Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Após um momento #metoo (3)

por João André, em 07.10.18

«Ela quer é o dinheiro!»

Tags:


24 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2018 às 10:19

É claro que não quer.
Sem imagem de perfil

De Miguel Bessa a 07.10.2018 às 10:59

O #metoo bateu ao herói dos tugas e afinal a culpa já volta a ser das mulheres.

Quando era não sei quando não sei onde não sei quem, só sei que foi ele. Toda a gente acreditava.
Agora calhou ao cr, quer dinheiro (como se isso significasse que não tinha sido violada), subiu ao quarto (como se por subir tivesse de se sujeitar a tudo), etc.

Pelo menos este comentador é coerente e dou lhe os meus parabéns.
Sem imagem de perfil

De Luísa a 07.10.2018 às 11:04

"como se isso significasse que não tinha sido violada), subiu ao quarto (como se por subir tivesse de se sujeitar a tudo), " Acrescente: e pôs-se na posição devida para a violação anal e aguardou. Mas pôr-se na posição devida e aguardar os acontecimentos não significa que consentiu. A definição de consentimento acaba por ser difícil ou mesmo impossível.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.10.2018 às 12:17

Ena, caraças, agora há uma -#1- "posição devida" para o sexo?

O problema dos julgadores em praça pública afinal não é serem todos peritos...
Sem imagem de perfil

De Luísa a 07.10.2018 às 18:43

"há uma -#1- "posição devida" para o sexo?" Não me diga que não sabe como é. Não se faça de ingénua.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.10.2018 às 19:31

Pelo contrário.

E se não percebeu o que escrevi, explico: não, não há #1. Há várias, e qualquer uma serve para ambos os tipos de penetração. Lamento que seja mais ingénua do que supõe.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 07.10.2018 às 11:16

She alleges that Ronaldo agreed to pay her £287,000 to stop her pursuing criminal charges – which could have seen him jailed for life – and gagged her from going public.

The Las Vegas Metropolitan Police Department responded to a call of sexual assault on June 13, 2009. At the time the report was taken, the victim did not provide detectives with the location of the incident or suspect description
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2018 às 12:04

Imagem de perfil

De Sarin a 07.10.2018 às 12:27

Há tanta gente que sabe tão exactamente o que faria e como reagiria se fosse violada - além daquela outra gente que acha que nunca seria/será violada porque "não se presta a tal" - que não posso deixar de ficar admirada com a falta de pontaria dos violadores ao escolherem para vítimas aquelas gentes que ficam de cabeça perdida e vida do avesso.

Ela quer é dinheiro? A Taylor Swift só quis dinheiro. 1€. Não precisava de mais. Mas Ela quis foi dinheiro.
Na verdade, o que acho que ela queria mesmo era não ter vivido o que viveu.
Sem imagem de perfil

De Luísa a 07.10.2018 às 17:06

" o que acho que ela queria mesmo " cada um e cada uma acha o que lhe apetece. Estamos num terreno onde a liberdade de pensar é total.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.10.2018 às 18:16

Não por acaso, o que acho baseia-se nas afirmações da própria Taylor Swift e de quem a defendeu: "O advogado, Douglas Baldridge, afirmou que o objectivo de Swift não era levar o acusado à falência, mas mostrar que é possível denunciar uma agressão sem medo de enfrentar um processo do atacante".


O seu comentário é perfeitamente irrelevante, já que afirmo ser a minha opinião e não um facto.
Ao contrário do que Luísa fez no seu comentário anterior, ao qual respondi e que lhe motivou esta tentativa de alfinetada
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 07.10.2018 às 17:06

Ela, como os factos comprovam, não quer dinheiro nenhum: uma senhora que fez um acordo monetário há quase dez anos e que agora, vendo o oceano de dinheiro em que nada Cristiano Ronaldo, vem em busca de mais (ela não o quer na prisão, o que ela deseja é que ele abra vastamente os cordões à bolsa), quer é... reparação moral.
É por demais sabido que o melhor detergente para a honra ofendida por um crime de estupro é o dinheiro, o qual é ainda melhor fármaco para a cura do Stress Pós Traumático.
O que se elogia ao elogiar o comportamento desta senhora é tudo aquilo que faz de um ser humano - seja ele homem ou mulher - um ser abjecto: o oportunismo, o calculismo, a ganância e a traição. E o que causa maior perplexidade no meio disto tudo é que parece que, no meio de uma disputa do "fez" que ela diz e do "não fiz" que ele afirma (acerca daquilo que se passou num quarto onde só eles dois estavam, note-se) a palavra dela é a palavra de Deus.
Quanto a prova provada, bem pode a senhora vir argumentar com umas lesões no ânus que a coisa não pega: com a idade dela, já a senhora devia saber que o ânus não foi feito para lá meter certas coisas e que esse facto da natureza não muda por mais que seja tradição milenar insistir em metê-las lá; por outro lado, também a senhora devia entender que, na cama, ele há homens gentis como os há brutos que nem um penedo. Mas quer-me cá parecer que à dita senhora na referida situação aquele determinado homem bruto pareceu-lhe um boletim premiado do euromilhões.
Penso eu que o "Melhor do Mundo" é culpado? Sinceramente, penso que sim: é culpado de ser burro que nem uma porta e de se rodear de gente ainda mais burra do que ele.
Imagem de perfil

