Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




palmela.jpg

(Presidenciais 2021, resultados concelho de Palmela)

Meio milhão de votos! No "inominável"?, no " coiso", como lhe chamam os "verdadeiros democratas" fervilhantes nas redes sociais? Serão assim meio milhão d'"inomináveis", de "coisos"?
 
Ontem na SIC 2 próceres "comentavam", "fazendo a cabeça" da turba burguesa telespectadora: o advogado Júdice (a que propósito tem ele aquele tão grande palanque?) e o Prof. Louçã (que mente sobre propostas da IL e não se retracta; que diz gostar a Alemanha disto do Covid porque ganha com a crise; com estes ditos, a que propósito é que esta aldrabismo básico tem tamanho palanque ...?). Nisso conclui então Louçã, mui assertivo, que os votos em Ventura lhe chegavam directamente do PSD e CDS, a direita... (agora já "democrática", candidata Gomes dixit, mesmo que " liberal" ainda lhe venha igual a Pinochet).
 
Então lembro-me de Palmela: não é um ermo alentejano calcorreado por hordas nómadas da "etnia cigana" (agora diz-se assim). Mas Vale do Tejo, urbano. De onde, das cercanias do seu "castelo altaneiro", se vê Lisboa. Câmara do PCP (+9000 em 2017), secundado por PS (+6000), onde PSD/CDS unidos valeram ... +2000. Comparai com os votos de ontem. Quereis o Alentejo das tais míticas hordas, o "profundo"? Deixo como exemplo o belo Alandroal.
 

alandroal.jpg

(Presidenciais 2021, resultados concelho de Alandroal)

Grandes transferências de eleitores nunca são iguais. Mas há tendências (e a França é um bom modelo, ajuda a pensar), basta ler. Ou então não se leia, ouça-se a ladainha reconfortante a la Louçã.
 
Eu tenho uma explicação para os resultados eleitorais de ontem, em particular para a ascensão do prof. Ventura: foi um "downburst". Bastará chamar um director da PJ para identificar a Árvore assassina. E tudo ficará bem. Sem "coiso" "inominável".


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2021 às 16:50

Eu gostava de perguntar aos apoiantes desta criatura,se sabem as ideias dele sobre o País,o que pensa em relação ao que estamos a passar,dizer que é contra tudo,e alternativas? Pois... Mais,ele vai renunciar á subvenção eleitoral? É que é paga pelos contribuintes. E por último,alguém o ouviu falar no presidente do clube dele? Querem maior vigarista? Pensem. Ele vai ser como o outro,vai dar tiros nos próprios pés. Dão sempre. Chama-se Populismo.
Perfil Facebook

De Ricardo Abreu a 25.01.2021 às 19:45

Uma coisa tenho como certa, os apoiantes de Marcelo não sabem as ideias dele sobre o País, este nem se deu ao trabalho de as apresentar num programa para a reeleição.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2021 às 21:32

Quem não leu foste tu.
Ideias... venham elas. Discutam-nas, não as apaguem da lista, só porque vem de A ou B.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.01.2021 às 17:29

Ventura propôs-se:
Ir à segunda volta - falhou
Ter mais votos do que a esquerda toda - falhou
Ser o 2º Candidato mais votado - falhou
Ter mais que 15% - falhou
Que o candidato se tenha auto congratulado, compreende-se, já vimos perdedores celebrarem a a derrota mascarando-a de vitória, é muito habitual. Já custa a compreender como há tanta gente a dizer que ele teve uma vitória estrondosa (o que é que ele ganhou afinal?).
Pior que ele só o Tiago Mayan a celebrar ter ganho ao Tino de Rans (anda tudo doido)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2021 às 23:53

O que é que ele festeja? Decuplicou o seu resultado. Só isso.
Sem imagem de perfil

