Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A ruína do euro.

por Luís Menezes Leitão, em 07.02.14

 

A visão que existe sobre a moeda europeia no estrangeiro é a de que não só o euro foi mal construído, como os europeus estão a fazer tudo para o destruir. E de facto a destruição do euro é o que parece ser o resultado mais provável da recente decisão do Tribunal Constitucional alemão que decidiu efectuar o reenvio prejudicial para o Tribunal de Justiça da União Europeia para esclarecer se considera a actuação do BCE de compra de dívida em conformidade com os Tratados, adiantando desde já a sua reprovação a essa actuação. Não sei qual será o pior dos resultados que daqui pode advir. Ou o Tribunal de Justiça da União Europeia declara a actuação do BCE em desconformidade com os tratados — e já se sabe que o BCE estará de futuro proibido de qualquer outra intervenção nesta área — ou dá a sua cobertura a essa actuação e o resultado pode ser a futura declaração de inconstitucionalidade dos tratados por contrariedade à constituição alemã. Em qualquer caso, estamos perante uma demonstração de que o Tribunal Constitucional Alemão se leva a sério e é imune a todas e quaisquer pressões. Este pode ser assim o dia da condenação definitiva do euro à ruína. Vamos ver as cenas dos próximos capítulos.


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Esperançado a 07.02.2014 às 15:59

Com um bocado de sorte daqui a pouco estamos de novo num Escudo a valer tanto como o Peso argentino.
Sem imagem de perfil

De Vento a 07.02.2014 às 16:35

Sim, vamos ver a cena dos próximos capítulos. Já referi num dos seus posts que "o assalto ao Reichstag" ocorreria em Bruxelas (eles querem vergar a Europa para poder mostrar-se grandes ao mundo). Mas eu nunca pensei que o alvo da culpa fosse o BCE, antes tinha sido acusado um pobre desgraçado holandês.
Mas convém decifrar isto: será que a banca - e a senhora Merkel - alemã se sente prejudicada por perder capacidade de pressão sobre os países resgatados e em vias de resgate (com excepção para os seus meninos de coro portugueses)?

Será que a quebra na produção industrial alemã, ocorrida em Dezembro de 2013, deve ser compensada por ainda mais política financeira ruínosa (pelos vistos futuramente a banca alemã deixará de poder negociar créditos à sua indústria e, consequentemente, às famílias)?

Pretende-se erguer novos muros e uma nova torre de Babel.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 07.02.2014 às 18:50

Não entendo nada...então a Merkel não era a malvada que tirava o dinheiro aos pobrezinhos impedindo o BCE de ser bonzinho?
---------------------------
A moeda nas mãos dos regimes populistas Grego, Português, Francês, etc?
Tudo gente que diz que o Keynesianismo da Merkel é neo ultra liberal e "austeritário" por comprar dívida?
Sem imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 07.02.2014 às 19:03

Os europeus, caro Luís, não fazem nada, rigororamente nada, para destruir o euro. A única responsabilidade que lhes pode ser assacada é a de elegerem mentecaptos.
Quanto ao mais, ainda encaro uma outra possibilidade: a reformulação dos tratados de acordo com um modelo de democracia participativa de tipo "heldiano".
Imagem de perfil

De cristof a 07.02.2014 às 19:04

para os alemaes não é só o tribunal que é levado a sério. são tambem os tratados. que como sabemos,para muitos dos "excelentes!!" e populares politicos dos paises amigos do euro cá do sul, é importante manter a independencia nacional (a gastar os euros) e ainda mais importante a solidariedade de todos com as necessidades de euros dos paises do sul. Um mimo de coerencia que podemos escutar nos nossos expoentes "democraticos".

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D