Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Anda tudo doido

por Pedro Correia, em 22.09.19

justin-trudea-brownface[1].jpg

 

O senhor Trudeau, que era até agora o ai-jesus das moçoilas casadoiras e almas sensíveis de todos os géneros, transformou-se num monstro racista. O que pode até custar-lhe o posto máximo da política no Canadá.

Por ter sido caçado num esquema de corrupção? Por ter fugido ao fisco? Por ter atropelado alguém quando conduzia embriagado? Por ter insultado uma namorada em mil novecentos-e-troca-o-passo? Por ter fumado (inalando) crack num Conselho de Ministros? Não: por ter surgido disfarçado de Aladino numa festa académica do ano lectivo 2000/2001 no estabelecimento universitário privado onde então leccionava, em Vancouver. Era uma festa temática, alusiva às Mil e Uma Noites, e o imberbe Trudeau, então com 29 anos, enfarruscou a cara para parecer mais credível na fatiota de Aladino.

 

Eis o que anda a turvar as águas da política canadiana, em plena campanha eleitoral, provocando palpitações de indignação no agora minguado clube de fãs do fotogénico governante. Não faltam turbas a uivar: Justin Trudeau é acusado de racismo retroactivo por ter enfarruscado o rosto - a prova terá ficado à vista com a divulgação, nas redes ditas sociais, de uma foto comprovativa da sua aparição como Aladino na referida festa. Bem acompanhado, por sinal.

O clamor foi de tal ordem que o chefe do Executivo canadiano já se viu forçado a implorar perdão: «Peço desculpa aos canadianos pelo que fiz. Não devia ter agido assim e assumo a responsabilidade.» Penitente, só lhe falta andar com um cordão de cilícios amarrado à cintura.

Apesar deste humilhante acto de contrição, os seus rivais na campanha eleitoral não lhe perdoam. «Isto [a foto] comprova que ele não tem capacidade para governar o país», disparou o líder do Partido Conservador, Andrew Scheer. Enquanto a candidata do Partido Verde, Elizabeth May, se confessava «profundamente perturbada» por aquela imagem inequivocamente «racista». Ele e ela de olhos postos nas legislativas de 21 de Outubro.

 

Leio as notícias e concluo: anda tudo doido.

A disseminação do rótulo "racista", colando-o a tudo quanto mexe, serve apenas para branquear o verdadeiro racismo. Como, noutros tempos, não faltava quem chamasse "fascista" a quem exprimisse uma opinião contrária, acabando por deixar incólumes os genuínos fascistas. Tal como a equiparação do piropo a uma "agressão sexual", como urravam as papisas mais façanhudas do "Me Too", contribuiu em larga medida para desacreditar este movimento ao confundir estupidamente cortejadores com predadores.

Só estes acabam por beneficiar com tão tonta confusão. 

 

Este vendaval de loucura nada mansa que perpassa aí, em nome dos bons costumes, a multiplicar atestados de excomunhão aos políticos contemporâneos, putativos culpados de supostos pecados alegadamente cometidos noutras décadas ou noutro século, arrisca-se a produzir perigosos tiros de ricochete.

Um gesto, uma palavra, uma fotografia com dez, vinte ou trinta anos basta hoje para ameaçar ou abortar uma carreira governativa, por mais promissora que pareça. Este policiamento obsessivo, em regra, é comandado por patrulheiros órfãos de ideologias totalitárias que mudaram de cartilha mas não de sectarismo e concebem a política como um convento reservado a almas imaculadas. Isto só pode produzir péssimos resultados no dia em que as pessoas comuns se fartarem destas zelotas armadas em virgens pudibundas: aí elegerão o mais politicamente incorrecto que aparecer, seja em tarde de sol seja em manhã de nevoeiro.

Como o futuro próximo demonstrará.


42 comentários

Sem imagem de perfil

De V. a 22.09.2019 às 10:48

É bem feito, Trudeauzinho estúpido. O feitiço contra o feiticeiro. Esta já vinha na Bíblia (quer dizer, sei lá, deve vir).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.09.2019 às 14:03

Se fosse o verdadeiro Aladino, já tinha esfregado a lâmpada a pedir pelo menos um dos três desejos.
A menos que "esfregar a lâmpada" também já seja algo equiparado a agressão sexual...
Sem imagem de perfil

De V. a 22.09.2019 às 15:19

Ahahah
Sem imagem de perfil

De Makiavel a 23.09.2019 às 10:27

Ahahahahahahahhahah!!!!!!
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 22.09.2019 às 12:36

este tipo de situações já ultrapassou o ridículo. está a caminho de perigoso. concordo, o mais possível, com a sua conclusão, Pedro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.09.2019 às 14:01

Se há coisa para a qual não tenho paciência é para as madres superioras da correcção política perorando do alto de uma putativa superioridade moral que ninguém lhes outorgou.
O pobre Woody Allen que o diga, Cristina. Enquanto os verdadeiros predadores sexuais andam aí, certamente satisfeitos com esta tontice que mete tudo no mesmo saco. Chamando fascista e racista e machista a quem nunca foi nem é.
Sem imagem de perfil

De António a 22.09.2019 às 14:46

" Chamando fascista e racista e machista" E chamando negacionista a quem utilizar a dúvida metódica a respeito dos problemas climáticos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.09.2019 às 18:20