De jo a 26.01.2021 às 18:52

É a primeira vez que concorre à presidência e os números não são comparáveis. Há muito mais de sete partidos nas legislativas e nas presidenciais só há um vencedor o que leva a deslocações de votos. É o mesmo que estar a dizer que o PAN e o Livre subiram imenso a votação porque foram os partidos que apoiaram Ana Gomes.
Por essa lógica o RIR vai colocar um deputado nas próximas eleições.
Ventura goza do efeito novidade e de uma cobertura completamente excecional na imprensa, estão sempre a falar dele porque dá audiências ter alguém a falar como um carroceiro na política. Mas esse são efeitos que se gastam.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2021 às 12:33

Jo, como vai esse cotovelo? Ainda dói muito?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2021 às 00:17

Quase meio milhão de votos. Ora isso traduzido em nº de deputados daria quanto? É só fazer as contas...

Recordo que o tão festejadíssimo resultado obtido por Marisa Matias, há 5 anos, foi... um número idêntico a este. Boa imprensa faz milagres!!!
Já a má imprensa envolve-se directamente numa campanha de perseguição, faz reportagens em 3 dias consecutivos (3 episódios) em horário nobre, em cima da plena campanha eleitoral para denegrir um partido cujo candidato vai a votos daí a dias. Se isto não é jogo sujo e do mais rasteiro e desonesto que há, então não sei o que seja golpe baixo. Para além da duvidosa legalidade desta actuação, é um atropelo às regras da deontologia profissional do jornalismo, passível de punição.
Curiosamente, foi isto que decidiu o meu voto.
HF
Sem imagem de perfil

De jo a 26.01.2021 às 18:55

Não há má publicidade. Ventura sabe isso, se não não dizia as enormidades que diz e preocupar-se-ia em ser coerente. As reportagens só o ajudaram.
Não me lembro de há 5 anos alguém considerar que a votação de Marisa Matias a tornava uma futura primeira-ministra, como os nosso comentadores andam a fazer crer.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2021 às 00:33

Faltou um acrescento:
Marisa Matias teve direito a festejos e os maiores elogios (até hoje) por ter alcançado o brutal resultado de 479. 000 votos em 2016.

Já André Ventura recolheu 496. 583 votos ... apenas
Na sua perspectiva este celebrou uma derrota!

Ele há coisas!!!
Sem imagem de perfil

De jo a 26.01.2021 às 19:00

Não podem fazer os festejos que quiserem. Mas os 470 000 votos de Marisa não deram grandes consequências eleitorais daí para a frente, já os de Ventura parece que lhe asseguram um futuro auspicioso e são o firmar da direita caceteira.
Isso mostrou ser claramente falso, Ventura não consegue mobilizar mais de 50 pessoas de cada vez. Se descontarmos o staff e os guarda-costas ninguém quer ir ouvir aquele alucinado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2021 às 11:56

Não consegue mobilizar muita gente? Os apoiantes do Chega! são respeitadores das regras de confinamento.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2021 às 16:32

Em que planeta vive? Um partido que em menos de dois anos de existência mete um deputado no parlamento, dois nos Açores de apoio ao governo regional, que cresce 7 vezes no número de eleitores em 14 meses, que chega a ser o mais votado em certas freguesias, que em 11 de 18 fica em segundo, é mau resultado?
E tudo isto contra uma campanha execrável levada a cabo pelos jornalistas e comentadores. Com batota, golpes baixos, ética ausente e ataques pessoais de entrevistadores vergonhosos.
Ventura veio pôr a nu a corrupção, o esquecimento do interior, as jogadas de bastidores e os amiguismos e apontar o dedo ao incompetente.
Veio pôr a nu a pobreza da comunicação social portuguesa, a venda da hombridade dos jornalistas portugueses.
Veio atacar olhos nos olhos, naquela assembleia, aqueles que durante 46 anos tinham um código de conduta acordado, de politicamente correto.
Veio com a ele a prova de que tudo em portugal se ganha à base da cunha, do engano e da corrupção. Que o mérito é destratado e não conta para nada.
Sem imagem de perfil

