Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As 'fontes' e os queixinhas

por Pedro Correia, em 24.08.09

Já tive a minha dose de problemas com "fontes de Belém". Denunciei-as por estarem a colocar sob anonimato notícias nos jornais que depois não confirmavam oficialmente, criando embaraços aos editores mais crédulos. O chefe da Casa Civil, Nunes Liberato, brindou-me com uma queixa aos meus empregadores. É distinção que me honra e faz curriculum. Fiquei agora a saber que "as fontes de Belém" estão não só secas de confirmações, mas estão a secar a dignidade informativa à sua volta.

Mário Crespo, Jornal de Notícias


4 comentários

Sem imagem de perfil

De tric a 24.08.2009 às 15:36

fontes de belem, fontes do Governo, fontes proximas de..., fontes do PSD, fontes do PS., fontes da agencias de comunicaçao, etc, etc

O Jornalismo português é um autentico fontanario!
Sem imagem de perfil

De Daniela a 26.08.2009 às 03:32

Preferia então que os jornalistas não citassem as suas fontes? Viva a crítica gratuita...
Sem imagem de perfil

De Ana Lista a 24.08.2009 às 19:34

Não há no texto do Mário Crespo qualquer novidade. Sem ele mesmo saber porquê (mas esqueceu tanta coisa desde o tempo da SABC do "apartheid"...), odeia Cavaco porque injustamente o associa a qualquer patifaria que em tempos lhe fizeram.
Já a recente animosidade para com Sócrates está relacionada com o facto de ter sido preterido (em favor do Carneiro Jacinto, imagine-se!) na nomeação para adido em Washington.
Quando as questões pessoais são a base do "comentário" político, é isto.
Imagem de perfil

De ariel a 24.08.2009 às 22:13

Não suporto Mário Crespo, nem do estilo, nem da forma. No entanto o que ele diz é uma evidência, que só se torna notícia na medida em que o ódio para com o PS (não é só com Sócrates) não pressupunha que viesse a fazer uma análise tão distanciada. Se tem ódios com Cavaco não sei. Suponho que Carlos Abreu Amorim não os tenha. Como não consigo fazer o link , faço o copy past do texto:

Heresias
Perdeu a distância
O silêncio de Cavaco Silva no pseudo ) caso das ‘escutas’ marca uma nova etapa na intervenção presidencial no jogo político-partidário . Curiosamente, este tem sido o PR que mais tem apregoado a separação do seu cargo com os interesses dos partidos. Mas resvalou no contrário do que dizia defender a pouco mais de um mês das eleições.

Agosto tem sido um mês terrível para Ferreira Leite. A antipatia suscitada pelas listas de deputados (exclusões e inclusões) amolgou para além do previsível. Muitos perceberam que os leitistas não são melhores do que os socratistas na defesa da ética política e nos tiques de prepotência.

Estas ‘escutas’ parecem um esforço aflito para despistar as atenções. A mudez de Cavaco está a abonar uma historieta de jardim-infantil e a socorrer o PSD.
Carlos Abreu Amorim, Jurista

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D