Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No Natal, castanhas e vinho

por Rui Rocha, em 05.11.13

Maduro decreta que o Natal na Venezuela é em Novembro.

 


17 comentários

Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 05.11.2013 às 11:04

Muitos bebés nascem com oito meses, Rui...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 05.11.2013 às 13:05

Ihihih. Cristo prematuro. Cuidado que ainda dá uma coisinha má ao César das Neves.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 05.11.2013 às 11:16

O Natal não é quando um homem quiser? :-)
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 05.11.2013 às 13:05

Sim, se for um homem maduro.
Sem imagem de perfil

De am a 05.11.2013 às 11:24

Cada um tem o Maduro que merece... Este, não deve tardar muito, cairá de podre...

Foi descoberto um plano secreto da CIA para a disseminação dum surto de diarreia...
Obama no seu pior!

Imagem de perfil

De Rui Rocha a 05.11.2013 às 13:06

Há mas são verdes.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 05.11.2013 às 11:35

E também criou um vice-ministério da Felicidade, que deve ter como missão divulgar aparições do Chavez por todo o país. Uma alegria.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 05.11.2013 às 13:07

No género, a Nossa Senhora do Orçamento de Cavaco e a aparição do livro de Sócrates nas mãos de um taxista (Zorrinho), também não estão nada mal...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 05.11.2013 às 16:06

Também é verdade. Mas o Maduro é mais divertido.
Sem imagem de perfil

De Palhete a 05.11.2013 às 12:21

Foi o passarinho cuja cara apareceu nas obras do metro que mandou.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 05.11.2013 às 13:07

O passarão.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 05.11.2013 às 14:23

Não tem nada de anormal. Cá em Portugal fazem-se coisas semelhantes. As Câmaras Municipais decretam que o Natal começa a 15 de outubro (ainda muito mais cedo que na Venezuela!) e ligam logo ali iluminações de Natal (pagas pelo contribuinte) por todas as ruas. E o objetivo é o mesmo que na Venezuela: alegrar a malta. Fazê-la esquecer a crise.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 05.11.2013 às 14:27

Não tem nada de mal. Se o papa Libério, um maduro do século quarto que nem papel tinha para limpar o cu, e que governava toda a cristandade por decreto, decretou que Cristo nasceu a 25 de dezembro, não se vê porque não possa um Maduro do século 21, também governando por decreto e também sem papel para limpar o cu, decretar que Ele começou a nascer logo em novembro. Assim como assim, tenho a impressão que o Maduro do século 21 será melhor pessoa (e terá o cu mais limpo) do que o Libério do século quarto.
Sem imagem de perfil

De Paula a 05.11.2013 às 14:34

Maduro é um louco que não pensa, com a cabeça, mas com os pés. Diz o que lhe vem à cabeça, não pensando se está certo ou errado e para azar é rodeado por outros como ele. Há povos sofredores que têm governantes que são uma lástima. Há um ditado popular bem claro: cada povo tem aquilo que merece. Talvez tenham aquilo que merecem é que na hora do voto é que se decide. Eles decidiram, tal como nós e agora sofrem as consequências assim como nós as sofremos.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 05.11.2013 às 16:58

Você conhece assim tão bem o povo venezuelano que possa afirmar que ele merece Maduro?
Eu abster-me-ia de estar a insultar outros povos gratuitamente.
Sem imagem de perfil

De Paula a 05.11.2013 às 18:14

Não vamos confundir as coisas. Cada povo tem aquilo que merece, se isto ofende quem votou nele? Fica difícil saber o que ofende ou não. Por amor de Deus. Se lhe disser que conheço bem de mais!.....
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.11.2013 às 16:07

Ele decidiu isto depois de lhe ter aparecido um passarinho, como da outra vez. Ou então um par de renas, o que é bastante mais provável.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D