Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"634 mil euros em carros de luxo no Banco de Portugal

Autoridade monetária comprou 17 automóveis topo de gama entre o início de 2013 e fevereiro deste ano."

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Vento a 06.04.2014 às 15:07

Continuam as obscenidades à conta da miséria de muitos. Esta gente ainda não se deu conta do que anda a semear.
Sem imagem de perfil

De ghy a 06.04.2014 às 15:38

Os dirigentes do BP ganham mais do que os congéneres norte-americanos do FED. E fazem compras destas, numa altura destas.
Explicação: quando se perde a vergonha e o respeito tudo é possível.
Sem imagem de perfil

De tr a 07.04.2014 às 06:33

O presidente do BP ganhava em 2009 mais do que do que o presidente do banco central sueco.
O rendimento per capita sueco foi, em 2012 de USD 55094 e o português de 15702.
Alguém anda a brincar com os portugueses.
Sem imagem de perfil

De Maria a 06.04.2014 às 15:43

Estes srs levam-me à náusea. De lastimar a insensibilidade e o desprezo pelos milhares de concidadãos que vivem a crueza e o desgaste de uma austeridade feroz.
Sem imagem de perfil

De Habituado a 06.04.2014 às 18:06

O Banco de Portugal é uma coisa independente. O governo, seja ele de que cor for, não é para aí chamado.
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 06.04.2014 às 18:50

acredito que tenham sido seguidas rigorosamente as orientações para conseguir a maior poupança nas compras.
certamente que o vendedor ofereceu um desconto e, de uma forma geral, quanto maior o preço da viaturas maior será o valor do desconto e portanto maior será a poupança.
por exemplo, um desconto de 10% no preço de uma viatura de 20 000 euros origina uma poupança de 2 000 euros; o mesmo desconto de 10% no preço de uma viatura de 50 000 euros resulta numa poupança de 5 000 euros.
portanto o banco de portugal deve até ser felicitado por estas compras e pela poupança que certamente terá conseguido para os contribuintes.
Sem imagem de perfil

De Advogado do Diabo a 06.04.2014 às 20:58

Dá 37.000€ por carro.
Isso é topo de gama de quê? da fiat?
Sem imagem de perfil

De Luís Marques a 06.04.2014 às 22:14

Os 634.000€ a dividir pelos 17 carros dá um valor unitário de 37.300€, acha que são topos de gama? Demagogia barata.
Sem imagem de perfil

De martinhopm a 08.04.2014 às 20:10

Sr. Luís Marques não sei se trata ou não de carros de luxo. Nunca tive dinheiro para comprar um carro de 37.294,12 euros, e olhe que trabalhei a vida inteira e nunca por nunca ser vivi acima das minhas possibilidades. Antes, pelo contrário, vivi e vivo abaixo! O senhor fala em demagogia. Será?! Num país em profunda crise, com austeridade em cima de austeridade, (digam lá os governantes o que disserem), em que os alvos a abater são sempre os mesmos, os funcionários públicos e os reformados, considerados «ricos» se ganharem 1.000,00 euros, e que são esmifrados até ao tutano com os impostos directos e indirectos, com o custo de vida, com os sucessivos aumentos, com a CES e com o que sei lá eu mais, em que todos os cêntimos que recebem têm que ser declarados e sobre os quais o fisco nada perdoa, será demagogia considerar este gasto do supervisor supérfluo?! Quando, como o senhor muito bem sabe, o supervisor não supervisiona nada! Vejam-se os casos do BPN (quantos milhões? quantos mil milhões não estão ali enterrados? Com os responsáveis, que toda a gente muito bem conhece, a negarem as suas dívidas, a nada pagarem, para o Estado assumir estas dívidas, ou seja todos nós. Ocupam, muitos deles, cargos de topo, no governo ou em grandes empresas, vivem à fartazana, passeiam-se com o maior descaramento como se nada fosse com eles, como se não tivessem a mínima responsabilidade), do BPP, do BCP, etc. Quando o dinheiro dos nossos impostos é malbaratado nos sucessivos «buracos», além dos bancos que menciono, a Parque Expo, Guimarães, Capital Europeia da Cultura entre outros, nas reformas/pensões milionárias (de Jardim Gonçalves e Santos Silva, por exemplo) , em subvenções (em 2012 a verba atingiu somente 2.241 milhões de euros, 1,35% do PIB), em isenções fiscais, em pensões vitalícias, em subsídios de reintegração, em milhões pagos a escritórios de advogados por ajuste directo, no custo da Presidência da República e da Assembleia da República, em subsídios a empresas e membros das famílias da tauromaquia, a casinos, em suplementos remuneratórios, em fundações (a já citada Fundação Cidade de Guimarães, mas, entre outras, a Fundação Social Democrata da Madeira, a Fundação Mário Soares, etc.), nos «negócios» ruinosos como o dos Pandur, dos submarinos, os «swaps», as PPP. Quando tudo isto acontece com o «nosso» dinheiro, será demagogia considerar este gasto do «supervisor» Costa supérfluo?!
Sem imagem de perfil

