Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A segunda volta das eleições brasileiras.

por Luís Menezes Leitão, em 12.10.18

bolsonaro_x_haddad.jpg

O que esta sondagem demonstra é que os brasileiros neste momento estão com mais medo do que pode trazer um outro governo do PT do que de Bolsonaro. Se defendesse efectivamente a democracia, Haddad deveria renunciar e deixar Ciro Gomes disputar a segunda volta. Este não tem anticorpos e poderia facilmente derrotar Bolsonaro, unindo à sua volta todos os seus opositores. Já se viu que Haddad não consegue fazer isso. Pelo contrário, aparece a dar entrevistas em que não é sequer capaz de criticar o que se passa na Venezuela e até chegou a propor eleger uma assembleia constituinte como Maduro fez. Isto num momento em que o Brasil assiste a uma verdadeira invasão de refugiados venezuelanos, em fuga do regime de Maduro. Com esse discurso e essa atitude, não me parece que Haddad consiga vencer Bolsonaro.

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.10.2018 às 09:10

Tenho-o lido sobre a insegurança, ou a falta de candidatos credíveis como justificação para a vantagem ganha por Bolsonaro. Li também um post, seu, sobre a forma como alguma comunicação social (des)trata o candidato do PSL, lembrando a campanha de Trump. Contudo ainda não lhe li uma opinião sobre o programa politico de Bolsonaro, parecendo-me crer, pelo tipo de análise mostrada, até aqui, que o encara com a normalidade de ser ele,apenas, mais um candidato às eleições brasileiras.

Haddad não é igual a Bolsonaro. Até Trump, ou Orban lhe estão a anos luz . Vai uma grande diferença entre não criticar o regime venezuelano e dizer, em campanha eleitoral , que vai fuzilar a pretalhada toda, ou injuriar uma jornalista, dizendo que se está a cagar para ela e para a história brasileira, prometendo um revisionismo histórico dos livros escolares, que incluem parte da história de África . Aliás Haddad foi prefeito de S. Paulo não tendo o seu mandato sido, nem perfeito, nem o de um radical comunista.

Há opiniões que se revelam pelo que escondem
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 12.10.2018 às 14:09

Eu não escondo que considero Bolsonaro um candidato abjecto e já o escrevi várias vezes inclusivamente na minha última crónica no jornal i. Por isso gostaria de ver Bolsonaro derrotado e não eleito graças à burrice dos seus opositores. Mas infelizmente parece-me que vai acontecer o pior.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.10.2018 às 14:45

Obrigado, Luís, pela resposta!

Sim, é verdade. Parte da vitória do Bolsonaro relaciona-se com a fragmentação da oposição e dos candidatos apresentados.


Em Portugal, preparem-se para o Dr. Ventura
Perfil Facebook

De Carlos Gonçalves a 12.10.2018 às 22:02

Rogo-lhe perdão por me envolver em diálogo que não me diz respeito. Mas estava por aqui e ouvi:

"...vai fuzilar a pretalhada toda..."

Certamente por lapso, acrescentou aqui um "r" que, tanto quanto julgo ter ouvido, não ouvi.
Imagem de perfil

De Sarin a 12.10.2018 às 11:13

O Luís ML desculpe se incorro em erro, mas quase diria que se prepara para responsabilizar Haddad pela eventual vitória de Bolsonaro...

Nada feito, a responsabilidade será sempre de quem nele votar, não da inépcia dos outros em atrair eleitores.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 12.10.2018 às 14:11

Também é de quem não foi capaz de arranjar uma alternativa vitoriosa.
Imagem de perfil

De Sarin a 12.10.2018 às 14:20

Esse também é fundamental, pois o que leio mais é atribuírem as culpas à "esquerda", como se não existisse mais nada no espectro político que não Petistas e Bolsonaro (nem do PSL se pode falar, partido menor com Besta maior). Como se o Senado não tivesse estado sempre nas mãos da direita, como se a destituição não tivesse sido um golpe político que colocou na PR um Temer que já levava as mesmas acusações que usaram para fazer cair Dilma (e nem vale a pena entrar pela análise das mesmas).

