Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vamos cá ver. O facto de o Dr. Costa ter uma visão dos mandatos que vai exercendo exclusivamente orientada para o afago do próprio ego, interesse e ambição pessoal define-o, mas não vincula os diferentes interlocutores que partilham o espaço político. O Dr. Passos Coelho, para além de, como todos nós, representar-se a si próprio conforme pode, foi eleito para dar voz no Parlamento a todos os que votaram no PSD. Quando o Dr. Passos Coelho pergunta ao Dr. Costa qual seria o valor do défice sem manobras de diversão, fá-lo porque entende que há uma parte significativa dos portugueses que gostava efectivamente de dispor dessa informação. E entende bem. Desde logo porque não sendo impossível obtê-la por outros meios, é importante que seja o primeiro-ministro a dizê-lo. E depois, porque sendo ele a dizê-lo é mais fácil contrastar a informação com a prosódia e proverbial fanfarronice do Dr. Costa. Por isso, não sendo propriamente uma surpresa que o Dr. Costa recuse responder ou que remeta uma resposta para quando o "Diabo chegar" (o estilo chocarreiro e velhaco é tão natural ao Dr. Costa como a própria transpiração), não é demais sublinhar que tal constitui uma óbvia e grave falta de respeito pelos princípios democráticos e pelos eleitores, Ora, se não se pode esperar da legião de pataratas comprados pela política de reversões (que são aliás, embora não façam ideia, os principais destinatários dessas faltas de respeito), nem do tutor com residência oficial em Belém, nem muito menos da 2ª triste figura do Estado, que alguma vez levantem a voz para colocar o Dr. Costa no seu devido lugar, é importante que não sejamos cúmplices por omissão e que não deixemos passar a situação em claro. É evidente que o meio exige contenção e que não é possível descrever aqui o Dr. Costa com todas as letras. Mas é obrigatório, pelo menos, que fique registado que o Dr. Costa se comporta como um bandalho. 


17 comentários

Sem imagem de perfil

De isa a 27.01.2017 às 20:15

Não tenho Partido político e, é pena que, a nível Global, os Seres Humanos estejam a "acordar", tão lentamente, para o facto que, na raiz de todos os seus males e problemas, esteja o sofismo de que uma sociedade só pode subsistir, se os "rebanhos" tolerarem e obedecerem a "pastores" que lhes digam qual o caminho a seguir, algo que, ultimamente, até tem piorado porque começam a querer controlar e mandar em Tudo, até aos mínimos pormenores das nossas vidas, como se fossemos eternas crianças, sem Consciência Moral e Livre Arbítrio, para poder conduzir a nossa própria vida, nesta nossa breve passagem.

Não é por acaso que, desde o nascimento, em vez de bons exemplos, somos treinados a ser seguidores obedientes, até dos maus exemplos que vêm de cima, sempre convencidos ou enganados de que somos uns incapazes quando, individualmente, só temos de dar o exemplo para, realmente, criar uma Sociedade onde, garantidamente, todos nós gostaríamos de viver (Excepto, aqueles que, sem valores éticos ou morais, sofrendo de uma espécie de psicopatia, estão convencidos que vieram a este Mundo, só para satisfazerem, esse seu desejo, do possuir e do mandar na vida dos outros)

Eu que detesto todo o tipo de "pastores", acabo por ter de gramar eternas discussões que não passam de "chuva no molhado" porque, em vez de se discutirem factos, apenas tentam defender o seu "pastor" mas, aqueles como você que usam o sofismo, com todos os seus artifícios, malabarismos, truques e afins, serão ainda mais perigosos que os óbvios "pastores" porque mostram uma intensão, deliberada, de nos induzir ao erro e, se não é "pastor", apenas, defende aquele que lhe "afaga melhor as orelhinhas" e, muito, provavelmente, lhe dá a comer "palha" especial, daquela que não come o cidadão comum, as outras "ovelhas" que, maioritariamente, fazem parte do "rebanho" mas que só servem para dar o "leite, a carne e a palha" para alimentar o séquito, dos acomodados e daqueles que mantêm Portugal estagnado na 29ª posição no ranking da corrupção.

Pode comparar o seu Toninho com a Manela, o Jaquim, a Bolota ou a Pancrácia que não conseguirá fazer brilhar, com o seu "detergente" sofista, aquele que, em vez de branco parece ser, cada vez, mais cinzento do que os outros.
Pelo menos, ainda há, quem não tenha "espetado uma faca nas costas" de um camarada de Partido que até tinha ganho eleições mas, por "poucochinho" e, depois, não as ganhou e, teve de ir buscar muitos "poucochinho's" para conseguir chegar a 1º Ministro, pensando que, assim, podia "comer dos pratos todos" e, agora, se o Partido que ganhou não o deixa "comer do seu prato", ainda tem a lata e o descaramento, de lhe mandar com as culpas que são só dele e da sua sede de Poder. E, se tem sede, continue a ir beber "chazinhos gelados" com o grupo bilderberg, na companhia do Sr. Rui Rio porque, como eu não tenho Partido político, só me interessam as acções individuais, estejam em que Partido estiverem porque, como todos nós, devem ser, seres humanos responsáveis e responsabilizados, pelas suas próprias acções.

Portanto, se não gosto de políticos, desprezo sofistas. E, mesmo que só seja um mero acomodado, deste Sistema, ainda consegue estragá-lo mais porque, em vez de ajudar à cura, prefere ajudar à consolidação eterna do Pantanal.

"Sofismo ou sofisma: significa um pensamento ou retórica que procura induzir ao erro, apresentada com aparente lógica e sentido, mas com fundamentos contraditórios e com a intenção de enganar."
Sem imagem de perfil

De Achtung a 27.01.2017 às 21:46

A/O Isa já está mais que acordada. Viaja na Twilight Zone
Sem imagem de perfil

De isa a 27.01.2017 às 22:06

Se eu viajo na Twilight Zone, você viaja na Nescience Zone

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D