De Sarin a 08.10.2018 às 03:36

Fantástico! Elogiei-lhe agora mesmo um comentário sobre empatia, no qual se diz grato aprisionado da mesma...

... e aqui chegada deparo-me com um dos mais sórdidos e misóginos comentários que li sobre o tema!
"Com a idade dela, já a senhora devia saber que o ânus não foi feito para lá meter certas coisas", isto a propósito de uma mulher que alega, exactamente, sexo anal não consentido, escrito num texto em que reductio ad absurdum não é o objectivo. "(...) também a senhora devia entender que, na cama, ele há homens gentis como os há brutos que nem um penedo." O entendimento não sorri a todos da mesma forma...


Enganou-se no outro comentário - no que toca à empatia e a si, há prisioneiros, sim, mas nenhum é o senhor.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 20:04

O macho está liquidado. O tiro foi bem na testa. Não espalhará mais misoginia nos caminhos da floresta...
Minha cara Sarin, muito agradecido pelo seu elogio. Quanto ao resto, quando a onda passar, verá que tudo não passou de mais um valente golpe de camartelo no decrépito edifício daquilo a que alguns ceguinhos ainda chamam o farol da civilização: o Ocidente dito Cristão.
Como já alguém aqui disse (e se ler o meu comentário com olhos de ler e sem as lentes ideológicas que insiste em usar, chegará à conclusão que eu subscrevo a opinião desse alguém) sexo violento não é, necessariamente, violação. Acontece que violação é aquilo que a senhora diz que sofreu. A menos que a cara Sarin tenha o dom da omnisciência, não sei onde foi buscar a ideia de que aquilo que a dita senhora diz é necessariamente a verdade.
Por fim, tem a senhora toda a razão: a mim não me sobra gota de empatia para com caçadoras de fortunas que muito empaticamente se não estorvam com a destruição da vida dos outros desde que essa destruição lhes meta no bolso um chorudo cheque. Mas nisto de repositórios da sua empatia, cada um livremente escolhe os seus e deve ser daí que vem o velho anexim "Diz-me a quem dás a tua empatia, dir-te-ei quem és". Por outro lado, minha cara Sarin, sobra-me imensa empatia para consigo, acredite. Caso não sobrasse e lidas as suas tão inflamadas quanto levianas palavras dirigidas a quem pessoalmente conhece de lado nenhum, pedir-lhe-ia encarecidamente que se juntasse ao movimento # FuckYouToo, coisa que, obviamente, não vou fazer.
Empáticos cumprimentos, minha prezada Sarin.
Imagem de perfil

De Sarin a 08.10.2018 às 20:51

Se efectivamente lesse as minhas palavras, perceberia que nem ideologias nem favoritismos me movem, e em ponto algum dos meus comentários considero identificada a vítima, se a acusadora se o acusado. É uma mania triste, essa de ver numa contestação a automática apologia do seu contrário.


Aquilo que vejo nas suas palavras é uma enrustida hipocrisia misógina que salobremente interpreta os actos de uma mulher, considerando-se no direito de identificar o que essa mulher deveria ou não deveria saber. Salobremente não porque necessariamente falsa, tal interpretação, mas porque eivada de juízos de carácter baseados em factos truncados e percepções modeladas por simpatias para com um dos envolvidos.

Isto, no mesmo dia em que lhe leio inflamado e bonito discurso sobre empatia.


Se colocar as machas ou tugas ou ambas simpatias para com CR de lado, talvez consiga perceber que julgamentos sumários nada têm de empático.

Deduzo que seja íntimo de CR e da mulher que o acusa e cujo nome desconheço, caso contrário a leviandade que atribui às minhas palavras terão nas suas um expoente. Ou então estaremos perante outro exemplo da tal hipocrisia que vi entre os seus textos.

