Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Brexit, um debate pouco inteligente

por Alexandre Guerra, em 08.06.16

Quando morreu Ralf Dahrendorf, faz sete anos no próximo dia 17, escrevi que ele era uma "síntese em si mesmo", sendo uma das poucas pessoas que se conseguia definir ao mesmo tempo como alemão e como britânico. É importante relembrar que Dahrendorf era cidadão britânico e membro da Câmara dos Lordes desde 1988, mas nascera em Hamburgo, a 1 de Maio de 1929. Em tempos perguntaram-lhe numa entrevista que cidade ele considerava a sua casa e a resposta foi clara: "Sou um londrino." 

 

Mas Dahrendorf combinou sempre o liberalismo político com uma visão social da economia. O sociólogo político, que entre 1974 e 84 foi presidente da London School of Economics and Political Science, era ainda um europeísta sincero ao mesmo tempo que via no eixo atlântico uma necessidade natural. Entre 1987 e 1997 foi decano do St. Antony's College da Universidade de Oxford. Acima de tudo, Dahrendorf era um homem da democracia política, enquanto veículo para se alcançar a liberdade. Aliás, já na altura, citei um artigo da Teresa de Sousa no Público em que referia que o  "amor [de Dahrendorf] pela liberdade talvez o tenha aprendido nos anos da sua juventude, quando teve de conviver com dois totalitarismos. Disse muitas vezes que os dois anos mais importantes da sua vida tinham sido 1945 e 1989".

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De ariam a 08.06.2016 às 20:59

...e ????
Concorda ou não concorda que vamos a caminho de um Totalitarismo, este, praticamente eterno.
Com a agravante de terem enganado os cidadãos europeus, levando-os a pensar que fazia alguma diferença, votarem para eleger os Deputados europeus, só não lhes disseram que não serve para nada, não podem propor leis nem impedir nenhuma.
O que custa mais, numa Europa, onde tanta gente sofreu e morreu pela liberdade e democracia, ouvir pessoas que pertencem à tal elite do 1% dizerem que eles é que sabem o que é melhor para nós.
Só agora, com os debates sobre este referendo na Inglaterra, alguns começaram a cair na realidade porque, até aqui, os que têm andado, a avisar, eram os "maluquinhos das conspirações".

Começar a perceber esta pressão para esquecer patriotismos, apagar as nossas tradições e os nossos valores, nada acontece por acaso, como esta tentativa de islamizar a Europa, tudo começa a encaixar como um puzzle.
Nem que todos os ingleses votassem para sair, isso não vai ser permitido, mais a mais que este referendo é, meramente, consultivo e não tem força de lei. Para eles seria mais fácil que os ingleses escolhessem o que eles querem mas, o contrário, também não aceitarão. Tenho ouvido cada barbaridade, até ao ponto de dizerem que voltarão a fazer referendos até a resposta acertar no que eles querem.

Depois temos os países todos endividados, outra forma de pressão ou coação e, entretanto, quem podia ter esclarecido os cidadãos, os políticos, esses, com tantas benesses, tão bons ordenados e possibilidades de futuro emprego, nesse grande esquema de um Poder centralizado, totalitário, onde não passaremos de "gado", calaram-se bem caladinhos, aproveitando a ascensão na pirâmide.

Alguns, ainda sabem o que é viver em Ditadura mas, havia a hipótese de tirar o Ditador do poder, por aqui, nem com voto nem revolução, vamos a caminho de um mundo orwelliano.
Suponho que os portugueses também gostariam de saber, a razão dos convites a tantos políticos, incluindo o Costa, para as reuniões do Grupo Bilderberg porque, como isto anda e, falando muito francamente, já nem sei, afinal, a quem têm de prestar contas.

