Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Woodstock 40 anos depois

por Carlos Barbosa de Oliveira, em 17.08.09

 

 

 

Faz hoje 40 anos que terminou o festival de Woodstock. Independentemente da  avaliação que se faça, hoje, do evento da “Paz e Música”, menosprezar  o que por lá se passou é desvalorizar um episódio que marcou a história contemporânea.
Durante  três dias, 500 mil pessoas assistiram, com o maior civismo, à exibição das melhores bandas e artistas da época. Faltaram os “Doors”, é certo (Jim Morisson já se deve ter arrependido mil vezes…), mas por lá passaram nomes  como Joan Baez , Jimi Hendrix, Janis Joplin, Santana, Neil Young, Crosby Stils& Nash and so on…
Houve uma tentativa de organizar um festival comemorativo dos 40 anos de Woodstock, mas a violência durante o Festival evocativo dos 30 anos, em 1999, e a crise actual desmobilizaram os patrocinadores.
De Christiania a El Bolsón é possível, no entanto, encontrar comunidades que procuram manter o espírito de Woodstock. Uns fazem-no mal, outros mostram que ainda é possível resistir. Como se pode ler aqui.


38 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2009 às 15:08

Muito bem lembrado, Carlos.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 15:21

Desta não me podia esquecer, Pedro.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 15:17

Não me digas, Carlos. Mesmo 40 anos? Parece que foi ontem. Estarei a ficar velho?
Lembro-me bem de ter estado no nosso Woodstock, o primeiro (e único, durante anos) festival de Vilar de Mouros. Pouco depois estava eu a começar a recruta militar. Livra!
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 15:23

Também estive lá! Ainda hoje estou para perceber como foi possível organizar Vilar de Mouros naquela época.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 15:59

Tens toda a razão.
Ainda me lembro de uma cena quase impensável: o homem por trás desse festival, Élio Amorim (o velho de cabelo branco que era o magnata das alcatifas Carpélio!) a passear-se no meio daquela bagunça com um dos seus carros de estimação, um Rolls-Royce todo aberto dos anos 20, rodeado de louras empoleiradas por todos os lados...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 16:03

... Dois dias de 'peace & love' em Vilar de Mouros, cujos pontos altos foram os Manfred Mann e o Elton John, ainda de calções de peitilho a tocar um piano de cauda inteira levado do Porto em cima da hora.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:11

Esse episódio é dos que tenho mais viva memória.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 15:26

Os nomes que tu vieste lembrar... a malograda Janis Joplin... o Neil Young, os Crosby, Still & Nash (que também foram Crosby, Still, Nash & Young)... Joan Baez, Hendrix, Melanie, John Sebastian, Creedence Clearwater Revival, The Who, Jefferson Airplane, Joe Cocker, Ten Years After... os Blood, Sweat & Tears...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.08.2009 às 15:37

Todos eles de primeira água, de tal maneira que ainda hoje (e acho que cada vez mais) muitos grupos vivem de covers das músicas desse tempo. Foi uma época de criação musical única.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 16:14

Sem qualquer dúvida. Tenho reedições em CD de quase tudo o que foi a música daqueles tempos áureos. Incluindo alguns que faltaram à chamada de Woodstock (e se sentiram arrependidos depois), como The Doors, Led Zeppelin, Jethro Tull, The Byrds, Bob Dylan (não recusou, mas acabou por faltar porque o filho ficou doente), The Moody Blues, Joni Mitchell...
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:01

Desde que regressei de férias, que ando a recordar lá no Rochedo canções dos anos 60, 70 e 80.
Precisamente por causa de Woodstock deixei estes nomes todos para a segunda quinzena. Com Carlos Santana a abrir, claro
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.08.2009 às 15:40

Excelente, a tua crónica no Rochedo. Gostei imenso de ler. Ainda há alguns redutos de hippies pelo mundo, onde foram parar os que não se conformaram com as mudanças ou não se adaptaram a elas: em Goa, por exemplo, ou em Jeriquaquara, no nordeste brasileiro. São só dois exemplos, há mais.
Mas esse tempo não se repetirá, como dizes muito bem. Nada se repete.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:04

O reduto de Goa também conheço, mas não o de Jeriquaquara.
Nada se repete, com efeito. E em alguns casos, devo dizer, ainda bem...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.08.2009 às 23:06

Conheci bem os 'hippies' de Goa, na praia de Anjuna. Foi uma profunda decepção: nada a ver com os mitos de outras épocas.
Imagem de perfil

De ariel a 17.08.2009 às 15:52

Muito bem lembrado. Vi o Woodstock (filme) no cinema, em Moçambique, lá passou ainda antes do 25 de Abril, cá parece que só depois. Fiquei deslumbrada, o impacto foi enorme.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:06

No sábado passou na RTP 2, mas não vi. Quando vi a primeira vez achei interessante como documento.
Imagem de perfil

De ariel a 17.08.2009 às 17:25

Naquela altura, penso que foi em 71, pode crer que o impacto na miudagem, como eu, foi grande.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 18.08.2009 às 00:25

Como pode ver pelo comentário do anónimo abaixo, Ariel, há quem considere aquilo tudo uma estupidez...
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 17.08.2009 às 16:33

"Uns fazem-no mal, outros mostram que ainda é possível resistir"

Hum... E já agora, resistir a quê ?

