Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Após um momento #metoo (1)

por João André, em 05.10.18

«Ela não sabia ao que ia?»

 

Nota: a cada dia virá um...

Tags:


29 comentários

Sem imagem de perfil

De Justiniano a 05.10.2018 às 10:29

Sim, também já me aconteceu!! Quando dei por ela estavam a tentar vender-me um time sharing no Algarve!!
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 10:53

São chatos. Mas felizmente podemos ignorá-los. Ou desligar o telefone.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 11:32

Se for apenas um, será bom sinal... mas não é apenas um, pois não? E umas também.
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 12:47

"um momento" no sentido de: alguém (no caso, uma mulher) faz uma revelação.

Não, não há só um momento, nem sequer no mesmo caso há apenas uma revelação. As mulheres são dissecadas ad nauseam.

Se estava a perguntar sobre a série, já publiquei com datas para os próximos 7 dias....
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 13:22

Tenho estado ausente, acredito que tenha lido fora do contexto.
Explico a leitura feita: vai surgir sempre um alguém que diga tais alarvidades, que considere ser o sexo um dado adquirido porque uma mulher se veste de determinada foma ou frequenta determinado local ou tem determinada profissão ou até determinado modo de vida. Só que esse alguém são muitos alguéns, homens e mulheres - se fosse apenas um seria sinal de melhoria. Na educação que adquirimos e na educação que damos.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2018 às 13:54

Há mulheres que se vestem de determinada forma de acordo com o seu modo de vida. Sarin todos nós sabemos de mulheres que engravidam "por descuido " sem outra paixão que um determinado interesse. Agora surge uma nova modus operandi. Fui violada, fui sujeita a perícia, tendo esta revelado vestígios orgânicos e perturbação pós traumática. Agora pergunto, alguém que recorre a tal estratégia não poderá estar já há algum tempo perturbada?
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 14:10

Isso em nada está relacionado com a frase "ela não sabia ao que ia?", tão ouvida em tantos casos. Machismo puro - "ela" não tem de fazer o que os outros acham que "ela" é suposto fazer, seja numa festa seja num quarto de hotel. Nem "ela" nem "ele".
Podemos questionar a validade de denúncias e a motivação das mesmas sem usarmos preconceitos. Podemos e devemos, a bem do acusado e do acusador.

Uma prostituta ou uma actriz de filmes pornográficos veste-se ou despe-se de uma determinada maneira e de acordo com a sua profissão - e nem a roupa nem a profissão dão direito a um homem ou a uma mulher de ter com ela sexo não consentido.

Olá, Pedro :)
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2018 às 15:50

Existe hoje sexo não consentido e sexo arrependido. Olá Sarin
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 15:57

Sempre existiu, sempre existiram. Assim como sempre existiram aproveitadoras. Ínfimo número quando comparado com o de aproveitadores, mas indesculpáveis todos.


Tal como indesculpáveis são os que tentam desculpar tais atitudes com um "e ela não sabia ao que ia?"
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2018 às 17:24

Ínfimo o número de aproveitadoras por uma questão de biologia ou por uma questão de oportunidade? É que parece-me estarmos perante o surgimento de um cultura nova de Novas Oportunidades..
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 18:01

Questão sociológica, mesmo. Hoje como há 500 anos, pesem as Novas Oportunidades serem velhas como Salomé. Ou mais...
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 16:37

O problema é que há sempre muitos. E não é importante o caso. A mulher é frequentemente acusada de uma coisa ou outra e o homem raramente sofre a mesma humilhação.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 17:43

A sociedade pôs-nos a jeito ao longo dos séculos... pôs-nos a nós a jeito para sermos vítimas e a vós, homens, para serem agressores. E o desdém, o opróbrio, a devassa da vida privada ainda é maior quando a vítima é um homem - a menos que seja jovem e vítima de outro homem, claro. Que até nisto as vítimas têm que ter sorte.

João André, claro que importa o caso: quer apostar que muitos trocariam um "ela não sabia ao que ia?" por um "canalha, o gajo merece prisão" se o acusado fosse, por exemplo, o empregado que recolhia os copos vazios durante uma festa? Apenas trocariam o machismo por outro ismo mais apetecível, porque para esses muitos o importante raramente são os factos.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2018 às 18:49

Sarin, se o caso fosse com esse dos copos vazios não falariamos. Aliás ninguém se lembraria de uma noite distante cheia de anos.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 19:15

Por isso depender do caso.

Mas discordo: uma vítima lembra-se, pode lembrar-se mesmo que o trauma oculte ou altere as memórias.


