Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A morte

por Helena Sacadura Cabral, em 24.11.17
 

Morreu hoje o Pedro Rolo Duarte. Era uma morte anunciada para quem, como eu, viveu há cinco anos, exactamente a sua história. 
Talvez por isso, o meu primeiro pensamento vá para a sua mãe, a quem a vida acaba de roubar o bem mais precioso e, só depois, para o filho. Para este, haverá sempre uma lógica temporal, que não existe no caso da sua avó. Nenhuma mãe deveria, alguma vez, passar por isto.
Finalmente, o meu pensamento vai para os amigos que sempre lhe serviram de esteio e jamais o abandonaram. E eram muitos. Muitos, mesmo!
Conheci o PRD há muitos anos quando, com o Miguel Esteves Cardoso, o meu saudoso MEC, faziam aquela inesquecível revista chamada KAPA. E era eu quem lhes tinha sempre de cortar os orçamentos. Não foi, assim, um primeiro encontro fácil dado que era olhada como aquela que lhes cerceava os sonhos. Havíamos de, aos poucos, ir resolvendo esses problemas já que, com o lançamento da minha FORTUNA, passei a ter mais projectos para gerir. Mas ele e eu  havíamos de nos cruzar noutros aventuras.
Depois, amigos comuns juntaram-nos na GRUPA, esse conjunto de gente de quem eu podia quase ser a "avozinha", mas que me tem dado muito bons momentos. Aí conheci um outro Pedro, que o tempo havia transformado e enriquecido. 
Era um homem livre, que dizia o que pensava, uma cabeça que não parava, um comunicador excelente, uma verdadeira força da natureza. Não conseguiu vencer essa besta que é o cancro. Mas julgo poder dizer que na batalha da vida, ela a dominou e terá sido um homem com muitos momentos felizes!

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 24.11.2017 às 21:33

Comentar a dor é difícil, porque todas as perdas trazem consigo uma dor incomensurável.
A dor maior, como a da Helena, como a desta mãe, não há palavras, não há nada ... tinham ainda tanto para viver e tanta garra para a vida.
Imagem de perfil

De Isabel Mouzinho a 24.11.2017 às 23:45

E uns olhos de menino bom...
Sem imagem de perfil

De ptc a 25.11.2017 às 20:52

Nos ultimos tempos, seguia o PRD no blogue, antes tinha sido fã incondicional do DNA.
Lembro-me de ele ter deixado de fumar quando morreu o irmão António, com 49 anos, de cancro de pulmão. Não queria fazer a mãe passar pelo mesmo...
O Pedro morreu demasiado cedo, como todos aqueles que partem jovens e com tantos sonhos e projectos por cumprir.
Lembrei-me de imediato de sua mãe e da dor incomensurável que estará a passar.
Tem razão a Helena quando diz que nenhuma mãe deveria passar por esta provação.
Lembro-me do que escreveu quando partiu o Miguel: "quando pensamos que sabemos todas as respostas vem a vida e muda as perguntas..."
Dor de mãe pela morte de um filho é doença crónica (Paula Teixeira Pinto).
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 26.11.2017 às 02:41

Nunca esquecerei que Paula Teixeira Pinto foi a primeira pessoa a telefonar-me para Antuérpia poucas horas depois de ele falecer. Não nos conhecíamos, mas ela sabia o que eu estava a sofrer, porque tinha passado pelo mesmo. E esse gesto, naquela altura, foi muito importante para mim!

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D