Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Boa pergunta

por Teresa Ribeiro, em 10.02.15

Se há questões que não devem passar pelos intervalos da chuva, esta é uma delas. Infelizmente nem sempre um bom artigo de jornal é replicado vezes suficientes para que se transforme num assunto incómodo para os poderes que interpela. Na Imprensa portuguesa acontece com demasiada frequência e é uma pena.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana A. a 10.02.2015 às 16:28

Ora! A verdade é que não temos recursos humanos para tratar de tudo: ou bem que supervisionamos os desvios de milhões nos impostos, ou andamos a fazer continhas de subtrair nas percentagens que devemos tirar nas reformas antecipadas por desemprego de longa duração: (x)% porque ainda não tem idade para a reforma (apesar de não ter trabalho) + (y) para o factor de sustentabilidade, que o raio dos velhos apesar de pobres teimam em viver cada vez mais. Dizem eles!
Sem imagem de perfil

De curiosidade universal a 10.02.2015 às 16:45

Sim,ao menos conhecer pelo natural desejo de saber das novidades com que o
mundo todos os dias nos surpreende.Já que nada mais é possível ao menos conhecer por conhecer.
Sem imagem de perfil

De Pedro Barbosa Pinto a 10.02.2015 às 17:35

A imprensa portuguesa (e não só) neste momento está é preocupada com o que o Cristiano Ronaldo gasta em festas! (el IVA se queda con los españoles, coño!)
Pobre Prof. Cavaco Silva que estava convencido (e não só ele) que ao tornar o mancebo em Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique ele se tornaria de imediato, como que por encanto, num aristocrata!
Sem imagem de perfil

De jo a 10.02.2015 às 17:48

Se calhar tem qualquer coisa a ver com roubos, tostões e barões.
Ninguém disse que fugiram aos impostos acima das suas possibilidades.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.02.2015 às 18:42

Será que os donos dos jornais estarão interessados nisso? Provavelmente, também eles gozam do mesmo e bater na tecla não convém de todo.
Sem imagem de perfil

De Zé a 10.02.2015 às 21:41


Estou contigo!

Infelizmente as notícias do jornal, são como tudo o resto, algumas vendem mais do que outras…

E por muito que me custe concordar, a maior parte das vezes, o consumidor adora mer...

Felizes os pobres de espirito...

Os jornalistas, infelizmente, são como as outras profissões, trabalham em Empresas que têm de vender para pagar as contas.

Em resumo, é dar ao publico o que o publico gosta e andamento.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D