Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As canções do século (1460)

por Pedro Correia, em 30.12.13


3 comentários

Sem imagem de perfil

De rmg a 01.01.2014 às 19:09


Uma música de Mireille (1906-1996) e uma letra de Jean Nohain (1900-1991) imortalizadas pelo Jean Sablon (1906-1994) .

Esta versão do casal Hardy - Dutronc , um pouco mais jazzística , abre o álbum “Clair-Obscur” saído nos primeiros dias de Maio de 2000 .

Acho que estou a ficar velho … quase “14 ans déjà !” .

Um bom 2014 para si
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.01.2014 às 19:17

Meu caro, surpreende-me sempre com os seus conhecimentos enciclopédicos, em matéria musical e não só. Neste caso eu sabia que a canção era muito mais antiga e que tinha várias versões mas desconhecia por completo quem eram os autores originais. Se não me engano, figurou num filme francês dos anos 30.
Comprei esse excelente disco, 'Clair/Obscur', em Estrasburgo, precisamente em 2000, numa viagem que fiz à Alsácia e posso dizê-lo que fiquei deslumbrado com a Françoise Hardy já madura mas ainda tão emocionante. É, sem dúvida, um dos meus discos que escutei mais vezes de então para cá.
(E agora, neste bate-papo, acabo de ter a ideia de uma série sobre os meus discos - fica em agenda...)

É sempre um gosto recebê-lo por cá. Tenha um bom ano de 2014, votos que faço extensivos a todos os seus.
Sem imagem de perfil

De rmg a 01.01.2014 às 22:14


Caro Pedro Correia

É bondade sua , não considero que tenha conhecimentos enciclopédicos , como diz.
Apenas uma grande curiosidade por tudo o que me cerca , sabendo como sei que do aprofundamento dos assuntos mais banais se chega muitas vezes bem longe .

E como sempre dormi pouco e não vejo televisão há mais de 20 anos (zero!) posso dizer que tenho o mais precioso dos bens : tempo .
Tempo é sempre o único bem que nunca na vida sabemos quanto nos resta .

Ainda que em questão de música “eu é mais clássica”, como poderia ter dito o Herman , o facto é que não há música muito séria e música pouco séria , há música muito boa e música pouco boa (ou mesmo francamente má!) .
Daí o interesse por tanta coisa , a começar pela música francesa , não só aprendi a língua muito cedo na infância como ainda na minha adolescência não chegava cá outra .

A canção é de 1935 e foi cantada pelo Jean Sablon e a própria Mireille .
Jean Sablon é um “caso” na música francesa dos anos 30 e 40 , talvez só ultrapassado por Maurice Chevalier , este último porque teve uma carreira mais internacional (nomeadamente participando em filmes americanos) .
Sablon foi aliàs o primeiro cantor francês a “atrever-se” a usar um microfone em palco …

Na canção original é ela que parte e ele que fica no cais , ao contrário desta belíssima versão, mas a lógica é evidente pois é a voz da Françoise Hardy que lhe dá o encanto todo , o Jacques Dutronc não teria aqui grande graça .

Não tenho conhecimento de que tenha figurado nalgum filme mas há vários clips desta canção em que a cena se passa numa estação de combóios , todos eles a preto e branco (mesmo os mais recentes , referências à época) .

E aí está uma bela ideia para uma nova série sua , fico à espera .

Muito agradeço as suas simpáticas palavras e os seus votos , que retribuo

Um abraço

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D