente naquela noite acabou por se revelar num demagogo de primeira ordem, felizmente reduzido à sua irrelevância numa eleição recente).

 

Seria decerto interessante saber quantos destes maduros que hoje aplaudem Cristiano Ronaldo pelo arremesso do microfone também aplaudiram Marinho e Pinto naquela ocasião. Mas mais interessante ainda seria saber quantos dos que hoje verberam um jornal e um canal de televisão nas redes sociais foram "Charlie" nas mesmas redes sociais, manifestando-se pela liberdade de imprensa e de expressão perante um ataque atroz a ambas. É que são justamente estas liberdades que, afinal, defendem de forma tão cínica como selectiva: se for aquilo que consideram ser "bom jornalismo" (e isto é tão subjectivo!), deve ser protegido de tudo e de todos; já se for mau jornalismo, merece ser silenciado por demagogos e futebolistas, merece escárnio na irrelevância dos púlpitos virtuais, merece uma extinção que só peca por tardia. Sem perceberem que a liberdade de imprensa abrange tanto tablóides como os ditos "jornais de referência", ou que a liberdade de expressão não é compatível com os humores variáveis das trincheiras onde toda a gente se enfia em fúria hoje em dia: é aceitarmos ouvir palavras com que concordamos e palavras das quais discordamos. 

 

No fundo, sem perceberem que só dão força àqueles que mais desprezam estas e outras liberdades.


33 comentários

Sem imagem de perfil

De IsabelPS a 22.06.2016 às 20:00

Apoiadíssimo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.06.2016 às 20:55

De acordo, João. Eis outra face - quanto a mim mais grave - da mesma moeda:
http://observador.pt/2016/06/19/deputada-do-ps-sugere-demissao-de-jornalista-do-publico-no-twitter/
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 21:10

Bem mais grave, vindo de onde vem. Mas é também por vir de onde vem que não surpreende.
Sem imagem de perfil

De xico a 22.06.2016 às 21:21

Mas o Ronaldo não impediu ninguém de falar. Só tirou um microfone da sua frente que o incomodava, e o treinador tinha-lhe dito que não falassem com estranhos. Não era suposto haver perguntas. Eu sou pela liberdade de opinião, mas se um jornalista de um diário que não fizesse outra coisa senão falar mal de mim e ganhar dinheiro à minha custa, acho que a minha liberdade de não ter de ver um microfone daqueles à minha frente me dariam o mesmo impulso de pregar com aquilo na água. O que o CM ganha à custa dos namoros e da perseguição que faz a Ronaldo valem bem mais que o preço do microfone.
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 21:30

Toda a gente é pela liberdade de opinião. Mais pela própria do que pela dos outros, claro.
Sem imagem de perfil

De xico a 22.06.2016 às 21:22

E a pergunta pareceu-me bastante atrevida. Percebeu-se bem a insinuação.
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 21:33

Atrevidíssima! Como se atreve um jornalista a perguntar a um atleta profissional e capitão de uma equipa de futebol, horas antes de uma partida decisiva para a dita equipa, se o dito atleta está preparado para a dita partida? Que insinuação ignóbil, que figura torpe. Atirá-lo para o algo com uma tijoleira amarrada aos pés seria pouco para tão vil personagem.
Sem imagem de perfil

De xico a 22.06.2016 às 22:42

Ronaldo deve ler o CM. Só um santo suportaria. Eu não suportava. Ronaldo é muito bom no que faz, mas não exijo que seja santo. A pergunta era inócua? Talvez. Ignóbil e torpe, são de facto adjectivos apropriados ao CM. Repito, foi o microfone que foi à água. Foi pouco face à enormidade que tem de suportar ver nas páginas daquele pasquim. Uma coisa é emitir opinião sobre a capacidade de Ronaldo jogar à bola, outra é a devassa da sua vida privada. O microfone tinha um logotipo manchado de lama, é natural que Ronaldo o quisesse lavar, e por isso o lançou à água. O CM deveria agradecer o gesto!
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 23:37

Não sei se o Cristiano Ronaldo lê o CM (os únicos hábitos de leitura que conheço bem são os meus). Nem sei se o xico o lê (e não me interessa, para ser franco). Mas sei que o texto que está a comentar não era propriamente sobre o gesto do Ronaldo, mas a propósito do gesto do Ronaldo.
Sem imagem de perfil

De xico a 22.06.2016 às 22:44

O único que se pode queixar é o dono do lago!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2016 às 01:59

Nada justifica a atitude de Ronaldo que foi feia e de baixo nível. A pergunta foi banalíssima e a atitude, dele, (Ronaldo) é que foi inqualificável. Como se atreve um jogador que deverá ser exemplo, para os mais jovens, pegar num microfone, atirá-lo ao lago, só porque não gosta do CM? Um profissional tão bem pago, com todas as mordomias, tem de estar sempre pronto a responder ou no mínimo abster-se de momento, se não o fizer, aí sim, é duma extrema falta de educação e baixo nível. Quando tirou a foto com o turco, no campo, mesmo sabendo que não o podia fazer, fê-lo e pouco se importou se prejudicava a equipa ou não. Se é figura pública tem de sê-la nos bons e maus momentos, quando lhe interessa e quando não lhe interessa.
Sem imagem de perfil