No entretanto, vou-me repetindo, quem não viu, veja
BREXIT THE MOVIE FULL FILM
YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=UTMxfAkxfQ0
Sem imagem de perfil

De Vento a 08.06.2016 às 21:08

O referendo no UK teria sido propositado se enquadrado no seu devido contexto. Na realidade, Cameron usou-o como forma de pressão e está a sair-lhe o tiro pela culatra.
Sem imagem de perfil

De ariam a 09.06.2016 às 10:24

Uma das razões, de lhes sair o "tiro pela culatra" tem a ver com as redes sociais e o poder da net mas, "eles" já estão a tratar do assunto, a saída de legislação que, com desculpas esfarrapadas para enganar trouxas, não passa de Censura, algo comum às Ditaduras.

Este referendo só prova, até que ponto manipulam o sistema, querendo levar os cidadãos europeus a acreditar que ainda mandam alguma coisa. Ora se a Inglaterra tivesse uma verdadeira e real possibilidade de sair da UE, porque raio andariam a esconder: "Brussels keeps plans for EU army secret until after referêndum"
Isto para eles, está mais que planeado, vai ser a bem ou a mal (têm um saco de truques sujos, incluindo rebentar com o sistema financeiro ou pior) mas o "gado" continuará a ser enjaulado. Nunca esquecendo que vai ser a nível global e convém, enquanto se pode, passar informação para os EUA sobre o que se passa na Europa, eles serão o próximo alvo com a tal NAU (North American Union) uma União ao estilo da nossa com EUA, Canada e México. Passar por cima da Constituição e tentar tirar as armas aos cidadãos americanos não é por acaso e os Estados que já entraram "nessa onda", os crimes aumentaram (estatísticas deveras curiosas).
Aquela do Muro do Trump era apenas uma mensagem encapotada de que está contra essa União. Mas, com o poder que têm, dá sempre para desconfiar se não será outro cavalo de Troia, eles jogam sempre para ganhar, não lhes interessa as equipas, basta controlarem o árbitro e as regras do jogo.
Nunca esquecer que o Poder é sempre adquirido através do dinheiro e das dívidas e aquela do Canada ter vendido todas as suas reservas de ouro, não é por acaso. Para aqueles que são, praticamente, donos de quase 70% do Planeta Terra, não há acasos e, para atingir os seus fins, podem comprar quem eles quiserem. Quanto aos políticos, esses, para eles, deve ser como ir aos saldos.

Uma, das tais "coincidências" engraçadas é que, nas reuniões do Grupo Bilderberg, existem duas listas de convidados, a que é fornecida ao público e a outra que fazem questão de dizer que é privada, portanto, secreta mas, quando aparecem na 1ª, é quase certo que mais tarde possam vir a ser eleitos.
Uma espécie de vistoria provisória ;) Costa apareceu na Lista duas vezes antes de subir ao poleiro, Seguro não passou da "1ªentrevista".
Este ano, de 9 a 12 de Junho, na Lista oficial para conhecimento do "gado", aparece além do Barroso (o tal que se queria "afastar" da política) e de um CEO da galp energia, aparece um nome que me faz soar todas as campainhas de alarme, uma mulher, presumo que vá para ser "apalpada" ;) para ver se serve e nos ser servida numa "bandeja eleitoral" ;)
O sistema está bem estudado, Costa vai "rebentar isto" mais um bocadinho, portanto sabem que voltaremos a votar na oposição e, neste contexto, tem de estar à frente alguém que nos convença e os sirva a eles e, tudo isto, é feito com antecedência e, pelos vistos, pelo menos até aqui, não gostam do Passos Coelho. Não sei se já repararam, nunca podemos escolher em quem votamos, apenas, como alguém disse e, muito bem, apenas escolher entre os "sacos de gatos" ;)
Poderão perguntar, o que ganhará Costa se "nos enterrar" mais um bocadinho na dívida? Imaginem uma corrida aos "tachos" que estarão para preencher neste Mundo de um só Governo.
Por acaso, alguém leu a notícia que as Nações Unidas vão tomar conta de todos os Oceanos e seus recursos? Por enquanto só ficam de fora as águas territoriais mas, pelo menos, já nos habituaram quando e quantos quilos de sardinhas podemos comer e, ainda agora, "a procissão vai no adro".