Sobre o apreço que me demonstra, e dado que também de lado nenhum me conhece para tão levianamente mo demonstrar, FuckYouToo. Não é hashtag.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 22:15

Gostava de saber onde leu a senhora prova alguma do meu assolapado amor por Cristiano Ronaldo. Gostava também que um pouco de honestidade, uma réstia que fosse, sustentasse os seus raciocínios acerca da minha suposta hipocrisia misógina: é que se ela interpreta os actos de uma mulher, ela estará exactamente no mesmo patamar e terá a mesma bondade e validade da sua histeria feminista que lê os actos de um homem. Nem mais, nem menos.
Quanto a intimidades, só eu tão íntimo de Cristiano Ronaldo e da mulher que o acusa quanto a senhora o é, o que põe o seu "fez" exactamente ao lado e ao mesmo nível do meu "não fez".
No meu comentário a que a senhora retirou a sua aprovação (coisa que me magoou muitíssimo, confesso, e me deixará sem sono nas semanas vindouras) já eu falava na desgraça a que nos levará o império daquilo com que a senhora enche e reenche a sua retórica: a ditadura das emoções e dos sentimentos que passam por factos que nada se embaraça com o real.
Já que a sua esmerada educação aqui nos trouxe - demonstrar apreço levianamente? como disse?!!! - vá a senhora praticar o acto (sem violência, claro...) e que lhe faça bom proveito (ou não... isso é lá consigo).
Imagem de perfil

De Sarin a 08.10.2018 às 23:00

O problema de todo o seu desarrazoado reside exactamente aí: o senhor assume que ela mente por oportunismo, eu assumo que não sei qual é a vítima.

Perante a sua incapacidade para perceber esta substancial diferença nas nossas abordagens, qualquer explicação sobre a transpiração misógina em todos os poros do seu texto será perda do meu tempo. Até porque lhe apontei alguns exemplos, e nem assim.


É engraçado como alguns comentadores se incomodam quando outros lhe devolvem o tom que usam, como faz agora o senhor; acaso também não consegue perceber a incoerência dos argumentos que usa? Mais uma vez, apontá-la seria perda de tempo. Até porque também disto lhe indiquei exemplos.


Não foi a minha esmerada educação que aqui nos trouxe, foi a hipocrisia dos seus textos. Se apenas dos seus textos se também da sua personalidade, não me interessa averiguar.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 23:22

Já lhe disse o que tinha a dizer e, pelo menos a avaliar pelo conteúdo do seu comentário, ter-lho dito ou não lho ter dito fez exactamente a mesma diferença: nenhuma.
Passe (não digo "bem", não seja o advérbio de modo tido por si como apreço por mim levianamente demonstrado).
Sem imagem de perfil

De António a 08.10.2018 às 13:22

“uma senhora que fez um acordo monetário há quase dez anos e que agora, vendo o oceano de dinheiro em que nada Cristiano Ronaldo, vem em busca de mais”

Ela cumpriu o acordado. Não foi ela quem falou. E não foi da parte dela que houve fugas para a imprensa. Foi da parte do CR7 que ocorreu a quebra do sigilo, a quebra de contrato. Pague, como sem dúvida a faria pagar.
Andam por aí muitos “ajudantes” do CR7 que só o que fazem é enterrar-se, e alguns ainda o enterram a ele - que coisa foi essa da irmã Ronalda chamar puta à rapariga? E que fosse, merece o mesmo respeito que qualquer ser humano.
Quanto ao oceano de dinheiro, ela bem podia pedir um lago, e pelos vistos contenta-se com um balde.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 20:08

E balde a balde se enche a piscina, não é verdade?
Sem imagem de perfil

De António a 08.10.2018 às 22:42

Não, não é. Experimente você encher uma piscina, um balde de 9 em 9 anos.
Ouça, eu percebo onde quer chegar, mas não tome os outros por parvos. O seu comentário é uma homilia misógina. Trate-se.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 22:48

O que eu gosto de palavras assassinas... O lado menos agradável da coisa é que, assassinas ou não, a não poucas palavras leva-as o vento da História.
Quanto à consulta grátis, obrigado pelo seu sábio diagnóstico, mas vou procurar uma segunda opinião...
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 23:09

Já agora, não será de somenos importância notar que "misógino" (como "homófobo", como"transfóbico") anda hoje pelo mercado ao preço do "comunista" dos tempos da outra senhora ou do "fascista" dos novíssimos revolucionários de toda a vida do pós 25 de Abril: é argumento demolidor que dispensa qualquer confronto com o real.
Demos graças pela maravilhosa democracia na qual todos e cada um de nós tem acesso a estender a portátil banca da sua ditadura pessoal e transmissível num blogue perto de si.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 20:17

Quanto à irmã Ronalda, pois é ela a prova provada de que não há mácula que polua esse ser imaculável que é a mulher.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D