Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As esponjas

por Pedro Correia, em 04.05.18

495506[1].png

 

«O caso Manuel Pinho é um epifenómeno da permissividade entre o Estado do bloco central e os negócios privados. Só há Manuel Pinho porque há promiscuidade entre o público e o privado. Mais nada.»

Fernando Rosas, militante do Bloco de Esquerda, ontem, na TVI 24

 

«Manuel Pinho não é o primeiro ministro que tem problemas deste género. Porque se nós recuarmos desde o 25 de Abril, há uma série de casos do mesmo tipo em ministros e secretários de Estado. O problema não é Manuel Pinho ser um caso excepcional, pelo contrário.»

José Pacheco Pereira, militante do PSD, ontem, na SIC Notícias


19 comentários

Sem imagem de perfil

De Herr Von Kälhau a 04.05.2018 às 11:00

《Manuel Pinho não é o primeiro ministro que tem problemas deste género. Porque se nós recuarmos desde o 25 de Abril, há uma série de casos do mesmo tipo em ministros e secretários de Estado. O problema não é Manuel Pinho ser um caso excepcional, pelo contrário.»

José Pacheco Pereira, militante do PSD, ontem, na SIC Notícias


http://expresso.sapo.pt/blogues/opiniao_daniel_oliveira_antes_pelo_contrario/lusoponte-as-mesadas-que-nunca-falham=f709171#gs.UaoXg6Q

Esta PPP (Lusoponte) foi de tal forma desastrosa para o Estado que já teve de ser renegociada oito vezes. Na primeira negociação estava, do lado do Estado, como ministro das obras Públicas, Joaquim Ferreira do Amaral. Uns poucos anos mais tarde, nas renegociações, estava, do lado da Lusoponte, concessionária da travessia do Tejo, o seu administrador Joaquim Ferreira do Amaral. Percebe-se porque tantas vezes o Estado fica a perder.


http://expresso.sapo.pt/sociedade/2018-03-24-Ex-secretario-de-Estado-do-PSD-acusado-de-corrupcao-no-caso-dos-colegios-GPS#gs.xpTXL5E

Ex-secretário de Estado Adjunto e da Administração Educativa José Manuel Canavarro e um antigo diretor regional de educação estão acusados de corrupção no caso dos colégios do grupo GPS, segundo a acusação a que a Lusa teve acesso.

http://expresso.sapo.pt/dossies/dossiest_actualidade/CasinoLisboa/telmo-correia-assinou-300-despachos=f232536#gs.BK5NoL8

Após ter "passado uma dezena de dias" sem ir ao Ministério do Turismo, o deputado do CDS-PP fez uma verdadeira "maratona" durante a madrugada do dia em que o Executivo de José Sócrates foi empossado.

https://www.publico.pt/2007/11/12/jornal/portas-confirma-ter-mandado-fazer-fotocopias--no-ministerio-237286#

Portas confirma ter mandado fazer fotocópias no ministério

Funcionários da empresa de digi-
talização referiram ao Ministério Público que alguns documentos tinham escrita a palavra "confidencial", "Iraque", "Submarinos".


https://www.google.pt/amp/s/observador.pt/2017/06/19/autarca-e-ex-autarca-detidos-por-alegada-corrupcao-e-trafico-de-influencia/amp/

Hermínio Loureiro (PSD) e outras seis pessoas detidas por alegada corrupção e tráfico de influência

http://expresso.sapo.pt/economia/bpn-oliveira-costa-vendeu-a-cavaco-e-filha-250-mil-acoes-da-sln=f643506#gs.yUVTnag

A testemunha revelou hoje em tribunal que Oliveira e Costa vendeu, em 2001, a Cavaco Silva e à sua filha 250 mil ações da Sociedade Lusa de Negócios, a um euro cada, quando antes as adquiriu a 2,10 euros cada à offshore Merfield. Respondendo a perguntas dos juízes do julgamento do caso BPN, o inspetor tributário Paulo Jorge Silva disse "não ter explicação" para o facto de o principal arguido, José Oliveira Costa, ter perdido 1,10 euros em cada ação que vendeu a Aníbal Cavaco Silva e à filha do atual Presidente da República, Patrícia Cavaco Silva Monte

Demorei sem exagero 5 minutos a lembrar-me destes....










Perfil Facebook

De Rão Arques a 04.05.2018 às 13:08

Costa à baila.
A não ser que os órgãos genitais da comunicação continuem sumidos.
Não se quedem como começo e fim em "A cobertura descoberta".
Há pano para todos os gostos e manhas.
Sem imagem de perfil

De Herr Von Kälhau a 04.05.2018 às 14:25

Há pano para todos os gostos e manhãs:

O Ministério Público (MP) acusou a presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, Ana Ribeiro, eleita pelo Bloco de Esquerda, de falsificação de documento por ilegalidades na adjudicação direta de uma empreitada, acusação que se estende ainda a um ex-vereador e um chefe de divisão da autarquia.
------------'
Tribunal de Instrução Criminal de Santarém confirmou a acusação do Ministério Público contra cinco arguidos, incluindo o anterior presidente da Câmara de Benavente, António Ganhão (PCP), de corrupção e prevaricação de titular de cargo político.

Na decisão instrutória, a que a Lusa teve acesso, os cinco arguidos são pronunciados para julgamento em tribunal coletivo, confirmando a juíza Magda Teixeira a acusação por crimes alegadamente cometidos no âmbito de processos de licenciamento de empreendimentos.
-----------------
Presidente da câmara comunista pede a reforma aos 47 anos. Vai ganhar quase 2 mil euros por mês!

