Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A união dos verdadeiros democratas

por José António Abreu, em 06.07.15

Eurocépticos espalhados pela UE ficaram em júbilo com a rejeição do que Marine Le Pen, a líder do partido de extrema direita francês Frente Nacional, chamou "a oligarquia da União Europeia".

"É um voto "não" de liberdade, de rebelião contra os 'diktats' europeus daqueles que querem impor a moeda única a qualquer preço, através da mais inumana e contraproducente austeridade", afirmou ela em comunicado.

Na Grã-Bretanha, Nigel Farage, líder do partido UK Independence Party, anti-EU, elogiou os eleitores gregos por "desafiarem o bluff da UE".

"O projecto da UE está a morrer. É fantástico ver a coragem do povo grego em face do bullying político e económico de Bruxelas", disse ele.

Eurocépticos na Holanda e na Itália juntaram-se ao coro de satisfação com a derrota da UE. Em Espanha, o líder do partido de extrema-esquerda Podemos, Pablo Iglesias, próximo de Tsipras, tuítou: "Hoje na Grécia, a democracia venceu".

Reuters. Tradução minha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Sem imagem de perfil

De jo a 06.07.2015 às 02:01

Propõe então a abolição de eleições para que os partidos antidemocráticos não possam vencer?

Isto parece o outro senhor que dizia que gostaria da democracia, mas infelizmente o povo português não estava suficientemente educado para votar.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 06.07.2015 às 07:26

Não proponho o que quer que seja. Limito-me a constatar.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.07.2015 às 07:29

Tem de fazer a recolha das afirmações de Hollande sobre o não se ter alcançado um acordo com a Grécia por causa dos pequenos países intervencionados.

Parece ironia, não? Bem os pequenos países intervencionados incluem Portugal com os seus governantes invejosos de um acordo que reconfirmasse sua inépcia e imaturidade.

Não se preocupe José com o que aí vem. O que temos agora é o reflexo de uma Europa governada por saloios e também imaturos.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 06.07.2015 às 07:49

Acho que só mesmo alguém totalmente inconsciente pode não estar preocupado. Populismo à venezuelana traz os resultados que se vêem na Venezuela.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.07.2015 às 08:02

Engana-se, José. Os inconscientes é que se preocupam com campanhas de desinformação em torno de um assunto sério.
Os conscientes, sabendo da seriedade do problema, sabem que este vai ser resolvido com a decência que até agora não tem ocorrido.
Registe esta minha afirmação para memória futura.

Deixe-me dizer-lhe que problemas desta natureza devem ser abordados por todos, mas mais ainda por todos aqueles que desejam seriedade e honestidade nas questões em apreço. E não por chicos-espertos que andam a matar a solidão projectando um ego que não existe e não se materializa.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 06.07.2015 às 08:24

Provavelmente, a sua solução"decente" abriria (abrirá?) a caixa de pandora, reforçando todos estes populismos.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.07.2015 às 08:30

José, quando quero saber alguma coisa a meu respeito leio comentários como este que reproduz.
Aqui estamos nós na tal seriedade.

Os populismos que afirma não são diferentes daqueles que o José projecta. A não ser que me diga que vive no Olimpo e que sua condição está acima desses que aponta.

Sobre o que penso, basta ler o que comento.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.07.2015 às 09:18

Veja também, José, como os "populistas" se comportam com dignidade:

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=192609

Em Portugal fazem-se inquéritos para apurar o que se sabe para que tudo fique na mesma.

Espero que os membros do Eurogrupo sigam as pegadas de Varoufakis, a começar por Schauble e sem esquecer os nossos representantes pela posição tomada face à Grécia.
Sem imagem de perfil

De Ventosidades... a 06.07.2015 às 09:24

Costa e Le Pen, a união perfeita!
Sem imagem de perfil

De T a 06.07.2015 às 11:38

A desinformação só existe de um lado, isto é que é fé!
Sem imagem de perfil

De Nuno a 06.07.2015 às 09:07

Dia 6 de julho ainda vem com a treta dos países pequenos nos quais SS inclui Portugal?

As declarações são de Sapin (não de Holland) e são sobre os países
bálticos, pouco satisfeitos com a frente russa certamente.
Imagem de perfil

De bloga-mos a 06.07.2015 às 07:59

Eu que sou profundamente estúpido acho que está tudo maluco...
Sem imagem de perfil

De Têm Falta! a 06.07.2015 às 08:09

Então e a Dra. Manuela Ferreira Leite mais o Prof. Freitas do Amaral, ainda não se aliaram a tão distinta companhia?
Imagem de perfil

De João André a 06.07.2015 às 09:55

Portanto, a lógica é: se os extremistas ficam contentes, então só pode ser mau, certo?

Ainda vamos ver este salto argumentativo se Assad esmagar o EI na Síria: EI - mau. Assad derrota EI. Assad bom. É isto? Ou se calhar ao contrário. O EI derrota Assad. O EI é mau. A queda de Assad é um desastre.

