Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Abril de 2015: os meus votos

por Pedro Correia, em 06.05.15

Figuras nacionais do mês

Paulo de Morais (no Porto, dia 18) e  António Sampaio da Nóvoa (em Lisboa, dia 29) anunciaram candidaturas à Presidência da República.

 

Figura internacional do mês

Hillary Clinton, em jogada de antecipação face a potenciais rivais, anuncia candidatura à Presidência dos Estados Unidos.

 

Facto nacional do mês

Relatório parlamentar sobre o caso BES aprovado a 29 de Abril, em clima de raro consenso, na Assembleia da República. Redigido pelo social-democrata Pedro Saraiva, mereceu a aprovação do PSD, PS e CDS, com a abstenção do BE e apenas o voto contra do PCP. Documento aponta responsabilidades a Ricardo Salgado mas também critica o Banco de Portugal pela actuação "tardia" no processo que conduziu à derrocada do Grupo Espírito Santo.

 

Facto internacional do mês

Brutal sismo  no Nepal, a 25 de Abril, provoca mais de 7200 mortos e 14.355 feridos, destruindo grande parte do centro histórico de Catmandu, património mundial da Humanidade, e cerca de 70 mil habitações. O terramoto, que teve grau 7,9 na escala de Richter, afectou oito milhões dos 28 milhões de nepaleses.

 

Frase nacional do mês

«José Sócrates não confiava nos modos normais de circulação de fundos.» (Pedro deLille, um dos advogados de Sócrates)

 

Frase internacional do mês

«No século passado, a nossa família humana passou por três tragédias sem precedentes. A primeira, que foi largamente considerada como o primeiro genocídio do século XX, atingiu o povo arménio.» (Papa Francisco, referindo-se ao massacre de um milhão e meio de arménios em 1915 com palavras que enfureceram as autoridades turcas)

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De xico a 06.05.2015 às 20:24

20 000 Boers mortos nos campos de concentração à mão dos ingleses (que inventaram os campos de concentração), no início do século passado. A quantos mil começa um genocídio?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2015 às 00:30

A intervenção do Papa, que deixo em hiperligação no texto, diz tudo quanto há de essencial na matéria. Não banalizemos a palavra genocídio. Tal como não deve ser banalizada a palavra holocausto.
Sem imagem de perfil

De xico a 09.05.2015 às 11:48

A morte deliberada de quase 15% de uma população, constituída essencialmente por mulheres e crianças colocadas em campos de concentração e deixadas morrer por quem tinha obrigação de as socorrer, é então uma banalização.
Para que conste desde já afirmo que tenho raízes inglesas próximas. É preciso lembrar que quando apontamos um dedo aos outros temos três apontados a nós.
O problema dos genocídios está sempre dependente de quem ganha as guerras.
http://thefirstholocaustofthe20thcentury.blogspot.pt/


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.05.2015 às 17:42

Vinte mil pessoas é um massacre, não um genocídio. Nem é holocausto. Aí já estamos a falar numa escala muito maior.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 07.05.2015 às 09:26

2015: Disparates do 1º Trimestre

"A Terra está em perigo, como HÁ DOIS ANOS começou a tornar-se evidente"
Mário Soares


http://www.lyricsmode.com/lyrics/d/david_bowie/life_on_mars.html
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2015 às 00:31

O mundo está perigoso em geral e o universo em particular.
Imagem de perfil

De cristof a 07.05.2015 às 15:41

Voto na : não confia nos modos tradicionais.
Alias podia ser a anedota do ano.
O papa Francisco que tem muita simpatia fazia-lhe bem ler umas coisas sobre os kmers vermelhos, que como todos sabemos são pessoas deste mundo, não da seita dele mas seres humanos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.05.2015 às 00:31

Genocidas, sim. Essas bestas também.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D