Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A aposta estúpida do PS e a aposta natural do BE

por José António Abreu, em 29.01.15

O desvelo dos socialistas nacionais para com a vitória do Syriza não configura apenas oportunismo mas também um erro monumental. Se a Grécia entrar em colapso ou tiver que recuar nas políticas anti-austeridade, nem os favores de que continua a gozar na comunicação social serão suficientes para disfarçar a perda de credibilidade de António Costa. (Ironia assinalável: a fuga de capitais dos bancos gregos mostra que existe por lá bastante gente menos crédula do que os socialistas portugueses.) Mas se o governo de Tsipras conseguir forçar uma mudança de rumo na União Europeia, então o PS tornar-se-á irrelevante porque outro partido apresenta uma relação com o Syriza e com as políticas que este defende muito mais antiga, forte e credível - e, ainda por cima, não está sobrecarregado com o peso da governação Sócrates nem com a imagem de abuso do poder para negócios pouco claros que hoje persegue os partidos do «arco governativo». O Bloco de Esquerda pode encontrar-se em processo de implosão mas, se o Syriza levar a Grécia a atingir aquilo a que Rui Ramos chama, muito adequadamente, «essa coisa curiosa: uma “independência” que depende inteiramente do dinheiro dos outros», até eu ponderarei seriamente votar nele.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Marquês Barão a 29.01.2015 às 12:15

Qual é o problema? Costa enfuna as velas para a outra Costa.
Sem imagem de perfil

De Satiriza a 29.01.2015 às 12:45

E será que os parceiros de Merkel no governo ou os hollandeses ou os pessoes ou os trabalhistas de Sua Majestade ou outros xuxas europeus quaisquer acompanharam o Costa nessa sua deriva, ou ficou isolado? Pergunto eu, que a gente gosta sempre de aprender.
Sem imagem de perfil

De Vento a 29.01.2015 às 13:08

Só quero recordar, em resposta a este link (http://observador.pt/opiniao/verdadeira-causa-da-vitoria-syriza/), que de uma forma resumida afirmei aqui http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/back-to-basics-7054786#comentarios
a paternidade desta vitória do Syriza.
Mas também dizer que se este governo continuar o alinhamento que tem mantido agravará ainda mais a ruína para onde nos conduziu.
Não sei ainda quais serão as alternativas governativas em termos de desenho político. Mas uma coisa eu sei, manter este governo é continuar a hipotecar Portugal e os portugueses que aqui vivem e os que desejam viver e não podem.
Sem imagem de perfil

De Transviados... a 29.01.2015 às 16:07

O presidente do Parlamento Europeu, que hoje se desloca a Atenas, criticou o facto de o novo Governo grego, que pede solidariedade entre os povos europeus, tenha optado por se afastar da posição conjunta da UE. Novo ministro da energia grego já veio dizer que Atenas é contra as sanções aplicadas a Moscovo.

Bruxelas encara a atitude do executivo de coligação entre o Syriza e os Gregos Independentes como uma falta de solidariedade perante os restantes Estados-membros. "Não é possível que, por um lado se exija solidariedade da Europa para com o nosso país, como Tsipras fez, e depois se assuma como primeiro passo oficial uma separação face à posição conjunta europeia", acusa o alemão Schulz.
Sem imagem de perfil

De Transviados nossos amigos... a 29.01.2015 às 18:03

Na capital francesa, o ministro das Finanças Michel Sapin repetiu hoje que está fora de questão um perdão de dívida da Grécia, frisando só haver abertura para negociar os termos do seu pagamento. "Não temos problemas em falar sobre o alívio do peso da dívida grega, mas não vamos falar em perdoar dívida, porque isso significaria passar o ónus para os contribuintes franceses", disse Sapin no Parlamento, ao cifrar em 42 mil milhões de euros os empréstimos à Grécia garantidos pelo Estado francês. Citado pela Reuters, Sapin advertiu, porém, que qualquer negociação dependerá de a Grécia permanecer no caminho com as reformas e manter um orçamento equilibrado.
Sem imagem de perfil

De Vento a 30.01.2015 às 00:20

Obrigado por essas informações. Mas estamos na fase da retórica. Aguarde os desenvolvimentos futuros.
Claro que Sapin só pode dizer isso depois de todos os contribuintes na UE, incluindo Portugal, terem pago, melhor, estarem a pagar o resgate feito à banca, em particular à banca francesa e alemã, que andou a fazer cosmética contabilística com as contas gregas.
Sem imagem de perfil

De Vento a 30.01.2015 às 00:42

Leia também esta:
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=176504
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.01.2015 às 13:20

O PS já parece a Direita estúpida a jogar à Esquerda para ganhar apoio dos jornalistas.

Não percebem que o que é genuíno ganha sempre.
Sem imagem de perfil

De Grego a 29.01.2015 às 19:01

É muito mau, quando os povos começam a ter medo de tudo e a não confiarem em nada nem ninguém. Revela que o mundo é das potências que o são, à custa do trabalho dos escravos. Afirmamos nós que a escravatura acabou. Onde? Em África? É só abrirmos os olhos e ela aí está, escravatiza-se, martiriza-se, enquanto os senhores imperiais se vão enchendo e cada vez mais, escravizando os outros. Fala-se a torto e a direito do comentário do Costa, mas o do Passos que foi asqueroso tudo bem. Só por aqui revela o que somos. Espero que este governo mostre ao mundo que os países pequenos, são-no em bens, mas são grandes de espírito e que essa grandeza, os leve a mostrar que governam para o seu povo e não para os corruptos.
Sem imagem de perfil

De rmg a 30.01.2015 às 01:09


"...quando os povos começam a ter medo de tudo e a não confiarem em nada nem ninguém".

V. começou a interessar-se por História quando?
5 segundos antes de escrever este comentário?
Sem imagem de perfil

De Grego a 30.01.2015 às 11:22

No exacto momento em que lhe respondi. Só você sabe tudo, o resto é só ignorância. Não têm medo? Vivem felizes sem pensarem no amanhã? Confiam nos políticos? Confiam na banca? Cofiam no trabalho que hoje há, amanhã se verá? Hoje têm casa amanhã....... Isto são tudo coisas que não dão medos que deixam os cidadãos felizes? Por acaso a história é bem clara, ao longo dos tempos se calhar o meu amigo esqueceu-se dessa parte da história.
Sem imagem de perfil

De rmg a 30.01.2015 às 15:20


Li-o.

Quase com 70 anos, oficial miliciano em Abril de 74 com o comando interino de uma Companhia aqui por Lisboa, desempregado 2 vezes, uma em 1990 com 3 filhos adolescentes para criar e outra em 2000 já sem idade para me quererem, por várias vezes recomecei tudo do zero e portanto não respondo a quem tem medo da vida.
Sem imagem de perfil

De Grego a 30.01.2015 às 16:17

Apesar de todos esses contratempos, teve sorte, é que nem todos podem dizer o mesmo. Cristiano Ronaldo disse a Marcelo: eu trabalho, mas também tenho tido sempre um bocadinho de sorte. Sabe bem que infelizmente nem todos são bafejados por esse factor. Devemos responder a todos porque todos nós, devemos merecer respeito e o mal, é dos que têm medo e não dos que de nada têm medo.
Sem imagem de perfil

De rmg a 30.01.2015 às 17:01


Tive sorte, na sua opinião?

Passe bem e faça-se á vida.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D