Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cavaco: urge reconstruir o PSD

por Pedro Correia, em 08.10.19

«Como social-democrata com fortes ligações à história do PSD, o resultado obtido pelo partido não pode deixar de me entristecer.»

«A tarefa mais importante e urgente que o PSD tem agora à sua frente é a de reconstruir a unidade do partido e de mobilizar os seus militantes.»

«Trazer ao debate das ideias e ao esclarecimento e combate político os militantes que, por razões que agora não interessa discutir, se afastaram ou foram afastados, como é o caso de Maria Luís Albuquerque, uma das mulheres com maior capacidade de intervenção que conheci durante o meu tempo de Presidente, e muitos outros.»

«Todos são necessários para ir ao encontro dos portugueses, ouvir os jovens, explicar as propostas do partido para resolver os problemas do País e fazer do PSD um partido verdadeiramente nacional.»

 

Reflexões de Cavaco Silva - hoje difundidas - a propósito da hecatombe eleitoral do PSD, que no domingo obteve o pior resultado em legislativas dos últimos 36 anos.

A versão integral pode ser lida aqui.


21 comentários

Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 09.10.2019 às 02:50

Duvido que Rio Perca o partido agora, quando tem um grupo parlamentar na mão, além de que neste momento dificilmente qualquer outro líder conseguiria muito melhor. Duvido ainda mais que Cavaco, tirando algumas reverências, consiga influenciar grandemente as bases do PDS. Além do mais, Pedro, a esses números de 2011 terias de somar o CDS, provavelmente com mais votos do que agora.
Com a sua capacidade de resistência e alguma sorte, Rio ainda acaba como primeiro-ministro, um pouco como Durão. Há meses acharia isso inverosímil. Agora parece-me bem menos disparatado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 08:03

O argumento contrafactual não conduz a lado nenhum, João Pedro.
Os números, neste caso, falam por si. Ou melhor: gritam. Como Cavaco Silva - único político português que conseguiu quatro maiorias absolutas nestas quatro décadas de democracia - bem percebeu.
Insistir no erro, deixando a viatura acelerar com o mesmo condutor ao volante, é ter a garantia antecipada de que a corrida terminará contra um muro.
Se o pior resultado eleitoral do PSD em 36 anos não constituísse sinal de alarme, isso significaria que o partido já se encontrava em estado comatoso.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2019 às 18:02

neste momento dificilmente qualquer outro líder conseguiria muito melhor

Evidentemente. Aliás, é por isso mesmo que nenhum (exceto o vaidoso do Santana Lopes, que se considera a si mesmo "imprescindível", como os cartazes do seu partido fizeram questão de nos esclarecer) se candidatou contra Rui Rio à liderança. Porque sabiam que obteriam mau resultado nestas legislativas, fosse como fosse.

Com a sua capacidade de resistência e alguma sorte, Rio ainda acaba como primeiro-ministro, um pouco como Durão. Há meses acharia isso inverosímil. Agora parece-me bem menos disparatado.

Nem mais. Agora a crise económica ainda está a começar. Se Rio tiver sorte, daqui a dois anos o desemprego vai de vento em popa, o BE e o PCP roem a corda ao PS, o governo cai, e o PSD ganha as eleições.

Rio é credível e sério. Eu próprio, que detesto o PSD, considerei seriamete votar nele, por causa de Rio. E creio que não fui só eu.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D