Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alguém sabe como se diz Lebensraum em russo?

por Pedro Correia, em 02.03.14

O espaço vital russófono e russófilo, tal como é entendido por Vladimir Putin, faz evocar as piores recordações do século XX na Europa.


30 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.03.2014 às 21:40

É um velho reflexo condicionado, típico da Guerra Fria, dos antigos apoiantes da União Soviética que imaginam Putin como novo czar vermelho. Confundindo desejos com realidades.
Essa retórica esfarrapada que procura silenciar as críticas ao facto X mencionando a existência do facto Y e do facto W, que nada têm a ver com o primeiro, evoca outras histórias, outras discussões.
Quando acusavam Brejnev de esmagar a Primavera de Praga, em Agosto de 1968, transformando e violando a soberania e a integridade territorial da Checoslováquia, tendo destituído 'manu militari' e detido quase toda a cúpula dirigente do partido comunista daquele país, havia sempre do lado de cá do Muro uns advogados de defesa do ditador soviético que se lembravam de perguntar: "Então e a agressão americana ao Vietname?"
Foi o que você me fez lembrar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.03.2014 às 01:45


Não retirando uma virgula ao que escrevi mas já embainhando a espada, pedia-lhe só um esclarecimento: ainda pensa que está a trocar comentários com o Luís Lavoura?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.03.2014 às 23:08

Olhe que não, olhe que não. Esse comentador é inconfundível.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.03.2014 às 15:04


Nesse caso não entendo o seu ultimo comentário, que considero (sem birras) ofensivo - mas nada grave, visto que só me conhece por dois comentários que escrevi.
Como inicialmente escrevi no sítio errado: queria comentar o post, não um outro comentador; pensei que houvesse me tivesse confundido, ou que houvesse mal entendido. Afinal parece que não.
Mas enfim, é tempo de acabar com isto - leio poucos blogs (quase só o que me vão mandando) e o pouco que li seu, deu-me a entender que vê mais que duas cores, ou dois tipos de gente. Afinal parece que não.

O seu comentário foi completamente ao lado: sou de direita, considero o brejnev um monstro que esmagou o movimento mais comovente e promissor talvez de todo o Século XX - a Primavera de Praga - que, tendo podido prosseguir, teria talvez mudado a História para um mundo muito diferente do que temos hoje. Não mencionei Y e W para silenciar(?) coisíssima nenhuma - pelo contrário, considero X, Y e W semelhantes entre si, e diferentes do lebensraum nazi pela ausencia de reivindicação de território. Pensei que o tinha escrito com toda a clareza. Afinal parece que não.

Muito obrigado pela paciência!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.03.2014 às 21:46

Estamos então de acordo naquilo que me parece essencial. Mesmo que não estivéssemos, seria sempre bem-vindo por cá. Essa é a norma deste blogue, que gosta de receber visitas e dialogar com quem nos interpela. O diálogo torna-se por vezes um pouco mais acalorado, mas isso é apenas sinal de que por cá existem convicções fortes sobre os mais diversos temas. Convicções, por sinal, raramente coincidentes entre os próprios autores. Mas essa é uma marca genética do Delito de Opinião: sem ela, este blogue não seria o que é.
Volte sempre, se assim o entender. Faço votos por isso.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D