Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma não-verdade

por João Carvalho, em 09.08.09

«Gripe A: mais 49 pessoas infectadas em Portugal, sobe para 554 o número total de casos». Este título é uma não-verdade. Apesar de ter passado com um não-desmentido.

Tags:


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Sara a 09.08.2009 às 21:25

Peço desculpa, mas não percebo porque se trata de uma não verdade.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 22:26

Está desculpada. Realmente, não é uma não-verdade. É uma mentira. Não subiu para 554 o número total de casos de pessoas infectadas, porque a esmagadora maioria de pessoas que tiveram gripe A já estão curadas.
Como informação, se for verdade que subiu para 554 o número de casos registados desde o início, o dado é pouco ou nada relevante. Quando muito, teria antes alguma relevância saber-se quantas pessoas estiveram já com a gripe e se curaram, isso sim.
Sem imagem de perfil

De Sara a 09.08.2009 às 23:00

É mentira que há houve 554 casos de Gripe A em Portugal? É que parece-me que, interpretando o português daquele título, isso é uma verdade. Não diz ali que há neste momento 554 infectados, falam sim de casos. Concordo que falta o número total de ex-infectados que se curaram, mas a imprensa tem acompanhado todos os casos e, sempre que há uma cura, essa é noticiada. Logo, o título não é mentira nenhuma. Falta é uma notícia semelhante que diga que dentro desses 554 casos já a esmagadora maioria ficou curada.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 23:15

É mentira que «sobe para 554 o número total de casos», sim. Só teria subido se os casos fossem simultâneos. Como não são, não subiu.

Já agora, também é mentira que, «sempre que há uma cura, essa é noticiada». É capaz de haver aí uma centena de casos simultâneos, no dia de hoje, e não me parece que tenham sido noticiados 400 curas ou mais.

Finalmente, vou já avisando que só em casos muito especiais é que alimento discussões sobre interpretação do português.
Sem imagem de perfil

De Sara a 10.08.2009 às 00:01

Então cada um fica na sua, já que, sim, "sobe para 554 o número total de casos". Não diz ali que há 554 infectados com a gripe A, fala-se de casos no geral, aqueles que foram e que são. Eu acho que se percebe perfeitamente, mas pronto. Se a imprensa noticia da maneira que mais lhe convém porque o medo gera receita (para os media, para farmacêuticas, para quem quer que seja), sim. Agora o título, a meu ver, é uma verdade.
Sem imagem de perfil

De Ana Mestre a 09.08.2009 às 21:26

A TSF online tem exactamente a mesma informação:
Portugal registou mais 49 novos casos de infecção de gripe A nas últimas 24 horas, elevando-se assim para 554 o número de infectados no país desde Maio. Segundo o Ministério da Saúde, 13 casos são importados, 35 são secundários e um é terciário.
Já no Diário Digital:
Gripe A: Mais 28 pessoas infectadas em Portugal, 505 no total
Portugal registou 28 casos de infecção pelo vírus da Gripe A (H1N1) nas últimas 24 horas, o que eleva para 505 o número total de casos no país, anunciou hoje o Ministério da Saúde.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 22:17

A bagunça total.
Sem imagem de perfil

De mdsol a 09.08.2009 às 21:30

:))
Sem imagem de perfil

De mdsol a 09.08.2009 às 22:20

É sim senhor.
:)
Sem imagem de perfil

De mdsol a 09.08.2009 às 22:34

Antes Aaaaaahhhh
que
Aaaaaatchimmmm

:)))))

[Então nem reage à minha observação ao seu comentário no post sobre a TVI, do CBO?]
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 23:18

Já lá vou.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.08.2009 às 22:32

Uma boa verdade seria começar a dar conta dos casos curados. O alarmismo não se evita a somar diariamente como infectadas pessoas que já não estão infectadas há muito.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 22:33

Exactamente.
Sem imagem de perfil

De anónimo a 09.08.2009 às 23:34

Calma que o negócio ainda vai no adro. A gripe A - podia ser a B, a C ou até mesmo a D, que o efeito seria o mesmo - veio afastar a crise, os problemas no BPP, no BPN, as angústias do presidente, que não sabe que fazer ao jeep cheio de diplomas para ler e outras coisas, enfim, menores, que nos ocupam e atormentam a existência.
A gripe A e o Avastin e, infelizmente, a morte de Raul Solnado é que são os musts do momento. De resto, não pasa mais nada.
O desemprego sobe, a polémica com as listas do PSD continua, o governo soma barracas atrás de barracas, os agricultores estão aflitos, os produtores de leite, idem, os pescadores igualmente, mas uma qualquer central de informações - pensam que não há? Há sim senhor... - determinou que agora é preciso valorar a vacina da gripe, que é para o pagode se manter entretido e os laboratórios facturarem. (Dez mil milhões de euros foi o valor estimado que vale o negócio).
Posto isto, digam lá se é necessário saber quantos infectados já estão curados, quando o importante é manter o pagode com o pânico em lume brando, enquanto o negócio evolui.
PS: lembram-se da gripe das aves? Ia morrer meio mundo.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 09.08.2009 às 23:42

Não percebo o seu anonimato para dizer o que disse. Se clicar no 'tag' «gripe» encontrará o que penso sobre o assunto («Quem ganha com o drama?», em 08.05.09). Certo?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D