Mas isto faz parte de um problema mais geral de manipulação da sociedade que está na moda, a moda das prioridades invertidas e da preocupação com as pequenas coisinhas com o objectivo de esconder as outras.
Imagem de perfil

De Mia a 24.09.2019 às 01:06

Concordo.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 22.09.2019 às 13:26

Acontece aos melhores. Há uns quinze anos, nos EUA, tive a ingenuidade de emprestar a uma vizinha um DVD do Fritz Lang (um dos meus realizadores favoritos) com "The Tiger of Eschnapur" e "The Indian Tomb". Tinha-lhe falado do Lang e do período dos filmes mudos, mas aquele era o único que tinha à mão. Ela devolveu-mo com um sorriso amarelo. Ainda demorei um bocado para perceber a razão.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.09.2019 às 14:01

Imagine se fosse agora. Ela ainda o acusava de assédio moral e sexual.
Sem imagem de perfil

De V. a 22.09.2019 às 15:32

categorias novas:

1. assédio racial — mostrar filmes com um branco pintado de outra cor. Se for um preto pintado é uma especificidade cultural.
2. assédio tóxico — filmes com actores disfarçados de mulheres, tipo Dustin Hoffman. Se for uma mulher vestida de homem é um statement contra a cultura dominante.

Adeus ao Carnaval de Torres: finalmente o fim dos carnavais assambalhados. Um grande bem haja aos snowflakes e restantes fascistas dos costumes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.09.2019 às 14:11

Tal e qual.

Isabel
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 22.09.2019 às 15:30

Os racistas, os verdadeiros, os perigosos, não o apregoam. O que a "geração" feicebuke ainda não percebeu é que para algo ser real não é necessário que seja dito ou escrito.
Sem imagem de perfil

De V. a 22.09.2019 às 17:30

No frenesim do que é moda —tudo isto, todas estas esquerdas desmioladas, do queer até aos animalismos passando pela tolerância com os intolerantes, provém da enfatuação com o que é fashionable— não há espaço para raciocínio de tipo nenhum, porque é tudo narcisismo e oportunismo e nada mais.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 22.09.2019 às 21:39

mas qual esquerda ou direita?!
este estado de estupidez aguda não tem lados, ora essa.
Sem imagem de perfil

De V. a 22.09.2019 às 23:58

Nah, eu acho que tem.
Sem imagem de perfil

De AP a 23.09.2019 às 23:57

Dava-lhe jeito que tivesse...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.09.2019 às 17:34

Aliás quem pensa é hoje muito mal visto, quem não agita a bandeira certa, visto como um traidor.
Isto está a ficar cada vez mais insuportável visto que só ideias radicais são acolhidas dentro da imbecilidade da turba que por norma protesta contra tudo mas não faz nada.

WW
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.09.2019 às 17:49

Está ver as coisas ao contrário, foi Trudeau & friends que começaram Marxo-racismo no Canadá.

Os outros são imbecis por irem atrás e aceitarem o fanatismo do Trudeau.

Trudeau ao servir de isco. mártir se quiser conseguiu fazer os outros aceitar a sua moral.


lucklucky
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.09.2019 às 18:03

O liberalíssimo Trudeau agora é "marxista"...
Retomando o meu título, anda tudo doido. Deve ser do aquecimento global.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.09.2019 às 20:19

Sim, Trudeau acredita na infinita culpa da Civilização Ocidental.

Mas Racismo, Sexismo no sistema Politicamente Correcto são só tácticas para modificar linguagem e assim instigar a culpa. A criação da culpa torna muito mais fácil passar leis, tirar o poder, pessoa que se sinta culpada não resiste.

Se um preto se pintar de branco nem Trudeau, nem a CNBC, vai pedir a sua flagelação, é só a quem é objecto do ódio Marxista, alguém que esteja indelevelmente ligado ao Ocidente= branco = homem.
Por agora...
Quando a CNN e o New York Times expoentes da cultura Marxista descobriram que um tipo chamado Zimermann tinha morto um negro afinal não era branco mas Hispânico tiveram de inventar a categoria racial de Hispânico-Branco porque não havia outra maneira de encaixar uma notícia que eles tinham já transformado em caso. A narrativa precisava que a palavra "branco" estivesse presente.

A lógica da culpa e purificação depois é também muito útil para para a competição pelo poder e auto promoção social no próprio movimento Marxista. Por isso passamos do Feminismo para o Transgenismo, a feminista autora dos Monólogos da Vagina teve de vir declarar que afinal a vagina não define a mulher para não ser purgada do movimento...hoje as mulheres no desporto têm de concorrer contra pessoas transgenero que têm vantagem físicas significativas e não podem piar. Senão são proscritas...pelo Jornalismo Marxista que condiciona tudo.


lucklucky
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 22.09.2019 às 19:21

Muito bem dito e muito bem escrito, Pedro.
Aposto que se o Hitler tivesse tido filhos, os obrigavam a pedir desculpas por ter nascido.
Ando tudo parvo demais. É ridículo.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 22.09.2019 às 20:37

Ainda podia ter dito que era um Aladino gay, o que funcionaria como a protecção magnética do sketch do Sr. Tobias dos Gato Fedorento, mas a olhar para as acompanhantes...
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 23.09.2019 às 09:50

Completamente de acordo com este post.
Os americanos são doidos. E estão cada vez piores.
(A propósito de Me Too: tanto mal se disse dessa campanha neste blogue, que a Patrícia saiu dele.)

Comentar post


Pág. 1/3



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D