--------------------------

A culpa não é dos Partidos ou do Poder. É uma Questão de (Im)Moralidade. E a Moralidade esquece-se quando se esquece a Ideologia dos Valores, quando se faz da Pós Ideologia, uma Ideologia. E que Ideologia é essa ? Aquela vetusta escrita por Maquiavel

Teremos de reaprender a ler Frederico II :

Quando um poderoso deseja roubar, fá-lo muito simplesmente, tranquilo com a sua consciência, porque tem sempre qualquer advogado, ou comentador, cheio de gravidade, para demonstrar por A mais B que o direito estava do seu lado.
Imagem de perfil

De Sarin a 04.05.2018 às 13:42

Espero que esteja em dia de trabalho, porque se estiver ocioso tem muito para escrever e dá cabo da cervical :)
Sem imagem de perfil

De Herr Von Kälhau a 04.05.2018 às 14:26

Hoje não trabalho. Só amanhã. Estou "rebentado "
Perfil Facebook

De Rão Arques a 04.05.2018 às 11:23

"Nem Sim Nem Não, Muito Pelo Contrário"
Esponjas encharcadas no balde de plástico que ajudaram a encher.
É chegada a hora de Sócrates soprar forte na boquilha do trombone.
Com os beiços virados para os próximos que sempre o carregaram ao colo.
Quem não se lembra da beatificação em colorido andor do zé de Matosinhos?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.05.2018 às 11:23

"O problema não é Manuel Pinho ser um caso excepcional, pelo contrário".
O problema é o regime.
Mais nada!
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.05.2018 às 21:14

O problema é o regime? Isso quer dizer o quê?
Sócrates está em dieta?
Sem imagem de perfil

De Herr Von Kälhau a 04.05.2018 às 11:31

Dr. Paulo Morais na Assembleia da República, falando aos poucos deputados que compareceram , numa sessão presidida por Mendes Bota.

https://youtu.be/_8kubr-8f-0
Imagem de perfil

De jpt a 04.05.2018 às 12:02

OMO lava mais branco, a gente já sabe isso "desde o 25 de Abril", para citar o ilustre
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.05.2018 às 13:58

Quando a coisa fica suja, dá sempre jeito haver quem se disponha a aparecer de esfregona em riste.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.05.2018 às 15:32

E qual é o problema?!
Este tipo de observações faz-me lembrar aquele outro a que muitos entalados recorriam:
- "Estou a ser vítima de um assassinato de caráter"!...
Como se as faltas de caráter não fossem relevantes!
E todos os dias sabemos porquê.
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.05.2018 às 21:15

Quem se diz vítima de "assassinato de caráter" é porque não tem carácter.
Imagem de perfil

De Sarin a 04.05.2018 às 18:55

Pelo contrário, Pedro, a malta da esfregona já apareceu há muito, só que foi apelidada de obsessiva-compulsiva com a limpeza.

Tivesse o Ministério Público sido tão diligente antes como agora aparenta e a Comunicação Social tão esfaimada de táticas políticas como de táticas da bola, e as pequenas nódoas não teriam sido olhadas como padrão do tecido. A sujidade é gregária e tem campo gravítico próprio, mas só tem uma cor... a velha história da camisa de Napoleão. Ou do verde Lincoln do avesso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.05.2018 às 21:16

Outra vez a disparar contra o mensageiro, Sarin? Por favor...
Imagem de perfil

De Sarin a 04.05.2018 às 21:56

Depende de quem seja o mensageiro - há quem venha emitindo a mensagem há longo tempo, e há quem a propague agora como nova. Aos últimos disparo canhões de papelinhos e, perguntando se o soninho foi bom, desejo bom trabalho.
Aos primeiros gabo-lhes a resiliência e o garbo com que arrostaram réplicas e piadas, Pacheco Pereira entre eles.

"Por favor..."? Por quem é, Pedro, não precisa de pedir por favor para disparar :)


Mas não, no texto não responsabilizo o MP ou a CS pelos factos. Inércia e cumplicidade não são nem sinónimos.

E, para esclarecer, houve honrosas excepções à letargia - a qual atribuo há muito não tanto ao jornalista mas principalmente ao afunilamento da capacidade editorial causado pela fluidez da net e pela promiscuidade entre os detentores dos meios, os senhores da alta finança e os actores políticos.
Não leia confusão entre o cenário e o actor, Pedro, pois eu não os confundo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.05.2018 às 22:09

Quando surge alguém concreto, imputado de graves ilícitos concretos, logo surge um coro grego em fundo dizendo que outros fizeram o mesmo e sempre foi assim.
Diluindo assim as responsabilidades numa nebulosa colectiva.
Rosas e Pacheco operaram isso ontem à noite, sentados nos respectivos camarotes de pseudo-senadores da república.
Ambos com o mesmo discurso, que só contribui para o empastelamento geral: dizer que "todos são culpados" acaba por funcionar como um imenso passa-culpas.
Infelizmente para ambos, os acontecimentos deste dia já ultrapassaram a operação de limpeza que haviam ensaiado em dois canais de televisão quase à mesma hora.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.05.2018 às 04:29

Pacheco já o diz há muito, Pedro; anda há anos a ser enxotado por dizer que a engrenagem está cheia de grãos de areia e pedregulhos.

Se eu estiver a cantar e outros se juntarem a mim, não significa que eu faça parte do coro. Não acho que Pacheco faça.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D