Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As unidades métricas de Cavaco

por João André, em 01.10.15

Cavaco sabe o que irá fazer no pós-eleições mas recusa revelar um centímetro a sua decisão.

 

Próximas edições: 

1 - Cavaco sabe o que fazer em relação à crise de refugiados mas recusa revelar um decímetro o seu pensamento. 

2 - Cavaco sabe o que fazer em relação ao Novo Banco mas objecta demonstrar um milímetro as suas ideias. 

3 - Cavaco sabe o que fazer em relação ao fracking mas considera inoportuno revelar um picómetro que seja das suas reflexões. 

4 - Cavaco sabe o que fazer em relação à fuga de cérebros mas opta por não se pronunciar um Angström sobre o assunto. 

5 - Cavaco sabe o que fazer em relação às necessidades alimentares do mundo mas declina neste momento explicar um nanómetro das suas soluções. 

 

Ficam estas e outras questões para os próximos prefácios, depois de se debruçar sobre a questão fundamental da fotografia do jantar em casa de Sócrates. 

 

 

A sério, direita, que quiseram eleger esta... coisa?... 


22 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2015 às 08:56

De facto, é confrangedor: fala para dizer que não tem nada a dizer. Cada tiro, cada melro.
E os órgãos de informação, com e sem aspas, vão atrás. Dando destaque àquilo que nada há para destacar. Um nítido nulo.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 14:57

De facto é difícil de compreender como os media ainda lhe dão importância. Por outro lado, se não o fizessem seriam acusados de tal... É difícil encontrar o balanço. O melhor seria mesmo usar aquela ferramenta muito útil mas difícil de manusear. Como se chama mesmo?... ah, já me lembro, senso comum.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 01.10.2015 às 09:44

Em defesa da honra, João André: a alternativa era o Manuel Alegre
Sem imagem de perfil

De Nuno a 01.10.2015 às 11:53

Está tudo dito.
Sem imagem de perfil

De Daniel a 01.10.2015 às 14:09

Ao menos tinhamos um poeta. Algo melhor que uma mumia.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 01.10.2015 às 14:47

Nem mais.Por vezes não nos lembramos que os eleitores apenas podem escolher entre alternativas que lhe são propostas.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:00

Isso é verdade, mas não deixa também de ser verdade que as escolhas existem.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 14:59

Preferiria. Certamente que não teríamos estas figuras tristes nem um "caso Madeira" ou os enxovalhos a que Cavaco se tem prestado, internamente e nas suas visitas de estado. Seria tão político quanto Cavaco (que o é mas nos bastidores) e certamente que mais transparente. Além disso os poderes reais são tão reduzidos que mal não faria.
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 01.10.2015 às 11:32

muito óptimos eram
o boxexas
o sampaio dos 10 estádios de fute como desígnio nacional
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:01

O velho argumento: sim, mas os outros eram piores...

Tanto quanto me lembro Sampaio não foi a votos. O que não deixa de ser pena.
Sem imagem de perfil

De Vento a 01.10.2015 às 11:50

Eu compreendo o grande líder Cavaco. O que ele quis dizer e revelar é que "é totalmente insensível a pressões".

Cavaco usa viatura sem câmara de ar e de pressão baixa com algoritmos de emissões nulas. Mas isto sempre foi assim, com excepção para a Grécia cujo resultado o fez engolir o ar todo (mas o problema esteve num erro da centralina). Tal como a Passos que agora vem dizer que o Syriza já não é radical. Pudera, com a reestruturação da dívida à vista não há razão para mais.
Quer Cavaco quer Passos quer Portas são os grandes responsáveis por não ter emitido nada para aliviar a dívida. Mas emitiram gases tóxicos a dar com pau, emitindo sempre pelo lado errado.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:02

Cavaco podia ter esse lema: a emitir isobaricamente gases tóxicos desde 1983...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2015 às 11:58

Cvaco gosta, dede sempre, de posar como ser superior, omnisciente e totalmente previdente. Estas declarações inserem-se nessa tradição. Ele pretende transmitir-nos que, na sua infinita sabedoria, ele já sabe qual vai ser o resultado eleitoral e já previu como responder a ele. Ele é, ao fim e ao cabo, Deus.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:03

Deus? Esse não era um dos ministros dele? E acabou em Bruxelas? Deus ainda comete erros (ainda fez uns quantos reset ao planeta de acordo com o velho testamento), já Cavaco...
Sem imagem de perfil

De Jorg a 01.10.2015 às 12:13

Já agora - o PR estava a responder a uma pergunta feita pela jornalista.
As equivalencias listadas são desajustadas - porque a "métrica" é descalibrada.
De resto, Cavaco permanence igual a si próprio, pensando pela própria cabeça,
sem 'emprenhar d'ouvido' pelas Cortes e Cleros da Capital com os seus "Tremendismos" que agora encharcam, em cachão, tanta angustia.
Foi por isso que votei nele. E voltaria a votar. E, suspeito, por isso tanta gente parece ir votar nos "outsiders", "mavericks" e quejandos dessa "narrativa", de métricas medidas em litros.
Boa Noite e boa Sorte!
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:04

Sim, infelizmente Cavaco sempre pensou pela sua própria cabeça. Essa é uma das grandes tragédias nacionais.

Quanto ao resto, se não compreende o sarcasmo (mesmo que não lhe ache graça) então merece o presidente em quem votou.
Sem imagem de perfil

De Jorg a 01.10.2015 às 17:08

Tragédia ?! A sério? Ainda anda com o breviário dos "Tremendistas", aquele da "espiral recessiva", da "renegociação da divida", etc? Nem o presidente Cavaco se atribui assim tanta importância

E sabe, não é sarcasmo, é rancor - ainda que concedendo que o segundo pode ser visto como a directa consequência da sistematização do primeiro.

Eu mereço pouco, mas certamente não é ao votar no quer que seja que procuro culminar de tais expectativas. Por isso não lhe devolvo o merecimento, pois acredito que, mesmo que não ache grande graça, que tem de ter o direito a aspirar a merecer muito mais do que aquilo que hoje tem para escolher.
Boa Noite e Boa Sorte!
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 01.10.2015 às 13:35

Sim, Manuel Alegre, o candidato da direita, em quem a direita votou!!
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:06

É o mal de o SNS andar a ser destruído. Já não pode pagar os medicamentos, não é?...
Sem imagem de perfil

De José a 01.10.2015 às 14:00

De uma pobreza confrangedora.
Imagem de perfil

De João André a 01.10.2015 às 15:05

Cavaco? Olhe que não... olhe que não... aquelas casas no Algarve...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D