Quanto ao Banco Mundial, quer "Water Privatized" e "photo ID" de toda a população Mundial, todos, muito bem identificados (daí a palavra gado não me sair da cabeça) portanto, no dia em que o dinheiro passar a ser virtual, onde uma simples desobediência vos possa limpar a conta, podem crer que, nessa altura, a "chave da prisão" foi deitada fora. Isto não é só imaginação dos "maluquinhos das conspirações" há, realmente, uns que usam a imaginação mas, outros, apenas se dão ao trabalho (para muitos, longo e aborrecido) de ir lendo a informação oficial na sua origem, nem mais, nem menos do que isso e, tentar resumir ou explicar Tanta Informação, em poucas palavras é, praticamente, impossível.
Sem imagem de perfil

De Vento a 09.06.2016 às 15:55

Obrigado por seu comentário. O Clube de Bilderberg é isso mesmo. Um clube. Há quem se sinta muito importante por sentar o cú à mesa desse tabuleiro. Não se admire, portanto, com o rodopio de "personalidades" que se sentam como convidados daqueles que pretendiam ser os patrões do mundo.

A realidade, desde a revolta dos escravos até ao martírio da Cruz, vem dizendo que onde existir um homem livre a repressão não passará. Pelo contrário, esses outros, os repressores, serão a causa de sua implosão.
Concluindo, não se deixe impressionar por imagens de deuses menores. Eles mesmos serão a causa de sua ruína. Só é escravo quem não conhece a liberdade.

E também não se preocupe com o UK e a UE e o Trump e a Hillary e quem mais seja. Os dados geopolíticos já estão lançados.

Por último, também não se preocupe com Costa e com Passos... Passos "morreu"; e Costa tem uma única oportunidade para mostrar que é servidor. Acabaram-se os donos disto tudo, ainda que haja muitos que desejem ter donos.
Sem imagem de perfil

De ariam a 09.06.2016 às 19:24

Uns dias penso que ainda é possível a mudança para um Mundo melhor, outros dias, nem por isso. Deixei um comentário mais abaixo, para que as pessoas percebam que têm vivido num Mundo manipulado mas... se alguma coisa tiver de mudar, não começará na nossa santa terrinha ;)

A grande maioria não sabe o que é, realmente, ser livre e mesmo que soubessem não querem essa responsabilidade, preferem a dependência e têm sempre medo das incertezas do desconhecido. Não sei se sabe que muitos escravos preferiram continuar a ser escravos, mesmo tendo a oportunidade de fugir e, o pior, quando nem sequer sabem que são escravos.
"I freed a thousand slaves. I could have freed a thousand more if only they knew they were slaves." Harriet Tubman
Sem imagem de perfil

De Vento a 09.06.2016 às 22:54

O mundo melhor que você busca é uma peregrinação pessoal, intima e não tem uma fórmula concreta. Ora ocorre como brisa suave que aumenta de intensidade ora vem como um furacão que, depois, faz poisar o(a) que busca de forma serena.
Não procure mudar o mundo. Mude-se a si e o mundo mudará. O mundo que somos tem a imagem de uma mulher que carrega farinha numa bilha furada e a transporta até "casa". Chegada ao local, verifica que a farinha foi espalhada pelo caminho.
Esvazie-se do mundo e encontrará a Vida. Concluindo, esteja no mundo, aja no mundo mas não pertença ao mundo.
Sem imagem de perfil

De JS a 08.06.2016 às 23:39

Exacto Arian.
"...Só agora, com os debates sobre este referendo na Inglaterra, alguns começaram a cair na realidade...".

Este debate in/out tem servido para mostrar claramente o que é esta "Europa" vs o que pretende ser. Já não era sem tempo.

