Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bem prega Frei Tomás!

por Luís Menezes Leitão, em 08.10.15

O Livre tinha colocado como ponto central do seu programa a reestruturação da dívida. Agora, depois do seu enorme sucesso eleitoral resolveu lançar um peditório para satisfazer as suas necessidades financeiras. A explicação dada por Rui Tavares é eloquente: "O que estamos a fazer é a pagar as contas nos prazos convencionados e, para pagar as contas, precisamos de donativos de membros, apoiantes, subscritores e das pessoas que acreditem nas nossas ideias e que achem que temos um papel relevante e importante que deve ser apoiado para nos ajudarem a ter as contas em dia e a saldar as nossas despesas”. Está visto que afinal o Livre nem as suas próprias dívidas consegue reestruturar, quanto mais as do país. É caso para recordar o adágio popular: Bem prega Frei Tomás. Faz o que ele diz, não faças o que ele faz.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Lufra a 08.10.2015 às 11:11

O Livre tinha colocado como ponto central do seu programa a reestruturação da dívida. Agora, depois do seu enorme sucesso eleitoral resolveu lançar um peditório para satisfazer as suas necessidades financeiras.
E assim está a cumprir o seu programa!
Sem imagem de perfil

De BELIAL a 08.10.2015 às 12:00

"Ele" não cai do céu.

Isto é tudo muito bonito, mas -finda sempre na pedincha misericordiosa ("solidária" - é o eufemismo canalha)

Corja!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 08.10.2015 às 12:06

Não. Rui Tavares não defende, creio eu, a reestruturação de TODAS as dívidas de TODAS as pessoas ou entidades. Ele defende, como qualquer pessoa razoável, que se deve tentar pagar as dívidas que se contraiu. Só que, reconhece que há certas dívidas que, de tão altas que são, são impagáveis. O que não é, provavelmente, o caso das dívidas do Livre.
Sem imagem de perfil

De am a 08.10.2015 às 12:38

Obrigado camarada lavoura pela "deixa".---

Vou comprar um Jaguar vou ferias á Coreia do Norte, comprar um casaco de vison para a minha amante....

Depois... depois, amanham-se: " A divida é impagável"

Vai plantar tomates, pá!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2015 às 16:22

Sem imagem de perfil

De Costa a 08.10.2015 às 16:35

A solução mais simples estaria na consolidação de contas; a consolidação de votos com o PS já estaria prevista e negociada, agora é só uma questão de avançar para a consolidação de contas e a reestruturação da dívida conjunta, com prestação de garantias, fianças e avales pessoais. Fácil!
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 08.10.2015 às 16:38

E a palhaçada continua !
Então mas alguém de bom senso avança para um projecto para o qual sabe que não dispõe das capacidades para cumprir os propósitos mínimos e depois vem pedir batatinhas.

O PS também está falido e teve de andar a pedir empréstimos para fazer a campanha eleitoral.

Esta pseudo esquerda é toda igual, fazem as asneiras (e que grandes elas têm sido) e depois os outros que paguem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.10.2015 às 17:15

Ele tinha como lema a reestruturação da dívida e bem, pois todos sabemos ser impagável. Não temos meios como pagá-la e os portugueses iludidos, sem conhecimentos no assunto, acreditam que vamos pagar o que todos sabem não ser assim. Quem diz que sim, diga claramente e sem enrolar, de modo que todos percebam, como a vamos pagar. Já vendemos tudo que era vendável e cortaram em tudo na vida dos portugueses e a proeza conseguida foi a dívida aumentar.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D