Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As flores de estufa

por Pedro Correia, em 09.04.19

«Frio em Abril... Neve na Primavera...»

Às vezes questiono-me em que país - e em que planeta - vivem estes editores e difusores de informação, que nos telediários lisboetas apregoam como flores de estufa as frases que citei acima, todas proferidas em tom dramático.

Como se fossem notícia. Neste mês de Abril ou no de outro ano qualquer.


36 comentários

Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 09.04.2019 às 17:05

Tem razão, com frequência não se entende a razão de tantos avisos e tão coloridos.
Além disso, os avisos têm custos (ou proveitos para os membros da protecção civil...) não negligenciáveis.
Eu também estranho o grande número de especialistas que nos aparecem na TV a fazer previsões meteorológicas. Noutros tempos só conhecíamos duas ou três caras, agora... é o que se vê, sobretudo na TV. Até rima.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.04.2019 às 17:28

Eu continuo a confiar mais no meu ex-professor Costa Alves do que nestes mabecos que agora falam o tempo todo em "bom tempo" e "mau tempo", como se fosse informação rigorosa.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 09.04.2019 às 18:57

Verdade. Assim como os exageros climáticos.Tem havido "estados de tempo irregulares" - não se trata de clima: são médias de elementos atmosféricos durante três dezenas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.04.2019 às 21:41

Há muita treta por detrás desse alarmismo baseado em amostras temporais demasiado curtas.
Meter medo às pessoas é o que está a dar. A propósito dos mais diversos temas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.04.2019 às 22:08

Boa noite Pedro Correia.
No seguimento da sua justíssima referência ao professor Costa Alves, permita-me também prestar a devida homenagem ao meteorologista Anthímio de Azevedo.
Um abraço.
A. Oliveira
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.04.2019 às 22:55

Justa e oportuna, a sua adenda.
Um abraço.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D