Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A triste ironia de Salisbury

por João Pedro Pimenta, em 16.03.18

 

A confirmarem-se todas as suspeitas do envenenamento por parte de agentes russos (uma velha tradição, bem anterior a Litvinenko) do antigo agente Sergei Skripal, um exilado russo no Reino Unido (outra tradição, embora o inverso também o seja, como Kim Philby bem demonstrou), e da sua filha, haverá com toda a certeza um sério incidente diplomático entre o Reino Unido e a Rússia, que aliás tem este fim de semana uma tranquilas eleições onde por coincidência o principal opositor a Putin não concorre por estar preso (e ainda teve sorte: outros acabaram baleados no meio da rua).

Mas mais que isso, restará uma ironia amarga: é que o crime deu-se em Salisbury, uma pequena e bonita cidade inglesa com uma imponente catedral onde repousa um dos quatro exemplares - e o mais bem conservado, pelo que podemos dizer que é o principal - da Magna Carta. E assim, numa cidade que guarda um documento fundamental do moderno estado de direito terá ocorrido um crime mais próprio de tiranias e de estados totalitários.

 

salisbury-cathedral-and.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.03.2018 às 08:29

https://www.wook.pt/livro/my-silent-war-kim-philby/337234

Philby matou-se a álcool. Amigo do escritor e ex-espião Graham Green

https://www.wook.pt/livro/o-terceiro-homem-graham-greene/11258356


Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.03.2018 às 08:45

Já agora, João :

Super Spy Kim Philby explaining how he succeeded at spying

https://youtu.be/bgJlpHMMei0
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 16.03.2018 às 09:17

o crime deu-se em Salisbury

Segundo ouvi esta manhã na rádio, os detetives ingleses descobriram (ou dizem que descobriram) que o veneno estaria na mala de mão da rapariga, e que teria sido colocado nessa mala aquando de uma recente visita dela à Rússia.

Se assim tiver sido, então o crime não terá ocorrido em Salisbury. Apenas acontece que por acaso foi em Salisbury que ela abriu a mala.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 16.03.2018 às 15:50

Ainda assim os efeitos da conspiração ter-se-ão produzido sempre em Salisbury.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.03.2018 às 16:10

Já se iniciaram guerras com base em mentiras, algumas das quais no actual século e pelos umanos superiores europeus...justamente contra os humanos inferiores europeus.

WW
Sem imagem de perfil

De Vlad a 16.03.2018 às 18:00

Uma das mais conhecidas:

Vietname

In 2005, an internal National Security Agency historical study was declassified; it concluded that Maddox had engaged the North Vietnamese Navy on August 2, but that there were no North Vietnamese naval vessels present during the incident of August 4. The report stated, regarding the first incident on August 2, that "at 1500G,Captain Herrick ordered Ogier's gun crews to open fire if the boats approached within ten thousand yards. At about 1505G, Maddox fired three rounds to warn off the communist boats. This initial action was never reported by the Johnson administration, which insisted that the Vietnamese boats fired first."

https://en.wikipedia.org/wiki/Gulf_of_Tonkin_incident
Perfil Facebook

De Ku Doirado a 16.03.2018 às 20:49

Não sei porque todo este teatro à volta do assunto. Se a Russia mandou aniquilar o espião não fez senão a sua obrigação. O espião era um traidor, e mau é o país que não castiga os seus traidores seja ele que país for. Um homem que trai a pátria não merece viver e deve ser castigado com a pena máxima, foi o que a Russia fez, cumpriu a sua obrigação.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 16.03.2018 às 23:29

A questão é que o homem já tinha estado preso na Rússia e mais tarde tinha ido para o Reino Unido sob um daqueles programas de troca de espiões, de comum acordo entre os dois estados. Tinha aliás adquirido nacionalidade britânica. Por isso nem sequer era um espião foragido e a questão estava resolvida, o que ainda agrava o caso. Além de que se fôssemos rigorosos, muitos assassínios teria de haver na Rússia como "moeda de troca" (espero que não queriam fazer isso a Anna Chapman).
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 16.03.2018 às 23:39

Nem de propósito: li agora mesmo que Skripal foi trocado precisamente por Anna Chapman (e mais alguns agentes infiltrados). E que já tinha recebido o perdão de Medvedev, então presidente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.03.2018 às 21:20

ainda bem que os italianos se vão aproximar dos Russos...os mecas +protestantes+envagelicos a perseguirem a cristandade ortodoxa russa!!??...Puttin fez resnascer a Cristandade Russa os lideres Europeus fizeram renascer e nascer o Islão na Europa...então Londres, essa, já esta nas mãos dos mohameds...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D