Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Livros de cabeceira (18)

por Ana Cláudia Vicente, em 06.11.13

Há quem tenha nenhuma; eu tenho duas que também não o são.

No subúrbio lisboeta a última prateleira da estante que fica acima da cama contém livros de trabalho, algumas colectâneas de ficção, crónicas e poesia. Em termos historiográficos, o segundo volume da História da Vida Privada em Portugal, coordenado pelo Nuno G. Monteiro e dirigido por José Mattoso; é a época que mais desconheço, a Idade Moderna, aquela que mais subestimei durante e depois da licenciatura - agora, como dizem os primos brasileiros, vou correndo atrás do prejuízo. Um pouco mais abaixo está o volume do Luís Salgado de Matos sobre A Separação da Igreja e do Estado em Portugal, outro acerca da Questão Religiosa no Parlamento (1935-1974), da Paula Borges - República e Estado Novo, os tempos que mais me interessam.

Há depois uma rima de pequenos Essenciais da INCM mesmo abaixo daquela gambiarra ultrabarata e suficientemente eficaz do ikea, de Averróis a Adolfo Casais Monteiro; gosto muito da simplicidade nada desprendida da correcção científica que demonstram quase todos os opúsculos desta colecção.  Constam ainda um Mazagran, de J. Rentes de Carvalho, e as Fábulas de Jean La Fontaine (uma das poucas obras que releio). Depois vêm os chamados novíssimos, Daniel Faria e Pedro Mexia: a Obra Completa de um, a Vida Oculta de outro.

 

 

A outra cabeceira assolapada é um camiseiro e vive numa aldeia alentejana, afeito à existência de uma professora de cidade pequena: testes sumativos e monografias regionais; Manuel Antunes, bom para quem teima em não desistir nem sair do país; Manuel Ribeiro, um dos alentejanos mais interessantes e inquietos do século passado; Luiz Pacheco, dose de vidas que não consigo compreender, mas preciso conhecer.
Quanto vou conseguindo ler? Pouco, devagar. Há não muito, virava quatro livros por semana. That was then. Isto é agora.


4 comentários

Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 06.11.2013 às 21:54

Ana Cláudia nesta época em que já não existe vida privada e em que vejo que a estudas, não percas a História da Vida Privada - cinco volumes - dirigida por Philippe Aries e Georges Duby, editada entre nós pelo menos a que tenho - pela Afrontamento.
Li-a há alguns anos e repesquei-a agora para um trabalho que me encomendaram. Vale mesmo a pena!
Imagem de perfil

De Ana Cláudia Vicente a 07.11.2013 às 19:58

Helena, A obra de Ariès e Duby (que só parcialmente li) tem ela própria um percurso curioso: começou como desafio de Michel Winock a Philippe Ariès, sobreviveu à morte deste durante o desenrolar do projecto e, trinta anos depois do seu início, continua a dar origem a iniciativas de espírito similar. As ideias contagiosas são coisa do melhor!
Imagem de perfil

De jpt a 09.11.2013 às 10:23

Não conhecia esse do Luiz Pacheco. Vou procurar quando por aí. E é bom ver a leitura de Manuel Antunes
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.11.2013 às 13:00

Leituras a dobrar portanto, Cláudia. Privilégio teu. E nosso, enquanto leitores do que vais escrevendo (sempre pouco, para o meu gosto).

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D