Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Aldeia da roupa suja

por Rui Rocha, em 20.06.16

Não percebo. A valerem alguma coisa, as razões que Sócrates invoca no artigo de hoje (JN/TSF) são precisamente as que deveriam fazer que defendesse um Inquérito. Se nada fez de censurável, se nada teme, se não interveio, se não deu orientações, se não tem qualquer ligação com Vale do Lobo, se a iniciativa é desastrosa para os seus autores (PSD), se a gestão pública da Caixa é imaculada, então nada melhor que o Inquérito para deixar tudo em pratos limpos. Passe o truísmo, só é possível lavar roupa suja se esta não estiver muito limpa.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 20.06.2016 às 15:51

as razões que Sócrates invoca são as que deveriam fazer que defendesse um Inquérito

(1) No artigo, Sócrates não diz, nem sequer sugere, que seja contra a efetivação de um inquérito. Logo, é descabida a sugestão, contida na frase acima transcrita, de que Sócrates é contra um inquérito.

(2) A frase acima transcrita é, de facto, falsa, uma vez que não se faz um inquérito quando se acredita que nada há para descobrir com ele. Quem defende a efetivação de um inquérito (não é Sócrates, que eu saiba) é que tem que dizer por que motivo suspeita que tal inquérito terá algo para descobrir.
Imagem de perfil

De cristof a 20.06.2016 às 16:19

O sr sousa denuncia-se para qualquer pessoa minimamente preocupada com factos; excepto para os detentores de oculos coloridos.Que lhes faça bom proveito, com o resultado da governação do nº2 do socrates, provavelmente tão desastrosa, como a do ex chefe.
Sem imagem de perfil

De ariam a 20.06.2016 às 19:47

Sobre Sócrates, há muito que já esgotei as palavras, agora só me preocupa o presente e quando, ainda há pouco, ouvi o Presidente da República dizer:
"Acolhemos, mas não controlamos os refugiados"
"Isto não é um Estado policial e, portanto, pode haver um ou outro caso de famílias que não são encontráveis durante um período de tempo, são casos isolados", disse Marcelo Rebelo de Sousa, depois de confrontado com casos de refugiados que deixam os centros de acolhimento."

A mentira principal, é que não são famílias, são homens entre os 15 e os 30 anos, com ideias, muito suas, sobre o Islão.

E porque haveríamos de controlar? Se não controlamos as Leis, as Finanças, a Economia, os Bancos, nem o que fez Sócrates nem o que faz Costa e, se isto não é um estado policial, portanto, se não concordarem com aquilo que o Estado vos mandar fazer, basta experimentar, não pagar impostos, IMI, IRS... a ver o que acontece e, se é ou não é, um estado policial mas, só para Alguns.

Francamente... entrámos no mundo dos amantes da roleta russa, estejam descansados que no “tambor” do revólver, só há uma bala, se aparecer um, com uma arma que tenha mais... o objetivo do jogo, é mesmo esse, entre sobreviver economicamente ou fisicamente, será só para ver, quem tem sorte, num jogo de azar.
Agora convençam-me de que, mesmo com sorrisos, beijinhos e abraços, os políticos, não estão lá, exclusivamente, para cumprir ordens que vêm de fora e cuidar da vida deles.
Resumindo: Estamos Fritos.
Imagem de perfil

De João Campos a 20.06.2016 às 20:13

Sócrates tem o toque de Midas ao contrário. Se faltassem argumentos para o inquérito...
Sem imagem de perfil

De Jorg a 21.06.2016 às 09:39

"Artigo" publicado no Jornal do amigo Camões... a holistíca mostra o quanto persiste a falta de vergonha! Recomenda-se pois a receita mencionada no "Conde d'Abranhos". Esta tralha tem de sair com benzina - porque é uma nódoa!
Sem imagem de perfil

De Zé a 21.06.2016 às 11:23

O Sr. Sócrates não perde a oportunidade de aparecer. Continua na trilha da operação "Calimero" e como há quem goste e babe, toca a aproveitar!

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D