Ser-se muito linear dá chatices.
Sem imagem de perfil

De Ana Gomes a 06.07.2015 às 10:20

Nem se dê ao trabalho, este tipo (JAA) não tem um raciocínio, uma ideia, um pensamento. O princípio e o fim da conversa é defender quem lhe paga (PSD) e, para isso, vale qualquer aldrabice e manipulação.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 06.07.2015 às 12:38

LOL. Antes pagasse.

Obrigado pelos elogios, tão bem formulados. Pessoas com capacidade de raciocínio, ideias e pensamentos profundos são outra coisa...

(O seu nome combina com o seu estilo.)
Sem imagem de perfil

De Alô, Madame a 06.07.2015 às 13:52

Vamos-lhe envoyer com plaisir a ficha de inscrição no Front National. Tem envelope RSF e está dispensada de proponente, considérant vos credenciais.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 06.07.2015 às 12:40

Que analogia tão catita.


Desde que fiques satisfeito com as companhias...
Imagem de perfil

De João André a 06.07.2015 às 19:55

Não, mas também não as posso escolher. Não posso impedir que gente dessa pense dessa forma. Será que os EUA ficam satisfeitos com as companhias na Síria? Pior, ness caso ainda podem ser obrigados a colaborar...
Sem imagem de perfil

De Paralelo a 06.07.2015 às 09:57

Um partido tipo Le Pen aqui em Portugal faz muita falta. É o que dá ser linear.
Sem imagem de perfil

De isa a 06.07.2015 às 12:28

Aqui quase me apetecia repetir o comentário que deixei no poste "A semana do Desespero" do Luís Menezes Leitão em 03.07.15 porque, mesmo que se queiram transmitir factos para que se possam fazer juízos ou previsões correctas e responsáveis (apesar dos pressupostos poderem mudar a toda a hora), uma grande maioria até prefere "navegar à vista" sem se preocupar muito, de estar a navegar nas águas da ficção. Como poderá alguém pensar ou afirmar que sabe alguma coisa, quando muitos até desconhecem o facto de que dois terços da dívida grega já está nas mãos dos contribuintes europeus, ou seja, nem sequer sabem que também já emprestaram dinheiro à Grécia.
No entanto, o maior problema nem é o desconhecimento dos factos mas, a preguiça de, nem sequer, perder um bocadinho de tempo para procurar verificar quais são verídicos ou mera ficção.
Neste contexto, estão prontinhos para "emprenhar" pelos ouvidos, bastando uma frase ou slogan desde que isso, esteja de acordo com o que querem ou desejam que seja a realidade, ora, contra isto é muito difícil haver argumentos pois não faz parte de políticas, nem economias e, muito menos, da realidade nua, crua e dura... é apenas algo, muito próprio, da natureza humana em que, por vezes, é preciso uma vida para aprender que o mundo não é nada daquilo que julgamos ser, e, muito menos, como queríamos que fosse e, até ao que chamamos de senso comum, afinal já foi provado que de comum não tem nada.
Voltando à Grécia e ficando esclarecido que quando se fala em solidariedade, estamos a falar de estados membros que emprestam dinheiro uns aos outros, presumo que, se os gregos ficarem, também nós vamos continuar a emprestar, só escapámos do 2º empréstimo por estarmos no programa de resgate, no caso deles saírem, também acabamos por pagar, nem que seja com outro nome... como por exemplo... ajuda humanitária... e aqui, será muito interessante se isso acontecer, no caso de solidariedade o dinheiro emprestado tinha que ser pago... ajuda humanitária, acabamos por emprestar... sem juros, sem volta nem retorno... porque somos gente de bom coração e até gostamos de continuar a "apertar o cinto" ;)
No caso de mais Estados quererem fazer como a Grécia, presumo que será a catástrofe final e, nesse caso, acabará por não haver ajuda humanitária para ninguém e, aí, já não há mais birras nem exigências, porque isto de fazer e desfazer compromissos é mais próprio de crianças do que de adultos responsáveis.
Sem imagem de perfil

De Willliam Wallace a 06.07.2015 às 14:22

Como Eurocéptico que sou estou também em júbilo.

Há que mandar estes NEOCOMUNISTAS todos pastar, acabar com esta oligarquia de traidores manhosos que vendem os seus povos ao grande capital que nada produz com o objectivo de não serem mandados porta fora.

Sem imagem de perfil

De isa a 06.07.2015 às 16:13

O que me chateia, mesmo, é não adivinhar os números do euro milhões e só adivinhar as desgraças...
Acabei de ler às 16h 30m aquilo que falei aqui, de manhã, no meu comentário anterior.

Vice de Merkel defende ajuda humanitária para a Grécia
Diário Económico - Há 1 hora

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D