Não sei quem é a vítima - mas tendo sempre a considerar culpado aquele ou aquela que paga silêncios. No mínimo, serão culpados por cederem a questões de imagem em vez de pugnarem pelo direito de se defenderem às claras. No mínimo, são culpados por alimentarem o monstro.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.10.2018 às 20:34

Ronaldo também pagou o silêncio da mãe dos seus filhos. Parece estar-lhe no sangue. Mas o pagamento pode ser um modo de escapar à chantagem da mentira.
Imagem de perfil

De Sarin a 05.10.2018 às 21:25

Pode ser chantagem à mentira - e ainda assim não há garantias de que esta não seja divulgada.
Trump, Ronaldo, Argento, de repente recordo-me destes três terem pago por silêncios que o não foram.

Se são inocentes daquilo que os acusam? Não sei. Mas responsabilizo-os por contribuirem para escamotear a verdade, e (coisa rara em mim) culpo-os por, do alto do seu poder mediático, alimentarem o monstro das aparências e das meias verdades.
Não é que quem não deve não tenha que temer - mas a honestidade requer métodos honestos. A velha história dos meios, dos fins e dos Princípios ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2018 às 14:23

Neste tempo de sexo, algumas(muitas) dizem: estou de boa saude. faço sexo todos os dias !
Caraças. mas não trabalham, não leem?
O maior jogador portugues foi "comido de cebolada" mais sorte teve um craque do Benfica na década de 80, o Reinaldo. Ja nem falo do arquiteto.
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 16:36

Felizmente não estamos nas décadas de 80 nem de 90.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.10.2018 às 22:02

Não estamos, felizmente, muito menos na década de 60. Os casos apontados parece que foram consentidos, embora o artista tivesse uns gostos estranhos, não seria o que as senhoras queriam. Mas....como dizia o outro :ACONTECE.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 05.10.2018 às 16:11

Não sei o que se passou.
Confesso que o meu interesse por estes "casos da vida" é pouco.
Criticar a vítima (afinal, entrou na coutada do Macho Latino) é tão mau como criticar o suposto (presunção de inocência?) agressor, que é um burgesso cheio de dinheiro que pensa poder fazer o que quer.
O sexismo funciona para os dois lados, burra dela que foi ao quarto dele, pôs-se a jeito (diz que de quatro), burro dele que molha o pincel em qualquer uma, sujeita-se a ficar de quatro, ainda que metaforicamente.
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 16:35

O post não pretende falar dos acusados. Apenas da acusação que as mulheres que fazem a denúncia sofrem.
Imagem de perfil

De João André a 05.10.2018 às 16:32

Comentário rápido: como se pode imaginar, esta série de posts é motivada por um caso recente.

Apesar do que possa parecer, não estou a retirar as frases que irão ver de qualquer caso específico.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.10.2018 às 16:57

Sou um admirador confesso do Ronaldo.
Para mim, é mesmo o melhor do mundo.
O que ele faz fora das 4 linhas só me interessa na medida em que possa afetar o seu rendimento desportivo.
Estou até à espera do jogo com a Udinese, para testar a situação.
Mas estou preocupado.
É que, se percebo alguma coisa de mulheres (coisa difícil), o facto de a queixosa ser assistida no hospital a ferimentos causados no ato, prova, só por si, que houve violência, logo, violação.
Nenhuma mulher, quando não está preparada, consente ser rasgada dessa maneira.
Estou preocupado!
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Pedro a 06.10.2018 às 17:22

Práticas sexuais violentas não implicam violação
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 01:53

Se implicassem, já não havia serventia carcerária para tanta rapaziada sadomaso...
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 02:23

Na minha juventude, depois de uma valente farra universitária, houve uma moça que apareceu no meu quarto como Deus a pôs no Mundo e, sem cerimónias, se meteu no vale de lençóis que por mim já era ocupado, dizendo que tinha frio.
Eu, rapaz avisadíssimo, tão conhecedor daquilo que o futuro nos traria quanto o grande Professor Karamba conhecedor é do que vai acontecer em 2019 ao habitante da Manchúria interior Xiang Zao Dong, ainda com a juvenil esperança de vir a ser milionário e ciente de que, àquelas horas da madrugada, dificilmente se encontraria à mão um Professor Doutor que me deslindasse as positivas ou negativas virtualidades semânticas daquele "tenho frio", providenciei-lhe-lhe um aquecedor a óleo e um cobertor quentinho e fui dormir para o sofá da sala, não me esquecendo - por causa das moscas - de trancar à chave a porta da mesma.
Sem imagem de perfil

De xico a 08.10.2018 às 08:31

… até porque estando a moça com frio ela nunca consentiria em sexo… e porque todos aprendemos desde há muito que as mulheres são seres frágeis e incapazes de assumirem as consequências dos seus actos.
Sem imagem de perfil

De Rui Henrique Levira a 08.10.2018 às 20:13

Francamente, não entendi nada do que o meu amigo escreveu. Culpa minha, certamente...

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D