Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A guerra do pastel

por Rui Rocha, em 16.06.15

Certo. Esta coisa de misturar pastel de bacalhau e queijo da serra não lembra ao estado islâmico, como referiu, numa podenderada e razoável intervenção, a Sodona Maria de Lourdes Modesto. Nestas coisas, devemos adoptar uma posição de radical recusa de todas as miscelâneas.  Aliás, o bacalhau, a batata e a salsa podem ser encontrados na natureza, numa combinação harmoniosa, sem qualquer tipo de intervenção humana. Abundam em Portugal, como se sabe, as pascalhoeiras, as frondosas árvores de onde se colhem os pastéis de bacalhau.

Autoria e outros dados (tags, etc)


36 comentários

Sem imagem de perfil

De maria madeira a 16.06.2015 às 22:57

Nem é bem misturar, acho que é mais não querer o pastel de bacalhau "metido" com o queijo da serra. Portugal no seu melhor.

"as pascalhoeiras , as frondosas árvores de onde se colhem os pastéis de bacalhau"... ahahahah . Continua com um humor de se lhe tirar o chapéu.
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 16.06.2015 às 23:47

Você é do signo do escorpião? Se não é imita bem...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 16.06.2015 às 23:58

Frio. Já eu diria que você é Virgem.
Sem imagem de perfil

De xico a 17.06.2015 às 00:57

Tem graça o seu reparo, mas não deixo de estar com a Srª Dª Lourdes Modesto.
O pastel de bacalhau, para além de crescer nas conhecidas pascalhoeiras, resultou da mistura do aproveitamento dos restos de um bacalhau cozido com todos. São produtos de aproveitamento que devem permanecer assim. Eu ainda acredito que há coisas sagradas. Juntar um produto da mais alta nobreza, como o queijo da serra, com os restos de um almoço, por mais republicano e liberal que se possa ser, é realmente obsceno que nem em orgias se devia tolerar, para além de ofender a nobre ciência de Lineu, que, todos sabemos, foi quem classificou pela primeira vez como género botânico exclusivamente português, a árvore da pascalhoeira.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 17.06.2015 às 23:24

Um abraço cordial ao Lineu.
Sem imagem de perfil

De Vento a 17.06.2015 às 01:00

Na realidade. Porra, quem é que come um pastel destes sem o ingrediente indispensável, o alho!?
Sem imagem de perfil

De kika a 17.06.2015 às 09:34

Alho nos pasteis de bacalhau ?
Desconhecia. São pasteis à Vento :-)
Sem imagem de perfil

De JAB a 17.06.2015 às 10:47

Sim, kika, claro, porque "o bacalhau quer alho"...
Sem imagem de perfil

De kika a 17.06.2015 às 23:05

Cada 1 come do que gosta :-)
Sem imagem de perfil

De Vento a 17.06.2015 às 13:03

Olá Kikinha. Já lhe responderam. Temos de ir comer um destes pasteis. Devem ser deliciosos. Olhe, como não sou machista, paga você.
Sem imagem de perfil

De kika a 17.06.2015 às 23:02

Nada de ventanias meu caro.
Uns pasteis de bacalhau ( sem alho ) com uma boa salada
e a seguir o queijo da serra.
E, como também não sou machista ... a conta é partilhada :-)
Sem imagem de perfil

De kika a 18.06.2015 às 00:02

Sem imagem de perfil

De Vento a 18.06.2015 às 15:13

Bora lá ao bacalhauzito em pastel, mas com alho. Faço-lhe companhia. Os pasteis como eu e o queijo da serra come você, sem alho. Pois já vi que não aprecia estas coisitas. Queijo da serra é horrível. E também faço um esforço com a saladita.

Quanto à conta, depois fazemos contas. Mas quem tira a prova dos 9 sou eu.
Sem imagem de perfil

De kika a 18.06.2015 às 22:09

Sem imagem de perfil

De ANA a 17.06.2015 às 12:41

Tempestade em copo de água!!
Tantas coisas que com os tempo são feitas de diferentes maneira e não deixam de existir! Por acaso impede alguém de continuar a comer pasteis de bacalhau? É só outra maneira de comer um pastel !!!
Por acaso já provaram?
Sem imagem de perfil

De cla a 17.06.2015 às 15:40

Não comi... mas sei que custa mais de 3€ :S
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 17.06.2015 às 23:25

Phisga-se.
Sem imagem de perfil

De ANA a 19.06.2015 às 12:54

Calma amigos,

Existem muitas coisas que se compram por muito mais dinheiro e ninguem reclama,( não sei se é o caso mas o Tabaco e mais caro!! Não fumo ) e atenção não estou a dizer que é barato , o preço é 3.50€!
É bom para o turismo, quem quer pode provar se não gostar não volta ou não provei mas tenho curiosidade!
O pastel de bacalhau continua a existir um não tira o lugar ao outro!

Bom fim de semana!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.06.2015 às 13:48

O mais grave é que enganam os turistas ávidos por coisas típicas. Até inventaram uma suposta fábrica de pastéis que remontaria ao princípio do século passado. Tudo digno do seriado "Como enganar turistas II".
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 17.06.2015 às 23:26

Sim, é capaz de haver algum abuso, é.
Sem imagem de perfil

De JG a 17.06.2015 às 14:07

A questão é mesmo a autenticidade. Até podem fazer pastéis de bacalhau com doce de ovos ou pôr rodelas de chouriço nos pastéis de Belém, mas não vendam as novidades como sendo tradicionais, sobretudo não aos estrangeiros.

Já agora, podíamos rebocar o Castelo de São Jorge, que bem precisa. E porquê tanta indignação por a Câmara de Lisboa querer acabar com a calçada portuguesa em algumas zonas da cidade?

A gastronomia também é património e, nessa medida, deve ser respeitada, até porque os turistas, aqui e em qualquer sítio, querem o autêntico, o 'very typical'.

E desculpem lá mas de cozinha tradicional portuguesa percebe a Maria de Lourdes Modesto. Antes de explodir a moda dos blogs de receitas, dos concursos televisivos e dos 'chefs' vedetas, ela já cá andava.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 17.06.2015 às 23:27

Bom comentário.
Sem imagem de perfil

De madalena a 17.06.2015 às 16:48

Disparate. Pastel de bacalhau é oastel de bacalhau. Queijo no meio para turista ver? Claro que não, a ideia não é adulterar a nossa identidade mas sim preservá-la. Quem não gosta de pastel sem queijo não come. Simples.
Sem imagem de perfil

De gelado de chicharro a 17.06.2015 às 19:44

Estamos num país livre.Viva a imaginação mai-los nichos mercadeiros.Mas aos turistas,senhores,deixai-lhes provar o que apurámos na cozinha tradicional:O pastel,o queijo da serra,independentes e com sabor próprio.Assim seja.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 17.06.2015 às 23:29

Pois, aqui a questão pode ser a do abuso de uma imagem tradicional.
Sem imagem de perfil

De sorvete de couratos a 18.06.2015 às 00:00

Ao menos não deveria ter apoio oficial em detrimento dos originais.E lá
diz a Senhora que o Da Serra se recomenda curado e sólido, tal como era.
De resto é "o mercado a funcionar".Também há pechisbeque à venda.
Sem imagem de perfil

De Pois... a 17.06.2015 às 19:53

Já que estamos numa de "coisas típicas novas", que tal no cosido à portuguesa substituir as hortaliças por palha de Abrantes???

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D