Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acordo, qual acordo?

por Sérgio de Almeida Correia, em 15.08.14

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Ferreira a 15.08.2014 às 19:43

«Senadores querem nova reforma ortográfica»

A notícia é dada aqui:
http://ilcao.cedilha.net/?p=14681

Mas pode ser confirmada aqui:
http://www.senado.gov.br/senadores/senador/cyromiranda/detalha_noticias.asp?codigo=119780

Temos que agradecer a todos os que, por omissão, votaram a favor!
Sem imagem de perfil

De José Neto a 15.08.2014 às 22:08

Quer fazer o favor de me explicar a relação entre os erros visíveis na imagem e o acordo ortográfico de 1990?
Tanta fobia não será doentia?
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 17.08.2014 às 13:21

Não se trata de uma fobia.
A realidade é que as pessoas nunca aprenderam a ler e a escrever e com o AO vão ficar ainda pior. Basta ver o que acontece actualmente com alguns serviços oficiais, designadamente do MNE, a fazerem comunicados e avisos. Ou ver como é que alguns deputados escrevem na página de blogues do Expresso misturando tudo.
Mas isso deve fazer sentido num país onde há políticos que dizem "há-dem " e o primeiro-ministro tem dificuldades na conjugação do verbo haver.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 16.08.2014 às 12:01

Uma pessoa sente quase ternura a ver erros como fazida e pida, são erros típicos cometidos por crianças que ainda não aprenderam que certos verbos são irregulares. Numa criança rimo-nos destes enganos que apenas seguem a lógica das analogias com os outros verbos.

O preocupante é que estes erros são praticados por adultos, adultos que, incrivelmente, parecem viver numa comunidade onde nunca foram corrigidos, como as crianças são ao longo da vida para aprenderem a conjugar bem os verbos irregulares. Quando eu oiço dizer que o AO e a simplificação da ortografia vão combater o analfabetismo e depois vejo estes erros, pergunto-me, O que tem a ortografia que ver com isto? Não é por causa de consoantes mudas que um adulto escreve pida em vez de peça e fazida em vez de feita, é ignorância, é falta de educação.

Os nossos dirigentes estão a lidar com problemas muito sérios com extrema leviandade. Estas pessoas ignorantes continuarão a ser excluídas das tais benesses pedagógicas que a reforma introduzirá. Do que elas precisam é de um sistema educacional melhor que não os falhe, não de remendos na língua.

Mas se calhar a simplificação do Pimental ainda venha a abranger também a regularização dos verbos irregulares. Já acredito que tudo possa vir dessas cabeças doentes. Mal posso esperar para ver como ir, ser, dizer serão conjugados no futuro...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D