Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O convite visto à lupa

por João Carvalho, em 31.07.09

A Ana Lourenço conseguiu ter, na SIC-Notícias, os dois protagonistas do caso do convite socialista a Joana Amaral Dias. Esta, no Jornal das 9, puxou daquele ar sobranceiro habitual para dizer que já tinha explicado tudo antes, que entendeu não falar mais e ir uma semana de férias e que a imprensa demorou muito tempo a procurar a verdade. Como é que isto se conjuga não sei, mas ouvi-a rejeitar qualquer contacto mais intimista ou baseado na amizade, porque só tinha estado com Paulo Campos uma vez e a proposta que este lhe lançou foi feita por telefone. Acrescentou ainda que não teve qualquer dúvida em recusar a ideia, por ter sido muito crítica em relação ao PS durante estes quatro anos e tal.

Depois, na hora seguinte, a Ana Lourenço chegou à fala com o secretário de Estado das Obras Públicas. É inenarrável a conversa que mantiveram, com Paulo Campos a referir-se a ele próprio na terceira pessoa, à jogador de futebol: «O Paulo Campos disse», «o Paulo Campos fez», «o Paulo Campos aconteceu»...

Foi um longo momento atabalhoado e quase me vi com pena dele. Foi quando decidi puxar da lupa e observar a historieta ao pormenor. Disse ele que falou com ela duas vezes: um telefonema inicial dele para saber se ela estaria disponível e um telefonema posterior dela para lhe dizer que não estava disponível.

Visto o caso assim à lupa, tirei duas conclusões. A primeira é que a Ana Lourenço merece ser felicitada pela pachorra para aguentar aquilo sem o mais pequeno ar de enfado ou ironia, excepto quando Campos, membro do governo, disse que nem sabia o que é o IDT (o Instituto da Droga e Toxicodependência).

A segunda conclusão tem mais peso em todo este embrulho. Joana Amaral Dias confirma que foi contactada, jura que nunca lhe passaria pela cabeça algo que não fosse declinar o convite e... foi por certo pensar para mais tarde ela própria telefonar e responder. Registe-se.

Tags:


14 comentários

Imagem de perfil

De ariel a 31.07.2009 às 23:47

Mas que cena mais macaca... e triste.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.08.2009 às 00:02

É mesmo, Ariel. Uma cena macaca. E tristíssima.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.08.2009 às 00:17

Joana Amaral Dias falou claro esta noite, à SÍC Notícias. Disse que foi convidada a integrar as listas eleitorais do PS pelo distrito de Coimbra. Quem a convidou foi Paulo Campos, secretário de Estado das Obras Públicas e filho de Antonio Campos, figura histórica do PS pelo mesmo distrito. Acrescentou que mal conhecia a pessoa em causa, tendo só falado com ela uma vez. Não podia ter sido mais explícita. PC, interrogado por Ana Lourenço também na SIC N, meteu os pés pelas mãos, aludindo a um contacto «pessoal» que jamais poderia existir se não havia relacionamento pessoal entre eles. Percebe-se porquê tamanha atrapalhação: a abordagem a JAD, por parte de um membro do Governo, jamais teria sido feita sem o conhecimento do secretário-geral do partido numa altura em que as listas eleitorais estão a ser ultimadas no Rato. Infelizmente para Sócrates, nem todos são como MiguelVA.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.08.2009 às 07:46

Lá isso é verdade, compadre. Só foi pena que Joana Amaral Dias náo tivesse respondido imediatamente um rotundo "não".
Sem imagem de perfil

De Um amigo a 01.08.2009 às 01:24

Qual o objectivo deste post? Vencer o concurso da "análise" mais adjectivante a discussão? No meu tempo, até no comentário livre, éramos curtos nos adjectivos e jamais iniciariamos uma peça sobre o ódio de estimação político da maneira como o fazes, referindo-te ao tal como alguém que "puxou daquele ar sobranceiro habitual". Parece-me feio.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.08.2009 às 07:54

Conhece a onça, amigo? Aos amigos (e não só) eu dou a cara.
Não é a primeira vez que o digo e, portanto, aqui não há gato escondido com o rabo de fora: ao contrário de muito boa gente, embirro com Joana Amaral Dias e com o seu ar sobranceiro. Reconheço e assumo.
Talvez seja uma fraqueza minha. Não deve ser grave, porque é das menores: tenho outras fraquezas. E esta nada tem de feio, porque não passa pelo lado estético.
Sem imagem de perfil

De António Manuel Venda a 01.08.2009 às 01:37

João, nos tempos em que eu comecei a interessar-me por futebol, ainda no Algarve, o Portimonense tinha um jogador chamado Paulo Campos (mas era brasileiro, e por sinal o melhor da equipa, chegando depois a ser contratado pelo Benfica). Lembro-me também de que ele, ao contrário deste secretário de Estado, sabia falar.
Sem imagem de perfil

De Inês Costa a 01.08.2009 às 12:59

Pelos vistos não recusou assim tão liminarmente (e logo no primeiro contacto telefónico), caso contrário não se teria aconselhado com... Mário Soares.
Esta historieta já fede.
Imagem de perfil

De João Carvalho a 01.08.2009 às 17:15

Cheira mesmo mal, Inês.
Sem imagem de perfil

De Inês Costa a 01.08.2009 às 18:31

Quem diria, vindo de alguém tão imaculadamente maquilhado e pintado, hein?
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 01.08.2009 às 18:26

Nã vi , mas o teu relato é bastante elucidativo. Nada que me surpreenda, pois desde o princípio ficou para mim bem claro ( como escrevi num post anterior)que JAD se sentiu tentada a mudar de camisola. Continuo na minha. Se Sócrates tivesse dito sim, esta história teria acabado de outra maneira.
Partilho da mesma embirração com JAD e, quanto ao Paulo Campos, não foi emtempos um jogador de futebol da Académica?
Imagem de perfil

De João Carvalho a 03.08.2009 às 16:30

Certo. Quanto ao Paulo Campos nada sei, excepto que ainda dá uns bons pontapés em expressão oral. Pelo menos.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D