Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Assim se vê a força do PC

por jpt, em 22.02.18

 

pcp.jpg

 

Um abaixo-assinado tornado petição fez o malfadado Acordo  Ortográfico de 1990 regressar à Assembleia da República. Só o PCP a ele se opôs. Os outros partidos? Renovando, cada um com o seu trinado, o apoio a esta "coisa".

Após a democracia a mentalidade colonial (uma visão do mundo, e uma concepção de Portugal nesse mundo) continuou resistente no país. Muito vigorosa, particularmente na direita profunda e no republicanismo do PS, que a este foi âmago - tudo muito consistente com a história colonialista da I República e do advento do Estado Novo. Foi esta via, trôpega, inculta (ainda que adornada de títulos), aliada à velha guarda da oposição democrática brasileira, esta até ridícula nas suas retóricas de então, que deu azo ao A090, um patético acto de colonialismo fossilizado.

Pelos vistos, 44 anos depois do "Democratizar, Descolonizar, Desenvolver" o único partido que se conseguiu elevar a uma descolonização foi o PCP. Ficam os outros patetas agarrados ao sonho homográfico como alimento da "comunhão de interesses e sentimentos", a abjecta e inútil retórica desta gente. E ficam os respectivos "intelectuais orgânicos" (vá, venham-me lá tecer loas aos "de Argel" e aos ex-adeptos das FP-25) a focinhar no disparate.

Nem que seja por um dia ...Avante Camaradas.

 


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Sarin a 22.02.2018 às 11:35

"Where have all the flowers gone".


O tempo das Natálias e dos Alegres e dos Tiagos no hemiciclo já la vai. Neste momento a Língua é moeda de transacção - e vale menos cá que além-mar.

E não acho que seja apenas o espírito colonialista que está ao luso leme do AO90, é também o excesso de colagénio: a incapacidade de aceitar a divergência natural aumenta com o dobrar da espinha.
Imagem de perfil

De jpt a 22.02.2018 às 12:05

Completamente de acordo
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.02.2018 às 11:59

O meu aplauso à bancada parlamentar comunista, em sintonia com o pulsar da sociedade portuguesa e com a quase totalidade dos escritores, utentes qualificados deste nosso idioma tão maltratado pelos burrocratas de turno.
Imagem de perfil

De jpt a 22.02.2018 às 12:07

É mesmo. O AO90 é um defeito, refutado pela "pronúncia culta" que apregoa salvaguardar. A "classe" política vira as costas à racionalidade, à sociedade, em nome de uma vetusta utopia. É mostra da sua inércia intelectual e do desfasamento face à sociedade
Sem imagem de perfil

De JSP a 22.02.2018 às 17:59

"Rais me partissem já!"
Então não é que, e com esta idade , pela primeira vez na vida, julgo, estou de acordo com o PC?
Creio que aqui não se trata de "pulhítica" - trata-se, isso sim, de afirmação de Identidade Pátria.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.02.2018 às 22:18

" Rais me partam também!!! "
Partilho o seu pensamento. Nunca, com os meus enviesados "17" anos ousei pensar que podia esboçar um laivo de concordância com vermelhuscos. Safa!
Imagem de perfil

De jpt a 22.02.2018 às 23:50

E não é que foram coerentes? Uma boa declaração sobre esta matéria: http://www.pcp.pt/pcp-recomenda-recesso-ao-acordo-ortografico-de-1990
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 22.02.2018 às 18:31

Este quase consenso, da esquerda à «direita», quanto à manutenção de uma perversão de uma componente fundamental da cultura nacional, é apenas mais um motivo (outros, igualmente fortes, existem) que justifica uma mudança de regime neste país, com a consequente exclusão (e, em alguns casos, prisão) dos «políticos» que manifestamente não sabem, não conseguem e/ou não querem defender o verdadeiro interesse público.
Imagem de perfil

De jpt a 22.02.2018 às 23:52

A exclusão dos politicos faz-se através da crítica. Um tipo vai sendo derrotado, é certo, mas não há dúvida que água mole em pedra dura tanto bate até que ... nada.
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 22.02.2018 às 22:45

Sempre há gente muito estúpida! Viva o Partido Comunista Português, único que se portou à altura da língua que fala.
Imagem de perfil

De jpt a 22.02.2018 às 23:52

Viva!
Sem imagem de perfil

De Vento a 23.02.2018 às 12:24

Se existe partido verdadeiramente conservador dos princípios identitários deste povo, ele leva por nome PCP. À parte as aventuras bolcheviques dos idos tempos revolucionários, com uma facção popular e militar que os apoiava mais por avidez de lagosta, camarão e vinho "bão" que propriamente por uma ânsia de colectivismo que nunca existiu e não existe.

Voltando aos princípios. Mas isto também se aplica em matéria económica. Se reparou a defesa do tecido produtivo português, as micro, pequenas e médias empresas, que absorvem a enorme fatia de mão-de-obra nacional e também europeia, sempre foram objecto de salvaguarda por parte do PCP. As grandes intervenções deste partido em matéria de mobilização de trabalhadores tem-se centrado nas grandes estruturas económicas, em particular no sector industrial, financeiro e da distribuição.
E eles tinham e têm razão.
Curiosamente, o neoliberalismo europeu começou a render-se a estas evidências.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D