A responsabilidade é disto:
https://www.youtube.com/watch?v=_5iGWfguyY8
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.10.2018 às 15:43

Mas também disto, Sarin:

Aristides Santos, secretário da CONTAG que incitou a invasão de propriedades e gabinetes de deputados favoráveis ao impeachment de Dilma, foi à Câmara e se acovardou diante do Dep. Eduardo Bolsonaro - valendo-se de um habeas corpus


https://www.youtube.com/watch?v=9PyxVGvuf_k
Imagem de perfil

De Sarin a 12.10.2018 às 17:48

Pedro, as falhas e os extemismos do PT não justificam as atitudes dos Bolsonaros, caso contrário teremos o PT a justificar-se com a Ditadura e pararemos perante o ovo de Pedro Álvares Cabral...

Bolsonaro, filho como pai, acreditam no que defendem. São fruto do laxismo e da falta de cultura democrática - o mesmo laxismo e falta de cultura que leva uns a dizer "não sei nada de política, isso é lá com eles" e leva outros a aceitar respostas imediatas sem pensar nas consequências e nos princípios que se torcem no processo porque, simplesmente, "têm medo e precisam de colo".

insistimos em defender que "a Democracia é o pior sistema com excepção de todos os outros" - conforme disse Churchill, um xenófobo imperialista que só se chateou com a ameaça à sua própria liberdade.
Corolário perfeito, que usemos como apologia da Democracia as palavras de um democrata-só-quando-dá-jeito.... Cada vez mais acredito que somos muito poucos os que realmente crêem na Democracia.
Sem imagem de perfil

De jo a 12.10.2018 às 11:56

Se Ciro Gomes tivesse mais hipóteses teria ido à segunda volta.

Ninguém acredita na direita do PT. Há o PT e Bolsonaro, é isto que dá andar a brincar aos impeachments.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 12.10.2018 às 14:19

O impeachment tinha tão pouca justificação que Dilma Rousseff nem foi eleita senadora. Já o palhaço Tiririca foi facilmente reeleito.
Imagem de perfil

De Sarin a 12.10.2018 às 14:22

O que só prova que o impeachmente foi político e não judicial.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 12.10.2018 às 15:25

Um impeachment é sempre um misto das duas coisas. Não obstante eu concordar que não me pareceu ocorrer a responsabilidade criminal que o mesmo exige.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.10.2018 às 14:47

Haddad , é filho de barriga de aluguer!


am
Sem imagem de perfil

De Vento a 14.10.2018 às 11:58

Não eram necessárias sondagens para prever que o povo brasileiro em maioria não escolherá Haddad. Traduzo: a maioria dos governadores eleitos e a maioria dos anteriores candidatos não apoia nem Bolsonaro nem Haddad. Significa isto que souberam fazer a leitura correcta dos sentimentos e opções do povo brasileiro.
Inequivocamente Bolsonaro ganhará e uma nova era, mais equilibrada, se inaugurará no Brasil.
O ataque à pessoa de Bolsonaro, centrando-o como autor de um qualquer programa apocalíptico, só revela ingenuidade na análise do contexto. E não há dúvida nenhuma que o pior que pode acontecer numa sociedade é esta deixar-se escravizar por programas político-partidários.
Apontar Ciro Gomes como eventual ganhador das eleições brasileiras é o mesmo que pedir a alguém para usar um escadote para tocar o cosmos.

Portugal revela prudência em todos estes acontecimentos, e o namoro que culminou na aprovação do OE demonstra que a geringonça não se sente segura. Preferem adiar por mais uns tempos o inevitável. E lá vão apresentando uns pequenos drops açucarados para mostrar que lutam pelo povo.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D