De Luís Marques a 09.04.2014 às 10:01

O dinheiro desta compra não saiu dos nossos impostos

Quando disse que se tratava de demagogia barata referia-me ao título do Correio da Manhã, peço-lhe desculpa pelo mal entendido.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.04.2014 às 22:40

Como é possível, pedir-se sacrifícios e mais sacrifícios e eles, esbanjam até não poder mais. Que moral, que exemplo, dá esta gente que não têm um pingo de vergonha, nem sabem o que isso é?
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 06.04.2014 às 22:42

Então um BMW provavelmente serie 3 : 37000 euros é um carro topo de gama?

17x37300=634100 euros

No site da BMW um serie 5 começa nos 50000 e um serie 7 nos 100000 euros.
Este ultimo, sim topo de gama daria mais 1,7 milhões de euros.

Não que eu tenha muito interesse em defender uma instituição que com o Euro deveria ter sido reduzida à mais ínfima expressão.
Não sei também se os carros eram mesmo necessários. Não vem na notícia.

O que vem é a mentira "topo de gama".


Sem imagem de perfil

De a.l. a 07.04.2014 às 06:19

A questão não é saber se os carros são ou não de "topo de gama". A questão seria antes saber quanto é que gastou, no mesmo perídoo, o Banco Central Sueco - ou Dinamarquês, ou qualquer outro banco central de um país não falido, em compras de carros.
Isso é que seria uma questão interessante - e, certamente, elucidatica sobre as particularidades potuguesas.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 07.04.2014 às 13:59

"e, certamente, elucidatica sobre as particularidades potuguesas."

Sim certamente elucidativo sobre as particularidades do jornalismo português.

Para chegar a uma conclusão implica trabalho, investigação do jornalista. Nem é preciso começar por comparar com o estrangeiro, bastava começar por verificar qual a idade media dos carros do BdP. E poderia descobrir de quantos em quantos anos compram carros, quantos tem no parque, quem tem direito a carro pago etc. Talvez encontrasse algo suculento.

Não é ver uma lista de compras e disparar sem sequer fazer o básico que é verificar quanto custa um carro da lista e chamar topo de gama à gama de entrada.

Mas é este o jornalismo que temos. Populista como o Regime.

Sem imagem de perfil

De a.l. a 08.04.2014 às 20:59

Sr. lucklucky - O BCE é um banco sui generis. A comparação deverá ser feita com os bancos nacionais.
A questão de ser do "topo" ou da "base" de gama é irrelevante.
Não há metropolitano em Lisboa? Autocarros? Para que precisam de carro? E se não quiserem usar transporte público, o que ganham - mais do que os seus "colegas" do FED e até há bem pouco tanto como os suecos - não lhes dá para comprar carro?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D