De Aurélio Buarcos a 22.06.2016 às 21:35

As questões são semelhantes.
A que João Campos refere é um impedimento físico dum profissional trabalhar. É como roubar a enxada a um cavador.
Pedro Correia refere algo diferente que reputa de mais grave, não uma afronta física mas uma afronta moral.
Tanto João como Pedro falam de atitude, para Pedro é pior chamar corrupto/cafageste à jornalista, para João é pior dar dois tapas/atirar com a enxada do jornalista.
Estou com João, embora também concorde com Pedro, minha nossa, onde estão os Charlies agora?
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 21:51

Diria que os charlies estão a ver a bola.
Sem imagem de perfil

De Fernando Torres a 22.06.2016 às 21:49

Uma pergunta: como entraram naquela zona? Jornalista e o camera men?
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 21:53

Não sei, mas duvido que tenham sido os únicos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2016 às 22:46

Que pergunta. Ora, jornalista pode fazer tudo o que quiser e entrar onde quiser da forma que preferir. Senão não há liberdade. Uau!!
Imagem de perfil

De João Campos a 22.06.2016 às 23:40

Se foi isso que entendeu desta conversa, então talvez seja melhor praticar essa leitura.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2016 às 02:02

Entraram jornalistas e populares. É um sítio público a que todos podem ter acesso.
Imagem de perfil

De João Campos a 23.06.2016 às 22:35

Foi o que me pareceu.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 22.06.2016 às 23:04

Sobre este assunto, já li algures: Foi este tipo de jornalistas, ou jornaleiros ?, que tiveram grande parte da responsabilidade do acidente que vitimou mortalmente a princesa Diana.
Na minha opinião, a sedenta necessidade de informar em primeiro, não é compatível com as normas de bom comportamento.
Mas quantos tipos de informação há? Desde o comentário político à cor do cabelo de uma actriz de striptease existe um manancial. Logicamente num pais de telenovelas e facebook como o nosso, as mais importantes são as últimas, que abrangem também a devassa da vida privada de pessoas situadas acima da vulgaridade média deste país. E é aqui que entra o CM. A razão das suas vendas assenta essencialmente na devassa de forma telenovelística , o que na minha opinião é uma forma inqualificável de informar, o que veio a acontecer com a família do Ronaldo. Tendo em conta estes antecedentes, já anteriormente denunciados pelo Ronaldo quando numa entrevista perguntou, CMTV o que é?, considero ter sido despropositada, sendo até provocatória a sedenta actuação do jornalista, ou jornaleiro?, da CMTV .
Li há dias um estudo sobre os verdadeiros rendimentos das grandes estrelas do desporto. Ficou provado que a riqueza gerada em volta dos seus nomes, na internet, na comunicação social falada e escrita, etc., são milhões muito grandes que essas pessoas indirectamente criam e que dos quais não usufruem nem um cêntimo. Logo, a comunicação social deveria ter mais respeito para com aqueles que contribuem para a sua existência.
Imagem de perfil

De João Campos a 23.06.2016 às 00:06

Se é para falarmos da relação da "cultura de celebridade" e dos tablóides, talvez seja necessário começarmos por perguntar o que apareceu primeiro: se a galinha, se o ovo.

Não tenhamos grandes ilusões: os tablóides fazem o que fazem e publicam o que publicam porque têm leitores. Muitos leitores. Muitos mais que os jornais ditos "de referência". E estes leitores não os lêem por obrigação, mas porque escolhem fazê-lo. É o melhor? É o ideal? Para mim, não - não é jornalismo que aprecie ou que consuma, e há muitas coisas nele que abomino (esta, francamente inócua, não é uma delas). Mas também não me sinto no direito de afirmar que devia desaparecer.

Quanto à questão da riqueza gerada: se quer que lhe diga, é-me difícil encontrar qualquer racionalidade ou justiça nos monantes que estão envolvidos num jogo que consiste em dar pontapés numa bola. Por isso, talvez não seja a pessoa indicada para discutir o assunto.
Imagem de perfil

De João Campos a 23.06.2016 às 00:07

*montantes, claro.
Sem imagem de perfil

De Hugo a 23.06.2016 às 04:19

Só não percebo como se apelida o que o cm faz de jornalismo. Não reparou que não havia mais nenhum jornalista ali?

Imagem de perfil

De João Campos a 23.06.2016 às 22:37

Pode não ser o jornalismo de maior qualidade (passe o eufemismo) ou aquele que mais interessa a mim ou a si, mas sim, é jornalismo.
Sem imagem de perfil

De V. a 23.06.2016 às 08:20

Ronaldo esteve mal. E os microfones são caríssimos. É um péssimo exemplo para as crianças destruir brinquedos tão caros. Devia ter atirado o repórter.
Imagem de perfil

De João Campos a 23.06.2016 às 22:38

Com um tijolo amarrado aos pés, para ter a certeza de que ia ao fundo.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 23.06.2016 às 11:06

O João Campos está neste post a defender que o Correio da Manhã deve gozar de toda a proteção legal quando ele mesmo viola sitematicamente e reiteradamente a lei!
Sejamos claros: o Correio da Manhã viola reiteradamente e continuadamente a lei do segredo de justiça, ao divulgar publicamente peças processuais de José Sócrates. Se o Correio da Manhã viola a lei, não pode depois vir pedir a proteção dessa mesma lei. Não pode, em particular, vir demandar liberdade de imprensa e de expressão.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D