PS- O que diría Ralf Dahrendorf desta "Europa " 2016 ?.
As teorias líricas são sempre o melhor dos mundos. Depois, depois vem a realidade ...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 09.06.2016 às 01:29

A Democracia não é um veículo para alcançar a Liberdade. Foi.

Só porque ajudou a destruir o Ancient Regime. De resto é por definição a Ditadura da maior minoria.

Hoje a Democracia é a maior ameaça à Liberdade no Ocidente.

Hoje estão todos calados, se a Marine Le Pen ganha a Presidência em França vão começar todos a começar a falar em limitar o poder da Democracia ou seja a falar da Republica e de direitos constitucionais.

Vai ser do dia para a noite. Tal como a palavra "austeridade" desapareceu dos da boca dos que se auto-denominam jornalistas do dia para a noite.
De repente vão-se todos lembrar que a Democracia precisa de ser limitada no seu poder.
Até vão por um travão no desejo das Democracias Totalitárias de acabar com o dinheiro vivo.

Nos EUA a melhor maneira de manter a Liberdade é votar num branco homem Republicano, na Europa a melhor maneira de manter a Liberdade é provavelmente votar na Extrema Direita.

Pois todos de repente se vão lembrar que existe uma Constituição e que não é boa ideia dar mais Poder aos Governos.

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 09.06.2016 às 15:11

Sabem quen é James Risen? Seria um mártir do Jornalismo perseguido pelo Governo durante 7 anos por se recusar a denunciar uma fonte.

Isto se o Governo Americano fosse Republicano.

Mas como o Governo não é Republicano James Risen quase não existe.
Sem imagem de perfil

De ariam a 09.06.2016 às 17:13

O Grande Problema, talvez, a fonte de todos os nossos males, seja não entender que vivemos num Sistema manipulado porque, quando nos dão a escolher qualquer coisa, já houve uma selecção prévia.

Simplificando com uma metáfora, dizem-nos para escolher uma fruta de um cabaz com limas, laranjas, tangerinas e limões portanto, por muito que se escolha, nunca teremos acesso a peras, nem maçãs, nem pêssegos, nem... uma infinidade de outras frutas.
Apesar da azia com tanta fruta ácida, convenceram as pessoas de que nada mais existe, nada mais é possível e, mesmo que as frutas oferecidas sejam, realmente, amargas, se alguém se atrever a contestar e a desejar outras, esgotados todos os argumentos, a melhor arma que sabem utilizar é o medo portanto, nem pensar em tocar nas outras, será o caos ou, simplesmente, frutas rotuladas de venenosas e mortais.
O medo paralisa e, assim, ninguém se atreverá a tocar na fruta proibida, com o bónus, de criar uma legião de "zombies" que repetirão, incessantemente, a mesma mensagem, até ninguém se atrever a voltar tocar nesse assunto e continuarão a comer fruta amarga e, se for preciso, bichosa ou podre porque só há escolha entre o mau e o pior.

Naturalmente há sempre os que se aproveitam do sistema e, às escondidas, vão comendo o proibido, também haverá aqueles que, apesar de sentirem que algo não bate certo, optam por se resignar ao seu destino e, finalmente, uma minoria que procura saber a verdade sobre a sua insatisfação e se não será possível encontrar outra fruta que não lhe dê azia nem o mate.

Antes de se poder mudar qualquer coisa, primeiro, é preciso saber como o sistema funciona e, aqui, só posso Voltar a repetir o link de alguém que explica isso na perfeição e, muito antes, dos problemas acrescidos da UE. Às vezes é preciso voltar à raiz do problema, será como na Matemática, quem não entender desde o princípio, nunca mais vai perceber coisa nenhuma e só saberá dizer que não gosta.

Portanto, fica aqui um link que não interessará aos aproveitadores do actual sistema, a zombies, a resignados com o seu próprio destino, nem servirá para pessoas de convicções fracas ou negativas porque não aguentarão 1 hora 24 minutos e 54 segundos de explicação ;)

YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=GUeAb1EpAP0
G Edward Griffin - The Collectivist Conspiracy

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D