É que os desgraçados que vieram nas gerações a seguir não têm a menor pista. Nem tinham de seguir os vossos caminhos.

Quanto aos redutos dos Hippies de que falam nos comentários, lamento mas fazem lembrar Mormons, muito mais modernos claro mas também cristalizaram...

Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:09

É natural que aqueles que vieram na geração a seguir e se consideram desgraçados não percebam. Esses "desgraçados" normalmente nunca tiveram de lutar pela vida, preferem frequentar a Jotas ou viver à pala dos pais.
Outros meteram o nome no congelador e ficaram anónimos. Taditos, devem andar num outro Planeta
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 17.08.2009 às 17:19

"Esses "desgraçados" normalmente nunca tiveram de lutar pela vida, preferem frequentar a Jotas ou viver à pala dos pais."

Assinalo a sua generalização apressada mas, como o tenho em conta de melhor nível apenas lhe refiro que está enganado.

Mas se para a sua geração é mais responder assim (É que não é a primeira vez...)

Quanto a planetas, bem será melhor - pela consideração que lhe tenho - ficarmos assim.

Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:29

"Esses que se consideram desgraçados" foi o que eu escrevi e não "esses desgraçados".
Normalmente nem respondo a anónimos, por isso pode considerar-se um anónimo com sorte.
Sem imagem de perfil

De Anonimo... Olha a minha sorte! a 17.08.2009 às 17:36

Limitei-me a fazer Copy / Paste do texto de V. Exa. como pode constatar.

Quanto á explanação da atrás mencionada resistência já percebi que - para V. Exa. - não mereço a consideração de tal esclarecimento.

Grato a V. Exa.

Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 18.08.2009 às 09:08

Só que fez como os copistas de antigamente. Só fez copy paste do que lhe interessava, desvirtuando o sentido da frase.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.08.2009 às 18:04

É claro que cristalizaram, Anónimo. Linitei-me a assinalar o facto, não estou a defender o modo de vida que têm. Eu disse que eles eram inadaptados, apenas isso... não tresleia.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 17.08.2009 às 17:05

Gostei de ler a crónica no rochedo!

E quanto a Vilar de Mouros bem pena tive de não ter ido.
:))
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 17:30

Ainda não tinha idade para isso, Maria do Sol! Eu e o João é que somos uns velhotes ( Ahahah!)
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 18:56

Não precisas de exagerar. Quando falares de mim a uma senhora, diz que não sabes bem... que pareço ter idade incerta... que os anos parece nem passarem por mim...
Agradecido.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 21:37

Estava a fazer-nos mais velhos, João, para que ninguém percebesse que tínhamos ido a Vilar de Mouros nas alcofas dos nossos pais...
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 22:22

Ah! Pois! Tu não eras o da alcofa 'cabriolet' azul escura com uma risca ao meio?
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 22:45

E levava uma bandeira do FCPorto!
Sem imagem de perfil

De Maria a 17.08.2009 às 21:01

Carlos, eu também faço parte da sua (ah, o você) "equipa" , presumo, nascida no pós II guerra mundial - somos da geração Baby boom "- os baby boomers " será mais simpático do que "cotas", digo eu...ehehe

Mais a sério agora - sinto imensa afinidade com o Woodstock ", com o "espírito do festival", como diz o Carlos.
Foi mais ou menos por essa altura que comecei a ler Jack Kerouac , que despertava para outras realidades sociais e políticas , embora ainda muito nova (com irmãos mais velhos) lembro-me dos meus irmãos e os amigos discutirem o problema da guerra do Vietname e quão desconcertante era pensar nos EU - Vietname e os EU das manifestações como o festival . Tive a sorte , mesmo tendo nascido numa ilha, de me ter cruzado com pessoas interessantes que me mostraram novos horizontes .
O Carlos, agora aqui e no "Rochedo" ao evocar Woodstock " de forma tão bonita e sentida fez-me recordar essa juventude que fisicamente está perdida mas o resto, enquanto cá andar, não se perderá a menos que venha o tal Alzheimer, cruzes... ;-))

Em breve estreará o filme de Ange Lee "Talking Woodstock ", baseado na história verdadeira de Elliot Tiber , que ajudou a organizar o festival em 1969.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 21:42

Eu nasci mesmo no pós Woodstock, Maria. Por isso é que alguns dzem que sou baby boomer.
A sério: já li qualquer coisa sobre o filme de Ang Lee e fiquei muito curioso. Espero não perder
Imagem de perfil

De João Carvalho a 17.08.2009 às 22:25

Nasceste no pós-Woodstock? Ah! Ah! Ah! Ah! E de quem era a alcofa que levaste emprestada?
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 17.08.2009 às 22:45

Isso tenho de perguntar à minha Mãe...
Imagem de perfil

De João Távora a 17.08.2009 às 23:36

Tardiamente, respondi ao seu comentário a respeito do Magical Mystery Tour. Abraço
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 18.08.2009 às 00:27

Obrigado, João Távora. Vou responder à provocação...
E que tal o Lucy in the Sky With Diamaonds?

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D