De jo a 27.01.2021 às 16:48

É um mau resultado. Ventura queria ser a alternativa a Marcelo nestas eleições. Claramente não é.
Já existiram vários partidos com crescimentos meteóricos entre eleições e que chegaram a ter deputados e depois desapareceram. Quando o efeito novidade se esbater e o Chega passar a ser mais um, desaparece porque não tem nada a oferecer.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2021 às 18:34

Num País em que as artificialmente coloridas virtudes das esquerdas floresceram intocáveis vai para mais de duas gerações, 45 anos, o Sr. A. Ventura, desbocado ou não, afirma bem alto o que um CDS, entre o tíbio e o vácuo, nunca teve a coragem de afirmar. Resultado um a esfumar-se. O outro irá longe?.
Afinal há uma geração que nem sabe -nem quer saber- quem foi o salvador da Pátria e sobretudo não constata que exista grande Pátria, salva ou não.
Cada vez mais o que existe está além dos Pirineus, donde vêm ventos pouco ou nada comunistas ou mesmo socialistas.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 25.01.2021 às 21:08

Observando com atenção podemos concluir que não foi só a direita que se reconfigurou com a entrada em cena do “coiso”, pois como já tínhamos notado nas últimas legislativas a esquerda tem-lhe cedido hordas de eleitores.
O nosso PM, o primeiro e segundo círculo da nódoa que o rodeia, alimentam o “coiso” para arregimentar apoiantes anti-fascistas, mas até nisso o Dr. Costa anda a falhar na táctica.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2021 às 22:18

Aborto, eutanásia, nacionalidade para todos, perseguição aos valores Cristãos, construção de mesquitas, as polícias não poderem entrar em locais sobre proteção ideológica da esquerda adorada pelos media, os Otomanos já controlarem os portos portugueses e os whaabis os aeroportos, a esquerda islâmica a pretender repovoar Portugal com a imigração dos mamadous, os mamadous já falarem com arrogância para os portugueses com o apoio dos media, abdicarmos na transmissao dos valores da civilização católica na escola pública para os substituirmos pelos dos atrasados mentais da extrema esquerda a extrema esquerda controlar o processo educativo em Portugal e nem filhos têm para educar mas tem de educar ideologicamente dos filhos dos outros, apagar a nossa memória coletiva....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2021 às 12:22

Comentador das 10:18 (dia 25)
Estou de acordo consigo.
É isso tudo quanto enumera que arrasta e atrai os eleitores do Chega!
A esquerda burra e lenta de raciocínio é que ainda não percebeu o óbvio. Andam às voltas a tentar perceber as "causas"!!! As "causas" que têm mesmo à frente do nariz.
Quanto ao Chega! tem de pôr de lado aquele tom trauliteiro. Já não precisa disso, já chamou a atenção q.b. Agora que mostre mais serviço e comece a burilar e a consolidar as ideias. Há muitos votantes do Chega! que não apreciam o tom arruaceiro e são muito susceptíveis à falta de educação e aos insultos grosseiros (estou nesse número). Aquele dichote ao Jerónimo de Sousa é imperdoável, desnecessário e de mau gosto. Falar tanto de valores e depois faltar ao respeito é que não pode ser! Desta vez deixei passar e dei-lhe o benefício da dúvida. No futuro veremos... para já AVentura desempenhou o papel que todos precisámos.
Alguém o aconselhe e lhe faça entender certas "coisas" próprias do civismo e das regras de convívio. Que se rodeie de gente que lhe diga que precisa de moderar o "estilo". A cortesia nunca fez mal a ninguém. E pode-se ser delicado sem ser delicadinho.
Sem imagem de perfil

De sampy a 26.01.2021 às 12:13

A minha explicação para a votação alentejana (e arredores): o que se passou na Torre-Bela.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2021 às 19:57

"Um país de bananas governado por sacanas"
Viva o REI.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D